SEGUNDA-FEIRA, 04/03/2024
Publicidade

Relatório mostra aumento de casos de islamofobia após ataque do Hamas

Estudo foi realizado pela Universidade de SP

Por Letycia Bond - Repórter da Agência Brasil - São Paulo - 44

Publicado em 

Relatório mostra aumento de casos de islamofobia após ataque do Hamas
© Ana Paula Migliari /TV Brasil

Com o ataque organizado contra Israel pelo grupo Hamas, em 7 de outubro, e que deixou centenas de mortos, havia na comunidade muçulmana o receio de que a culpa pelas vítimas recaísse sobre ela e que a hostilidade aumentasse. E foi o que se confirmou na prática, conforme demonstra a segunda edição do Relatório de Islamofobia no Brasil elaborado pelo Grupo de Antropologia em Contextos Islâmicos e Árabes (Gracias), da Universidade de São Paulo (USP).Relatório mostra aumento de casos de islamofobia após ataque do Hamas - News RondôniaRelatório mostra aumento de casos de islamofobia após ataque do Hamas - News Rondônia

O objetivo do levantamento foi saber dos seguidores do islamismo se notaram um aumento no nível de intolerância como resultado do ataque de outubro. Ao todo, 310 pessoas responderam ao questionário, entre os dias 10 e 18 do mês de novembro, sendo 125 homens, 182 mulheres e três pessoas que preferiram não se identificar quanto à sua identidade de gênero. O questionário, que continha 11 perguntas, foi divulgado nas redes sociais, com a colaboração Associação da Juventude Islâmica no Brasil (Wamy), do Centro Islâmico no Brasil (Arresala) e da Associação Nacional de Juristas Islâmicos (Anaji).

Mais de um terço dos homens que participaram da pesquisa (36,8%) afirmou que já havia muita intolerância antes da arremetida do Hamas. Outros 47,2% disseram que havia pouca. Com isso, observou-se que 84% dos muçulmanos do gênero masculino já identificavam atitudes de intolerância em relação à sua comunidade, enquanto apenas 16% negaram a existência dessas manifestações. Quando indagados sobre o que viam após o ataque, 56% deles disseram ter aumentado muito a intolerância, contra 28% que identificaram um pequeno crescimento e 16% que acreditam que o evento não alterou nada.

As mulheres, por sua vez, parecem testemunhar mais fortemente a intolerância ou ter uma visão mais crítica sobre os casos que presenciam. No total, 45,1% delas apontaram que, antes do ataque de outubro, já havia muita intolerância. Ao mesmo tempo, 49,5% delas apontaram pouca intolerância, de modo que, somadas, as duas parcelas totalizam 94,6% de mulheres que já percebiam a intolerância em algum nível. Apenas 5,5% das respondentes disseram não verificar nenhum tipo de intolerância contra o grupo ao qual pertencem.

Conforme mencionam os pesquisadores, a segunda edição do relatório reforça a perspectiva de que as mulheres são as maiores vítimas da islamofobia no país, detalhada na primeira edição. No que diz respeito ao cenário pós-ataque do Hamas, o que se tem é uma parcela de 69,2% de mulheres que relata ter havido um aumento da intolerância contra muçulmanos e muçulmanas, outra de 23,1% que pensa ter havido um crescimento menor e uma terceira, de 7,7%, que não relaciona o acontecimento a uma oscilação.

Os pesquisadores perguntaram, ainda, aos participantes, o que pensam sobre a contribuição da imprensa quanto à islamofobia. Quase todas as mulheres (92,3%) entendem que a cobertura jornalística em torno do ataque de 7 de outubro colaborou muito para a intolerância de pessoas muçulmanas, ante 88% dos homens. Parcelas de 7,2% dos homens e de 5,5% das mulheres julgam que os veículos de comunicação influenciaram pouco no desenvolvimento ou piora da hostilização. A maioria dos entrevistados concluiu que as redes sociais passaram a multiplicar mais postagens que retratam os muçulmanos de forma negativa após a data.

