QUINTA-FEIRA, 30/05/2024

Juros altos e inflação aumentam risco de distratos imobiliários

Perigos persistem para quem compra imóvel na planta.

Publicado em 

Juros altos e inflação aumentam risco de distratos imobiliários - News Rondônia

Autor – Wellton Máximo

O bom desempenho do mercado imobiliário em 2022 esconde um risco. Embora estejam no menor nível em quase dez anos, os distratos continuam a representar perigo para quem compra imóvel na planta. Os juros altos e a inflação podem resultar em dor de cabeça em momentos de mudanças econômicas.

Juros altos e inflação aumentam risco de distratos imobiliários - News Rondônia
Tânia Rêgo

A aquisição de imóveis na planta representa uma categoria à parte no mercado imobiliário. Por meio dessa modalidade, o comprador financia a construção do imóvel, pagando intermediárias que, somadas, equivalem à entrada. Após a conclusão da unidade, contrai um financiamento no banco para pagar o resto.

Esse procedimento traz dois riscos embutidos. As intermediárias são corrigidas pelo Índice Nacional da Construção Civil (INCC), que costuma ser mais volátil que os demais índices de inflação. “As incorporadoras escolhem o INCC porque quem compra na planta está, na verdade, financiando a construção do próprio imóvel”, explica Marcelo Tapai, especialista em direito imobiliário e sócio do escritório Tapai Advogados.

Mesmo em desaceleração, o INCC continua acima da inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Nos 12 meses terminados em agosto, o INCC acumula 11,17%, contra 8,73% do IPCA. “Quem compra imóvel na planta precisa ter uma reserva financeira porque a intermediária vai subir mais do que a inflação que incide sobre a renda, principalmente em momentos de crescimento do mercado imobiliário, como o atual”, diz Tapai.

Selic

Após o término da construção, o mutuário precisa estar atento a outro risco. De março do ano passado a setembro deste ano, o Banco Central (BC) elevou a taxa Selic (juros básicos da economia) de 2% para 13,75% ao ano. Quem tinha planejado contrair financiamento imobiliário com juros baixos está passando dificuldades para encaixar a prestação no orçamento com os juros maiores.

“Se a pessoa não fez um planejamento financeiro, pode não conseguir arcar com o financiamento e devolver o imóvel”, adverte Tapai. Ele ressalta que, embora tenha parado de elevar a Selic na reunião de quarta-feira (22), o Banco Central deixou a possibilidade de voltar a subir a taxa caso a inflação volte a acelerar. ()

Por enquanto, o consumidor está sentindo menos o impacto do aumento da Selic porque os bancos estão demorando a repassar a alta da Selic para o crédito habitacional. Segundo dados da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), os juros médios dos financiamentos imobiliários saltaram de 2,5% para 9,8% ao ano desde março do ano passado.

“Os financiamentos atuais estão majoritariamente ligados aos recursos investidos da caderneta de poupança. Como a remuneração para o investidor é fixa, isso impede que os juros subam tanto quanto a Selic ou como o IPCA. Então, acredito que o momento deve continuar positivo para o setor imobiliário nos próximos anos”, afirmou o presidente da Abrainc, Luiz França, na última quarta-feira, ao apresentar as estatísticas do mercado imobiliário no primeiro semestre.

Defasagem

Segundo a Abrainc, o setor imobiliário até agora não sentiu os efeitos da alta nos juros. No primeiro semestre, o número de lançamentos de imóveis subiu 3% em relação ao mesmo período do ano passado. As vendas cresceram 18% e o volume de financiamentos imobiliários aumentou 5%.

Em relação aos distratos, o índice de contratos cancelados caiu de 12% nos seis primeiros meses de 2021 para 11% no primeiro semestre deste ano, chegando ao menor nível desde o início da série histórica, em 2014. “A queda é muito relevante para a indústria e nos mostra que podemos colocar o pé no acelerador confiando na segurança jurídica”, destacou França, ao apresentar os dados da Abrainc.

Advogado especializado em processos de devolução de imóveis, Tapai discorda e diz que os riscos continuam. “As incertezas econômicas continuam e muitos dos consumidores que compraram o imóvel na onda atual podem sentir dificuldades lá na frente. Principalmente quem adquiriu na planta”, alerta.

Dicas

O processo de distrato, explica Tapai, sempre resulta em prejuízo para o comprador. As incorporadoras normalmente devolvem apenas 50% do valor pago. “Como as intermediárias deveriam, em tese, equivaler a entrada do imóvel, o consumidor deveria reaver de 70% a 75% do valor”, diz. Para receber esses percentuais, o consumidor precisa entrar na Justiça.

Para o advogado, a melhor saída para o consumidor que comprou imóvel na planta e não conseguiu arcar com as prestações é repassar o contrato com deságio a um amigo ou outro interessado no imóvel antes de fazer o distrato. “Mesmo com o deságio, o comprador costuma receber 70% do valor investido em caso de transferência de contrato”, explica.

A principal dica do advogado, no entanto, é evitar comprar imóvel na planta e economizar o máximo possível para dar entrada em uma unidade pronta. “Quem tiver paciência e esperar pode comprar uma unidade pronta que foi devolvida por outro consumidor. Na pressa de se livrar do prejuízo, as construtoras costumam vender com descontos”, aconselha.

