QUINTA-FEIRA, 22/02/2024

Assembleia de Rondônia realiza audiência pública sobre a hidrovia do Rio Madeira

Evento contou com a participação de representantes do setor de mineração e dos órgãos envolvidos com a questão no Estado.

Por Ivanilson Frasão I Secom ALE/RO - 010

Publicado em 

Assembleia de Rondônia realiza audiência pública sobre a hidrovia do Rio Madeira - News Rondônia
Foto: Antônio Lucas I Secom ALE/RO

A Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia realizou na tarde da última quinta-feira (30), uma Audiência Pública para debater o 1º Plano Geral de Outorgas de Hidrovias de Rondônia. O proponente foi o deputado Alan Queiroz (Podemos).

Além do deputado, que coordenou os trabalhos do evento, também compuseram a mesa o presidente da Alero, deputado Marcelo Cruz (Patriota); deputado Jean Oliveira (MDB); promotora de Justiça, Laila de Oliveira Cunha Nunes, pelo Ministério Público de Rondônia; defensor público, Eduardo Guimarães Borges, pela Defensoria do Estado de Rondônia; tenente Melca Dias, pela Capitania Fluvial de Porto Velho; Gilberto Rocha Quintiliano de Sousa, pela Sistema Fecomércio; Tânia Alves , pela Cooperativa dos Garimpeiros da Amazônia(Coogam); Fernando César Parente, presidente da Sociedade de Portos Hidrovias do Estado de Rondônia; presidente da Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária (Fenavega), Raimundo Holanda Cavalcante Filho.

De forma virtual também participaram de forma virtual do encontro, o secretário especial de Estudos e Projetos da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), Bruno Pinheiro; senador Jaime Bagatoli(PL) e deputado federal Fernando Máximo(União).

O presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Marcelo Cruz, parabenizou pela iniciativa de Alan Queiroz. Ele afirmou que se impressionou com a quantidade de pessoas que lotaram a Casa de Leis para participar do encontro. Declarou que também será uma voz em favor do setor de mineração de Rondônia.  A audiência pública teve como objetivo discutir os assuntos relacionados às ações prioritárias de estudo para concessão das hidrovias do rio Madeira, aprovadas no 25 de outubro desse ano, pela Antaq e pelo Ministério de Portos e Aeroportos. Foi estabelecido pelo levantamento que a exploração das vias navegáveis será feita por concessão ou licitação.

Preocupação

Foi preocupado com os possíveis impactos que podem surgir dessa decisão, que o deputado Alan Queiroz propôs a realização da audiência. O parlamentar quis debater como as comunidades ribeirinha, a navegação e o transporte de grãos e mercadorias em geral serão afetados por essa medida. A hidrovia possui quase mil quilômetros de extensão entre Porto Velho e a foz dela, no município de Itacoatiara, no Amazonas. Ela é o principal meio de transporte de mercadorias como de passageiros da região.

Alan Queiroz deu a palavra para o representante da Antaq, Bruno Pinheiro, para que explicasse a opinião do órgão sobre a hidrovia do rio Madeira. O técnico dividiu a apresentação dele em quatro tópicos diferentes: Plano Geral de Outorgas Hidroviário, A escolha pela priorização do Rio Madeira, Estratégia de Implantação da hidrovia e Cronograma Inicial. Bruno explicou os motivos de se passar a administração da hidrovia do Rio Madeira para as mãos da iniciativa privada. Segundo ele, essa atitude garante mais agilidade na gestão do empreendimento. Além disso, há apoio financeiro para essa iniciativa.

“A nossa ideia ao passar para a hidrovia para uma gestão privada é a de que evitaremos limitações decorrentes da lei de licitações em projeto que requer dinamismo e flexibilidade, permite planejamento a longo prazo e nível de serviço mínimo aos usuários, aporte técnico e geração de confiança na hidrovia para a indução de investimentos. Temos também recursos disponíveis da Eletrobras, da ordem de R$ 590 milhões para serem aplicados em 10 anos”, declarou.