Outra pergunta importante feita pelos autores da pesquisa buscou verificar, tanto em redes sociais como em matérias jornalísticas, conteúdos que ampliem a confusão entre a caracterização de muçulmanos, árabes e palestinos, o que configura uma forma de orientalismo. Os pesquisadores esclarecem que a maioria das pessoas pensa que os muçulmanos são predominantemente árabes. Majoritariamente, eles são asiáticos e africanos, sendo que o grupo dos árabes é apenas a terceira maior população muçulmana do mundo. Pelo questionário, observou-se que 85,6% dos homens entrevistados acham que as pessoas em geral não sabem fazer essa diferenciação corretamente, ante 88,5% das mulheres ouvidas pelos pesquisadores.

A antropóloga, pesquisadora e docente Francirosy Campos Barbosa, que coordena o Gracias e o trabalho de pesquisa que resulta nos relatórios de islamofobia, diz que a comunidade islâmica ainda não está coletivamente instrumentalizada para enfrentar agressões nas redes sociais. “E acaba que cada um se defende individualmente”, emenda ela, que leciona no campus da USP em Ribeirão Preto (SP) e já foi alvo desse tipo de violência, tanto no período que antecedeu o ataque de outubro como no que o sucedeu, recebendo até ameaças de morte, por defender a Palestina.

“Eu vi uma jornalista famosa associar os muçulmanos a camelos”, comenta. “Não acho que as pessoas tenham obrigação de saber o que é uma coisa e o que é outra. Mas, a partir do momento em que você está em um meio de comunicação e vai construir uma matéria, passar uma informação adiante, você tem uma responsabilidade social de fazer essa diferenciação.”

Após o ato de outubro, muitos muçulmanos adotaram estratégias para se proteger, por saberem de antemão que atribuiriam a autoria a qualquer um que seguisse o islã. Nisso, vários deles acabaram mudando a escolha de vestimentas.

Esse é um tópico especialmente sensível entre as mulheres que seguem a tradição islâmica, por conta dos véus que cobrem a cabeça. O uso do lenço islâmico é tido como uma forma de manifestar devoção a Deus e é uma escolha dentro da religião, o que significa que quem é forçada a retirá-lo por alguma razão pode se sentir constrangida e desrespeitada em sua fé. A pesquisa do Gracias apurou que o evento de outubro fez com que pelo menos 26,4% das entrevistadas alterassem algo em suas roupas, contra 17% dos homens.

Também muçulmana há anos, Francirosy afirma que o fato de as mulheres se sentirem forçadas a guardar o véu para tentar contornar as violências mostra que são “a ponta mais frágil” nesse contexto e, portanto, as miras favoritas dos autores das agressões. “No dia 8 de outubro, uma menina estava no aeroporto e foi xingada de filha do Hamas, em São Paulo. Então, muito rapidamente teve esse efeito. Eu entrei em um restaurante com uma amiga e tive que sentar de costas, porque uma mulher olhava para mim e me fuzilava com o olhar. Eu não ia me retirar do restaurante porque uma pessoa está olhando feio para mim. Então, sentei de costas”, relata a docente.

Em novembro, a Confederação Israelita do Brasil (Conib) e a Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp) divulgaram um levantamento que indicou um aumento no número de denúncias de discriminação e violência contra judeus, o antissemitismo, desde o 7 de outubro. Contudo, a apuração não levou em conta a distinção entre antissemitismo e antissionismo, tratando as críticas ao Estado de Israel como se fossem casos de discriminação contra a comunidade judaica.

O Departamento de Segurança Comunitária Conib/Fisesp registrou 467 denúncias em outubro deste ano, contra 44 referentes a outubro de 2022. De janeiro a outubro de 2023, foram 876, enquanto no mesmo período de 2022 foram 375.

