DOMINGO, 14/04/2024

Decisão do TST pode alterar aplicação da reforma aos contratos de trabalho

Nesse caso, não haveria que se falar em ato jurídico perfeito ou direito adquirido com relação a atos realizados sob a égide da nova legislação.

Publicado em 

Decisão do TST pode alterar aplicação da reforma aos contratos de trabalho - News Rondônia

Por Gabriela Romão – Imprensa

Conforme divulgado recentemente, a SBDI 1 (Subseção I Especializada em Dissídios Individuais) do TST (Tribunal Superior do Trabalho), em 2/2/2023, suspendeu a proclamação do resultado do julgamento do processo em que se discutia a aplicação da reforma trabalhista — Lei nº 13.467/2017 — aos contratos de trabalho já vigentes quando de sua entrada em vigor e o encaminhou ao Tribunal Pleno para deliberação sobre a questão controvertida (E-RR-528-80.2018.5.14.0004, julgado em 2/2/2023).

Decisão do TST pode alterar aplicação da reforma aos contratos de trabalho - News Rondônia

Foto – Gabriela Romão – Imprensa

Isso porque os membros da subseção, em sua maioria, encaminharam seus votos pela não aplicação da Lei nº 13.467/2017 aos contratos anteriores à sua vigência em oposição ao que vem sendo entendido pelas 1ª, 4ª, 5ª, 7ª e 8ª Turmas do TST.

Aqueles que defendem a impossibilidade de aplicação da nova Lei aos contratos em curso, em síntese, sustentam que haveria direito adquirido e ato jurídico perfeito com relação às regras anteriores aos contratos vigentes quando da entrada da reforma trabalhista e que entendimento em sentido contrário violaria o princípio da condição mais benéfica ao empregado (artigo 7º, VI, CF/88, artigo 468 da CLT e Súmula 51 do TST).

Os que concluem em sentido oposto — pela aplicação da Lei nº 13.467/2017 aos contratos em andamento quando de sua entrada em vigor —, por sua vez, se fundam principalmente na caracterização do contrato de trabalho como um pacto de trato sucessivo, ou seja, cuja execução se prorroga no tempo e que envolve a prática ou abstenção de atos consecutivos.

Nesse caso, não haveria que se falar em ato jurídico perfeito ou direito adquirido com relação a atos realizados sob a égide da nova legislação, havendo mera expectativa de direito.

Sem dúvida a segunda posição é a mais adequada à própria natureza do contrato de trabalho, já que apenas estão protegidos pelo ato jurídico perfeito aqueles atos praticados na relação de emprego na época em que estava em vigor a legislação anterior. O contrato de trabalho certamente não está imune a alterações de fato e de direito que ocorram de forma superveniente.

Observe-se que, até mesmo quando se trata de coisa julgada, admite-se que nas relações jurídicas de trato continuado possa haver modificação no estado de fato ou de direito apta a ensejar a revisão do que foi estatuído na sentença (artigo 505, I, CPC). Se assim o é quando há sentença judicial proferida, então com maior razão deve ser diante de celebração de contrato diante de uma lei nova.

Importante notar, ademais, que várias das questões objeto de debate (como o pagamento por horas de deslocamento — in itinere) na maior parte das vezes sequer são objeto de qualquer disposição contratual. Trata-se de matéria há muito subtraída do campo de disposição das partes, sendo imposta por norma de caráter cogente.

Nesse caso, é absolutamente indiferente se o contrato de trabalho foi celebrado antes ou após a novel legislação, visto que não se trata de matéria passível de disposição pelas partes contratantes. Nessa linha, não faz sentido a referência ao artigo 7º, VI, CF/88, artigo 468 da CLT e Súmula 51 do TST, que tratam justamente de matérias em que há a possibilidade de disposição pelas partes.

Ressalte-se que nos próprios dispositivos legais mencionados estão previstas situações em que pode haver alteração das regras por vontade do empregado ou por convenção ou acordo coletivo, não estando revestidas da característica de imutabilidade que se pretende imprimir, incompatível com as intensas transformações do mercado de trabalho ou até mesmo com as modernas formas de produzir. 

Outro aspecto que merece ser ponderado é a ofensa ao princípio da isonomia aplicável às relações de trabalho. A existência de categorias de trabalhadores distintos dentro da mesma empresa, com direitos totalmente opostos ainda que expostos às mesmas situações, institui um critério de discriminação permanente e não justificável. No mais, a operacionalização das verbas e benefícios trabalhistas dos empregados seria de alta complexidade p ara qualquer área de recursos humanos.

Para além da violação ao princípio da isonomia, essa distinção também criará incentivos para que os trabalhadores admitidos antes da entrada em vigor da Lei nº 13.467/2017 sejam desligados, considerando inclusive a dificuldade gerencial para a empresa de lidar com diversas regras distintas segundo a data de admissão de cada um.

Dessa forma, a pretexto de se proteger os trabalhadores mais antigos, pode-se, ao contrário, criar situação desvantajosa para tais empregados que, dependendo da decisão do TST, sequer poderá ser objeto de ajuste por meio de acordo ou convenção coletiva — não obstante o permissivo constante do artigo 7º, inciso XXVI, parte final, da CF/88.