Navegação

Quem também foi convidado pelo deputado Alan Queiroz para fazer uso da palavra foi o presidente da Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária (Fenavega), Raimundo Holanda Cavalcante Filho. Ele se mostrou crítico ao processo de passar a gerencia da hidrovia para grupos privados. “Se essa privatização vai trazer algum benefício ou não? A minha resposta, com certeza absoluta, é não! Isso foi feito a quatro paredes. Recentemente, teve uma comissão para tratar desse assunto, em Porto Velho, há cerca de quinze dias e, nenhum dos senhores, representantes dessa casa ou da sociedade que tivesse alguma influência foi consultado. Não foi feita uma audiência pública nem em Porto Velho ou no Amazonas, onde alguém pudesse se manifestar contra ou a favor do PGO. O que se promete para o Madeira é fantasioso. Então, eu acho, que não tem nada que justifique a privatização do rio”, afirmou.

Outro ponto enfatizado por Raimundo foi em relação à violência ao longo do Rio Madeira. Ele lembrou que um estudo, feito recentemente, mostrou que uma parcela considerável de moradores ribeirinhos na Amazônia vive sob o domínio de grupos criminosos. Um questionamento feito pelo presidente da Fenavega foi se as empresas que ficarem responsáveis no processo de privatização vão arcar com os prejuízos oriundos dos assaltos ocorridos no rio.

“Hoje se o barco quebra no rio Madeira, não tenha dúvida que ele será saqueado. Eu pergunto: nos rios que forem privatizados, quem vai arcar com essas despesas serão os armadores, as empresas ou a população que vai pagar o pato?”, indagou.

Privatização

O senador Jaime Bagatolli(PL) também participou de forma virtual da audiência pública, onde defendeu a iniciativa do deputado Alan Queiroz, em propor um debate sobre um tema tão importante para Rondônia. Ele também se mostrou contrário a privatização e lembrou que a BR 364 também pode passar pelo mesmo processo. Isso, observou, são ações que irão onerar ainda mais o preço do transporte de cargas.

O presidente da Sociedade de Portos Hidrovias do Estado de Rondônia, Fernando César Parente, foi convidado pelo deputado estadual Jean Oliveira, para explanar sobre o tema. Ele afirmou que para o governo de Rondônia, é necessário que a visão do governo federal, em relação a hidrovia do Madeira, seja mais adequada a nossa realidade.

“Eu comungo da opinião que essa implantação da hidrovia seja testada e avaliada para, então, ser implementada. Temos também a necessidade de ampliação dos órgãos de fiscalização localizados em Porto Velho, pois, entendemos que o número de fiscais não atende a contento. Eu até enalteço o trabalho feito pela Antaq em Rondônia. Acredito que as informações sobre o assunto ainda são insuficientes”, disse.

Garimpeiros

A presidente da Cooperativa dos Garimpeiros da Amazônia (Coogam), Tânia Alves, esteve participando da audiência. Ela afirmou que o garimpo existe no rio Madeira desde o final de década de 70, sendo fonte de renda para famílias, porém, nunca foi respeitado. “O garimpo sempre foi atropelado em nome da melhoria nacional. Foi assim, com a entrada das usinas hidrelétricas e, agora, mais uma vez, surge o Plano de Outorga Hidroviário que desrespeita o garimpo. A única menção que vi nesse plano sobre o garimpo foi o de que somos elementos de entrave a hidrovia, como o garimpo ilegal. Mas o garimpo não é ilegal, pois a Permissão de Lavra Garimpeira ainda está ativa. Nós geramos, emprego e renda para o estado”, declarou.

Antes de terminar a audiência, o deputado Alan Queiroz, permitiu que as pessoas que estavam no local fizessem perguntas e expressassem os seus pontos de vistas.