Publicidade

NEWS QUE VOCÊ VAI QUERER LER

Transformação pela Fé: a jornada de superação do Pastor Sávio

De desafios a triunfos: como a fé moldou o líder da Igreja Pentecostal Nova Esperança
L
no acre, mariana silva e waldez góes percorrem regiões atingidas pela enchente

No Acre, Marina Silva e Waldez Góes percorrem regiões atingidas pela enchente

Rio Acre atinge a segunda medida histórica em um cenário que coloca o governo local como mero expectador.
L
Uber pede ao STF suspensão de processos sobre vínculo trabalhista

Uber pede ao STF suspensão de processos sobre vínculo trabalhista

Para advogados, é preciso esperar posicionamento final da Corte
L

Agenda News: Porto Velho Shopping recebe a Carreta do Amor com exames gratuitos para mulheres

Mamografia e Papanicolau são oferecidos por ordem de chegada até o dia 15 de março no acesso D.
L

Erro Judicial: Idosa de 77 Anos detida por engano no Maranhão

Uma falha judiciária em Rondônia leva à prisão indevida de uma senhora no Maranhão, desencadeando uma onda de indignação e pedidos de justiça.
L
Publicidade
Publicidade

DESTAQUES NEWS

Briga familiar expõe estupro de pai contra as filhas em distrito de Porto Velho

O caso aconteceu no distrito de Vista Alegre do Abunã e a mãe das vítimas tinha conhecimento.
12
Promoção: concorra a uma Cachaça Original D’Minas Piña Colada

Promoção: concorra a uma Cachaça Original D’Minas Piña Colada

O News Rondônia e 3079 Destilados vão presentear um internauta com uma bebida mista de abacaxi com coco e cachaça. Saiba como participar e aproveitar o final de semana com a Cachaça Original D’Minas Piña Colada.
L
JUS PUNIENDI: FICCO/RO deflagra operação contra tortura e organização criminosa na capital

JUS PUNIENDI: FICCO/RO deflagra operação contra tortura e organização criminosa na capital

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão.
10
POLÍGONOS: PF RO deflagra operação para combater extração ilegal de minério

POLÍGONOS: PF RO deflagra operação para combater extração ilegal de minério

Foram inutilizados maquinários e motores, com o auxílio de uma aeronave tática e duas embarcações.
10

Inscrições para seleção do MP para estágio em Direito serão abertas na próxima sexta-feira

O processo seletivo busca a formação de cadastro de reserva em Porto Velho e em outras 22 comarcas.
L
Publicidade

EMPREGOS E CONCURSOS

Vaga de Empregos

Vaga de Emprego: Copeira na Pousada Surya

Se você possui habilidades culinárias, experiência na área e proatividade, essa oportunidade pode ser para você!
L

Prefeitura divulga homologação dos inscritos para serviço voluntário

Os candidatos selecionados prestarão serviço diário, com duração de quatro horas por dia, de segunda a sexta-feira
L
VAGAS DE EMPREGO: confira as vagas ofertadas pelo Sine Municipal Porto Velho

VAGAS DE EMPREGO: confira as vagas ofertadas pelo Sine Municipal Porto Velho

Os atendimentos presenciais serão realizados das 07h30 às 13h30 para os que não possuem acesso à internet.
L
VAGAS DE EMPREGO: confira as vagas ofertadas pelo Sine Municipal Porto Velho

Empresa Abre Vagas para Auxiliar de Escritório para Pessoas com Deficiência (PCD) em Porto Velho

Se você possui habilidades administrativas, está em busca de oportunidades de trabalho e deseja fazer parte de uma empresa que valoriza a inclusão, esta pode ser a chance que você esperava!
L
Vaga de Empregos

Empresa Privada Abre Vaga para Auxiliar de Escritório em Porto Velho

Se você possui habilidades administrativas, gosta de trabalhar em equipe e está em busca de novos desafios, esta pode ser a oportunidade que você estava esperando!
L
Publicidade

POLÍTICA

Governo Lula apresenta projeto de lei para regulamentar trabalho por aplicativos

Governo Lula apresenta projeto de lei para regulamentar trabalho por aplicativos

PL prevê pagamento de piso por hora e contribuição ao INSS, mas deixa entregadores de fora.
L
Deputado Edevaldo Neves agradece prefeito pela parceria desde a época de vereador