A questão é efetivamente relevante para empregados e empregadores, já que estão em jogo, todas as modificações havidas no contrato de trabalho permitidas pela Lei nº 13.467/2017. E isso realmente não é pouco, pois não foram poucas as alterações, como por exemplo: 1) tempo à disposição do empregador; 2) hora in itinere; 3) formas de extinção do contrato de trabalho; 4) divisão das férias; 5) regulamentação d o trabalho remoto; 6) regulamentação do trabalho intermitente; 7) jornada de trabalho negociada para além das oito horas; 8) a desnecessidade de homologaç&& p;at ilde;o da rescisão do contrato de trabalho pelos sindicatos; 9) as novas regras das gestantes e lactantes.

Não se tem dúvida: na hipótese de reconhecimento pelo Poder Judiciário de que as disposições da reforma trabalhistas não são aplicáveis desde 2017, haverá uma enxurrada de ações judiciais questionando todas as alterações que foram implantadas nos contratos de trabalho vigentes àquela época, com o poder de gerar um passivo trabalhista relevante para os empregadores.

Por isso, é de suma importância que se acompanhe de perto o julgamento da matéria pelo Tribunal Pleno do TST, já com o sopesamento dos efeitos para todos os envolvidos no contrato de trabalho, para que o debate, ao fim e ao cabo, não venha a se resumir ao argumento simplista da proteção, sem a consideração de todos seus impactos sobre os empregados e as empresas, e tendo sempre como norte o efetivo equilíbrio das relações de trabalho e a segurança jurídica.

Ana Paula De Raeffray é advogada, doutora em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), vice-presidente do Instituto de Previdência Complementar e Saúde Suplementar (IPCOM), membro da Academia Brasileira de Direito da Seguridade Social e sócia do escritório Raeffray Brugioni Sociedade de Advogados.

Publicidade

NEWS QUE VOCÊ VAI QUERER LER

Aldo Melo entrevista líderes do SINDIPETRO RO sobre desafios e políticas do setor

No último episódio do ‘Resenhas de Negócios Amazônicos’, Aldo Melo conversa com Eduardo Valente e Arildo Filho sobre os desafios e estratégias do SINDIPETRO RO.
L

A difícil decisão pela eutanásia de um pet

Procedimento representa um modo humanitário de matar o animal sem dor e com mínimo estresse
L

Exagero ou realidade? Deputado diz no parlamento europeu que o Brasil está se transformando em ditadura!

Foi um depoimento tão forte e contundente que a mídia aliada ao governo Lula (Folha de São Paulo e UOL, inicialmente, e depois outros veículos que passaram do noticiário para o partidarismo noticioso) correu a criticar o jovem parlamentar, dizendo que ele havia mentido e inventado uma situação inexistente.
L
horoscopo-do-di

Horóscopo 2024: confira a previsão de domingo (14/04) para seu signo

Descubra o que os astros reservam para você neste dia com previsões detalhadas para todos os signos do zodíaco.
L

Aqui tem gente – parte VIII

Ela é a fonte da vida, é de onde os homens saem, assim como todos os seres e os contrários que eles vigiam durante toda a sua vida, é fonte das relações e das obrigações filiais.
L
Publicidade

DESTAQUES NEWS

A Empresa Minalinda está Contratando: Vaga Disponível para Auxiliar de Serviços Gerais / Produção

Estamos buscando um profissional dedicado e trabalhador para se juntar à nossa equipe.
L

A Empresa Minalinda está Contratando: Vaga Disponível para Motorista / Entregador

Estamos buscando um profissional dedicado e trabalhador para se juntar à nossa equipe.
L

Ford oferece espaço, conforto e preço com o Territory Titanium 2024

SUV global chega ao Brasil com versão única e motor turbo a partir de R$ 209.990,00
L
Publicidade

EMPREGOS E CONCURSOS

A Empresa Minalinda está Contratando: Vaga Disponível para Porteiro

Estamos buscando um profissional dedicado e trabalhador para se juntar à nossa equipe.
L

A Empresa Minalinda está Contratando: Vaga Disponível para Auxiliar de Serviços Gerais / Limpeza e conservação

Estamos buscando um profissional dedicado e trabalhador para se juntar à nossa equipe.
L

A Empresa Minalinda está Contratando: Vaga Disponível para Ajudante de Obra

Estamos buscando um profissional dedicado e trabalhador para se juntar à nossa equipe como ajudante de obra.
L
Vagas de Emprego

Rhesultados Consultoria abre vaga para Comprador Agropecuário em Porto Velho

A vaga, publicada em 12 de abril de 2024, oferece regime de tempo integral e um salário mensal de R$ 2.000,00, além de benefícios como plano odontológico e outros.
L
Vaga de Empregos

PB Serviços abre vaga para Lavador(a) de Carros em Porto Velho

A oportunidade, publicada em 12 de abril de 2024, oferece regime de tempo integral e promete um ambiente de trabalho dinâmico e desafiador.
L
Publicidade