Publicidade

NEWS QUE VOCÊ VAI QUERER LER

Vereador Everaldo Fogaça busca soluções para taxas elevadas de descarte de entulhos em Porto Velho

Vereador Everaldo Fogaça busca soluções para taxas elevadas de descarte de entulhos em Porto Velho

Presidente da ASTRON Cristiano Matos, vereador Everaldo Fogaça (REPUBLICANOS e Robson Lima.
L
Vereadora Márcia Socorristas Animais se reúne com moradores do Três Marias e secretário da Semob

Vereadora Márcia Socorristas Animais se reúne com moradores do Três Marias e secretário da Semob

Devido ao intenso tráfego de veículos e constantes chuvas devido ao inverno amazônico em Porto Velho, formaram-se verdadeiras crateras nas ruas do Bairro Três Marias.
L
Governador Marcos Rocha debate na Agência Nacional de Águas impactos causados pela crise hídrica

Governador Marcos Rocha debate na Agência Nacional de Águas impactos causados pela crise hídrica

Além da reunião, Marcos Rocha teve a oportunidade de conhecer a sala de situação da ANA, onde são realizados monitoramentos em tempo real do nível dos rios.
L

Vereador Edimilson Dourado prestigia abertura do ensaio da quadrilha Flor da Primavera

Na oportunidade, também esteve atendendo o pedido de solicitação dos desportistas e amantes da cultura que utiliza a quadra da escola para seus ensaios noturnos.
L
Vereador Edimilson Dourado participa de consulta pública para criação de nomes de ruas

Vereador Edimilson Dourado participa de consulta pública para criação de nomes de vias

Parlamentar se comprometeu em apresentar o PL para instituir o Loteamento Servilha como Bairro do Município de Porto Velho.
L
Publicidade
Publicidade

DESTAQUES NEWS

Chuvas intensas causam alagamentos de ruas e quintais em Rio Branco

Chuvas intensas causam alagamentos de ruas e quintais em Rio Branco

Subida do rio Acre coloca em alerta os municípios do alto Acre e Assis Brasil.
L

Programa Agenda News entrevista: Jeferson Toskin

O “Agenda News” apresentará uma entrevista com Jeferson Toskin, organizador do Toskin Rock Fest 3, conduzida por Renata Camurça.
L

Decisão obtida pelo Governo de Rondônia avança no processo de Transposição de servidores

O prazo estabelecido para que a União conclua todos os pedidos de reenquadramento é de até 90 dias
L
Com 4,1 milhões de matrículas, Brasil avança na meta para creches

Com 4,1 milhões de matrículas, Brasil avança na meta para creches

Dados apontam ainda para universalização da pré-escola no país.
L

Ponta do Abunã: pancadas de chuva na região colocam trecho em alerta

Nesta área é intensa a formação de nuvens do tipo ‘Nimbostratus’
L
Publicidade

EMPREGOS E CONCURSOS

Vaga de Empregos

Hotel Caribe oferece vaga para Recepcionista de Hotel em Porto Velho

A vaga, publicada em 22 de fevereiro de 2024, oferece regime de tempo integral e é uma excelente oportunidade para quem busca ingressar ou se desenvolver na área hoteleira.
L
Vagas de Emprego

Hospital de Amor abre vaga para Auxiliar de Recursos Humanos em Porto Velho

A vaga, publicada em 22 de fevereiro de 2024, oferece regime de tempo integral e busca por profissionais comprometidos e habilidosos para integrarem sua equipe.
L
Indústria de alimentos do Brasil gera 70 mil vagas de emprego em 2023

Indústria de alimentos do Brasil gera 70 mil vagas de emprego em 2023

Investimentos alcançaram a cifra de R$ 35,9 bilhões.
L

Candidatos aprovados no processo seletivo de estágio do Detran-RO, são convocados

Os 60 convocados devem apresentar a documentação exigida entre os dias 22 de fevereiro e 2 de março
L
Caixa anuncia concurso público com mais de 4 mil vagas no país

Caixa anuncia concurso público com mais de 4 mil vagas no país

Carlos Vieira fez anúncio ao lado do presidente Lula.
L
Publicidade

POLÍTICA

Lebrinha viabiliza R$ 2,4 milhões em recursos para ações de saúde nos municípios

Lebrinha viabiliza R$ 2,4 milhões em recursos para ações de saúde nos municípios

O aporte financeiro é um recurso junto ao Ministério da Saúde (MS).
L
Deputado Marcelo Cruz deixa PRD e se filia ao SOLIDARIEDADE visando eleger vereadores