Deputado Edevaldo Neves agradece prefeito pela parceria desde a época de vereador

Parceria entre Edevaldo Neves e Prefeito Hildon Chaves resulta em melhorias para a região norte de Porto Velho.
L

Lei de cota racial criada por Cláudia de Jesus para concursos começa ser aplicada

Legislação estabelece 20% de vagas em concursos para pessoas negras
L

Projeto de Lei da Deputada Federal Cristiane Lopes busca atender necessidades de pacientes com doenças raras

Com total comprometimento com a causa, em 2023 protocolou o Projeto de Lei nº 2684, que propõe a instituição da Política de Atenção Integral à Saúde das Pessoas com Doenças Raras.
L

Dra Taíssa propõe distribuição gratuita de uniforme para alunos da rede estadual que possuem Cadastro Único

Proposta visa garantir o acesso à educação e reduzir o índice de evasão escolar.
L
Publicidade

POLÍCIA

URGENTE: Homem foge após atropelar Ex-mulher que estava na garupa de moto na zona leste

URGENTE: Homem foge após atropelar Ex-mulher que estava na garupa de moto na zona leste

A PM foi acionada para registrar a ocorrência.
14
PM frustra assalto em lanchonete na Mamoré

PM frustra assalto em lanchonete na Mamoré

Um celular e R$15 foram roubados.
12
URGENTE: Caminhão invade preferencial e causa grave acidente com casal em moto na zona leste

URGENTE: Caminhão invade preferencial e causa grave acidente com casal em moto na zona leste de Porto Velho

A PM isolou o local e acionou o resgate para atender a vítima.
16
FUGA ALUCINADA: Ladrão de residência é preso após perseguição em Porto Velho

FUGA ALUCINADA: Ladrão de residência é preso após perseguição em Porto Velho

Após a abordagem, apenas um dos suspeitos foi localizado.
12
Motoboy vítima de mal súbito morre no hospital em Porto Velho

Motoboy vítima de mal súbito morre no hospital em Porto Velho

Tiago que trabalhava seguia pela Amazonas sentido bairro, quando acabou passando mal ao parar no semáforo.
18
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Dia de conscientização destaca importância da vacinação contra o HPV

Dia de conscientização destaca importância da vacinação contra o HPV

Especialista garante que imunização é segura e protege contra o câncer.
L

Requerimento da Licença Ambiental: CLIMATIZACAO NUNES LTDA

LICENÇA AMBIENTAL SIMPLIFICADA
L

Recebimento da Licença Ambiental: M R COMERCIO DE PEÇAS E SERVIÇOS PARA MOTOS

LICENÇA AMBIENTAL SIMPLIFICADA Nº 44 SOL/DLA
L

Requerimento da Licença Ambiental: S. C. ARRUDA DE BARROS

Licença Ambiental por Declaração – (Modo Simplificado)
Terceiro ano faz trote com tema Minions e viraliza na internet

Terceiro ano faz trote com tema Minions e viraliza na internet

Outro aluno ainda aparece fantasiado como “Vector”, o vilão trapalhão da animação.
L
Inadimplência do consumidor aumenta em janeiro, após 2 meses de queda

Inadimplência do consumidor aumenta em janeiro, após 2 meses de queda

Número de inadimplentes chegou a 72,07 milhões, segundo a Serasa.
L
Surfe: Brasil domina ISA Games e vai com força máxima para Paris 2024

Surfe: Brasil domina ISA Games e vai com força máxima para Paris 2024

Título de Medina e 2º lugar de Tati Weston Webb garantem mais 2 vagas
L
Barroso diz que risco à democracia era maior do que se pensava

Barroso diz que risco à democracia era maior do que se pensava

Ministro do STF ressalta que estabilidade institucional foi rompida.
L
Dengue: 14,7% das vacinas distribuídas aos municípios foram aplicadas

Dengue: 14,7% das vacinas distribuídas aos municípios foram aplicadas

Distrito Federal avalia ampliar público-alvo para não perder doses
L