POLÍTICA

Deputado Pedro Fernandes presidirá audiência pública sobre a região do Soldado da Borracha

O evento será realizado na quadra poliesportiva ao lado da Feira Municipal de Cujubim e abordará questões cruciais relativas à Estação Ecológica Soldado da Borracha.
L
Secom/Gov-RO

MPF emite parecer pela manutenção do mandato do Governador Marcos Rocha

Mesma tese – ausência de provas – foi alegado pelo MPF para afastar as demais irregularidades ventiladas no recurso do PL.
L
Valtinho Canuto na comunidade Bom Será: compromisso com soluções para as demandas locais

Valtinho Canuto na comunidade Bom Será: compromisso com soluções para as demandas locais

Na ocasião, o vereador se reuniu com líderes comunitários e moradores, que apresentaram diversas reivindicações.
L
Movimento liderado pela deputada Cristiane Lopes e a Sociedade Civil Organizada busca redução das passagens aéreas em Rondônia

Movimento liderado pela deputada Cristiane Lopes e a Sociedade Civil Organizada busca redução das passagens aéreas em Rondônia

Comissão denominada “Céus Abertos”, se reúne para impulsionar mudanças no setor de aviação na região Norte do Brasil.
L
Cláudia de Jesus realiza audiência pública sobre acesso público a medicamentos

Cláudia de Jesus realiza audiência pública sobre acesso público a medicamentos

Evento será na Assembleia Legislativa.
L
Publicidade

POLÍCIA

Operação Protetor das Fronteiras e Divisas: Grande apreensão na BR-420

Ação Conjunta das Forças de Segurança de Rondônia Intercepta Contrabando de Cigarros Bolivianos
10

IDENTIFICADO: Homicídios é acionada após idoso ser encontrado morto na zona leste

O Samu fez a constatação do óbito.
18

URGENTE: Acidente entre carros deixa três vítimas no bairro JK

Moradores reclamam da falta de sinalização desde que as ruas foram recapeadas com novo asfalto.
14

ASSISTA: Colisão entre motos deixa três vítimas graves na zona leste de Porto Velho

Devido à forte colisão, as mulheres sofreram várias lesões e o rapaz teve uma fratura na perna.
14

VÍDEO: Carro de aplicativo capota em acidente na Pinheiro Machado – Assista

A PM ficou encarregada de apurar quem avançou o sinal vermelho.
10
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ATUALIZADA: Suspeito de tentar furtar fios morre eletrocutado em poste na BR-364

Equipes de perícia e rabecão foram acionadas para os trabalhos de praxe e remoção do corpo para o IML.
18

ATUALIZADA: Motorista morre em grave acidente entre carros na zona sul de Porto Velho

Durante o registro, a PM foi informada pela equipe médica que Vinícius não havia resistido e havia ido a óbito.
14

Confronto Aéreo: Drones Iranianos Interceptados no Céu de Israel

Ampla resposta defensiva envolve Domo de Ferro e aliados internacionais, após tentativa de ataque iraniano visar principais cidades israelenses.
L

Disciplina e Estratégia: Chaves para o Sucesso na Computação de Alto Desempenho com Marcos Melo

No programa Momento Empresarial, Marcos Melo da VersatusHPC compartilha insights sobre a importância da organização e planejamento na conciliação entre trabalho, estudo e vida pessoal.
L

Superando Desafios Pessoais para o Sucesso Profissional: A História de Marilene Noleto no Urbano Norte

No In Foco PodCast, Marilene compartilha como transformou adversidades em oportunidades, impulsionando seu caminho e o do Urbano Norte rumo ao sucesso.
L

Avanços e Desafios no Bairro Mariana: Uma conversa com Cleonice do Mariana

No Programa Comunidade News, a presidente da associação de moradores discute as transformações recentes e os obstáculos que ainda enfrentam para o desenvolvimento contínuo da comunidade.
L

Inovação e Saúde no Prato: O Sucesso das marmitas fit durante a pandemia

No Mais Saúde PodCast, Bruna e Márcio Londono revelam como transformaram a necessidade de alimentação saudável em uma oportunidade de negócio próspera com a Slim Fit.
L

Governo de Rondônia fortalece Segurança Pública com entrega de viaturas e equipamentos para o Corpo de Bombeiros de São Miguel do Guaporé

A ação aconteceu por meio da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), em parceria com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).
L

MC Ruanzin lança o single ‘Mídia’, capturando ‘a essência das ruas’

O funkeiro Ruanzin mescla a produção do funk mineiro com suas rimas afiadas nesse lançamento, já disponível em todas as plataformas digitais via ONErpm
L
Coluna OPINIÃO DE PRIMEIRA – Sergio Pires

Coluna OPINIÃO DE PRIMEIRA – Sergio Pires

EXAGERO OU REALIDADE? DEPUTADO DIZ NO PARLAMENTO EUROPEU QUE O BRASIL ESTÁ SE TRANSFORMANDO EM DITADURA!
L