Deputado Marcelo Cruz deixa PRD e se filia ao SOLIDARIEDADE visando eleger vereadores

Presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Marcelo Cruz, troca de partido e planeja formar nominata para fortalecer sua base política
L

Deputado Alan Queiroz e senador Confúcio Moura discutem avanços na construção da Ponte Binacional

Líderes políticos se reúnem para impulsionar projeto estratégico de integração fronteiriça entre Brasil e Bolívia.
L

Ieda Chaves e Cássio Góis encabeçam pedido da Casa da Mulher Brasileira para Cacoal

Reunião no Ministério da Mulher faz parte das tratativas para garantir a unidade.
L

Cláudia de Jesus destaca ação do PAA em Ji-Paraná

O programa atende famílias em situação de vulnerabilidade social
L
Publicidade

POLÍCIA

URGENTE: Homem é morto a tiros após ser perseguido no centro de Porto Velho

Populares acionaram o Samu, que fez a constatação do óbito. A PM isolou o local e encontrou várias cápsulas de pistola calibre 9mm.
18
SEQUESTRO: Funcionário dos Correios é mantido refém e tem carro roubado em Porto Velho

Homem cai dentro de poço e morre afogado em distrito de Porto Velho

Populares chamaram uma servidora que atende no postinho de saúde local, onde foi feita a constatação do óbito.
18
SEQUESTRO: Funcionário dos Correios é mantido refém e tem carro roubado em Porto Velho

URGENTE: Neta chega em casa e encontra avô ferido a golpe de facão em Porto Velho

A vítima teria informado que sofreu um acidente doméstico ainda pela manhã e já não sentia mais a perna lesionada.
14
Após tentativa de fuga, PRF prende homem por tráfico de drogas e desobediência

Após tentativa de fuga, PRF prende homem por tráfico de drogas e desobediência

O homem também não possuía Carteira Nacional de Habilitação.
10
Em Ariquemes, PRF realiza apreensão de 77 m³ de madeiras

Em Ariquemes, PRF realiza apreensão de 77 m³ de madeiras

As cargas eras transportadas com divergência na volumetria e espécie.
10
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recebimento da Licença Ambiental: AGROPECUARIA PAULISTA LTDA

LICENÇA AMBIENTAL DE OPERAÇÃO Nº 358 SOL/DLA
L

Recebimento da Licença Ambiental: INTERMEDICAL COMERCIO DE PRODUTOS MEDICOS LTDA

LICENÇA AMBIENTAL SIMPLIFICADA Nº 437 SOL/DLA
L

Recebimento da Licença Ambiental: LUIZ CARLOS PINTO DE FREITAS

LICENÇA AMBIENTAL DE OPERAÇÃO Nº 18 SOL/DLA
L

Fim dos tempos

Essa sacudida que está acontecendo no Planeta é prelúdio de uma nova Terra que está passando da categoria de provas e expiações para regeneração.
L

Requerimento da Licença Ambiental: L C PAPASSONI

Licença Ambiental
L
Brasil debate no G20 pandemia e produção de medicamentos

Brasil debate no G20 pandemia e produção de medicamentos

Especialistas voltam a se reunir em abril, em Brasília.
L
À frente do combate aos crimes ambientais, Ibama completa 35 anos

À frente do combate aos crimes ambientais, Ibama completa 35 anos

Autarquia enfrenta desafios de reestruturação.
L
Secretário dos EUA: sem paz, é impossível avançar em agendas sociais

Secretário dos EUA: sem paz, é impossível avançar em agendas sociais

Blinken destacou reuniões com Lula sobre conflitos em Gaza.
L

Requerimento da Licença Ambiental: CANA COMERCIO E DISTRIBUIÇÃO DE BEBIDAS LTDA

LICENÇA AMBIENTAL POR DECLARAÇÃO
L