Publicidade
Publicidade
ELEIÇÕES
Publicidade

NEWS QUE VOCÊ VAI QUERER LER

Lei que regula pesquisa com seres humanos é sancionada com vetos

Lei que regula pesquisa com seres humanos é sancionada com vetos

Texto define responsabilidade de patrocinadores e estudiosos
L
Dia de Corpus Christi

Dia de Corpus Christi: Significado, Tradições e comemorações no Brasil

Entenda a importância e as celebrações de um dos feriados mais significativos do calendário católico.
L

Coluna social Marisa Linhares: Café Colonial – Lions Clube Cacoal Centro

O evento foi em prol do Centro de Oncologia Infantil de Cacoal, reunindo a comunidade para apoiar esta importante causa.
L
Lula retira embaixador do Brasil em Israel

Lula retira embaixador do Brasil em Israel

Posto em Tel Aviv ficará vago, no que é considerado um gesto político
L
Publicidade

DESTAQUES NEWS

Arroz importado chegará em até 40 dias, estima ministro da Agricultura

Arroz importado chegará em até 40 dias, estima ministro da Agricultura

Aquisição no mercado externo garantirá preços melhores, segundo Fávaro
L
Brasil cria 240 mil empregos em abril, aponta Caged

Brasil cria 240 mil empregos em abril, aponta Caged

Salário médio de admissão foi R$ 2.126,16
L
Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto

Prazo para adesão ao Desenrola Fies é prorrogado até 31 de agosto

Apenas 22,8% das estimativas de adesão foram efetivadas
L
Senado aprova reajustes salariais e reestruturação de servidores

Senado aprova reajustes salariais e reestruturação de servidores

Medida prevê aumento para servidores da segurança
L
Publicidade

EMPREGOS E CONCURSOS

Prefeitura divulga resultado de processo seletivo para contratação de serviços na Semad em Porto Velho

Prefeitura divulga resultado de processo seletivo para contratação de serviços na Semad em Porto Velho

Confira a lista dos aprovados, cargos e documentos necessários
L
VAGAS DE EMPREGO: confira as vagas ofertadas pelo Sine Municipal Porto Velho

VAGAS DE EMPREGO: confira as vagas ofertadas pelo Sine Municipal Porto Velho

Os atendimentos presenciais serão realizados das 07h30 às 13h30 para os que não possuem acesso à internet.
L

Prefeitura de Porto Velho convoca candidatos classificados em processo seletivo para área da saúde

Os candidatos devem comparecer à Semad nos próximos 15 dias corridos, a contar do primeiro dia útil posterior à data da publicação do edital
L
VAGAS DE EMPREGO: confira as vagas ofertadas pelo Sine Municipal Porto Velho

VAGAS DE EMPREGO: confira as vagas ofertadas pelo Sine Municipal Porto Velho

Os atendimentos presenciais serão realizados das 07h30 às 13h30 para os que não possuem acesso à internet.
L
Publicidade

POLÍTICA

Deputada Lebrinha viabiliza recursos para realização de cirurgias de catarata em Monte Negro

A verba já está na conta da prefeitura e será aplicada em melhorias na saúde municipal, para procedimentos cirúrgicos, atendendo os pacientes que estão na regulação, aguardando cirurgias de catarata.
L
Ieda Chaves destina emenda para obra de galeria de água pluvial na Associação São Tiago Maior

Ieda Chaves destina emenda para obra de galeria de água pluvial na Associação São Tiago Maior

Investimento na ordem de R$ 100 mil para evitar alagamentos nas áreas comuns.
L
Escola do Legislativo presente na Rondônia Rural Show Internacional

Escola do Legislativo presente na Rondônia Rural Show Internacional

Palestras, oficinas e mesa-redonda foram atividades realizadas durante os dias de feira.
L
Dra. Taíssa recebe vereador de Guajará-Mirim para ouvir demandas da região

Dra. Taíssa recebe vereador de Guajará-Mirim para ouvir demandas da região

Deputada ressalta seu compromisso com trabalhos em prol do município.
L

Coronel Chrisóstomo: ‘Tivemos a votação mais importante no Congresso Nacional em 2024’

O Congresso Nacional votou para MANTER o veto 46/2021 sobre Fake News.
L
Publicidade

POLÍCIA

CÁRCERE: Homem é preso após manter esposa trancada para não ir ao aniversário do filho

Em um momento de distração do suspeito, a mulher conseguiu fugir pulando a janela.
10

‘Eu mato é mesmo’: Diz criminoso após apanhar durante tentativa de roubo

Segundo a PM, o criminoso de bicicleta teria abordado um homem e anunciado o roubo.
10

URGENTE: Homem que matou casal é preso pela Polícia Civil

O crime ocorreu na casa de Jaiane, no bairro Nova Floresta, zona sul de Porto Velho.
10

URGENTE: Policial reage e atira em criminoso que tentava matar rival

Ele foi socorrido ao Hospital João Paulo II.
14

Empresário e amigo são presos com duas pistolas na zona sul

Testemunhas teriam visto a dupla entrando armada no veículo.
10
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

IGP-M: índice usado no reajuste do aluguel sobe 0,89% em maio

IGP-M: índice usado no reajuste do aluguel sobe 0,89% em maio

Índice é calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia da FGV
L
IBGE defende sistema de centralização de dados e estatísticas federais

IBGE defende sistema de centralização de dados e estatísticas federais

Ideia é reunir informações dos diferentes órgãos governamentais
L
Ministro do Trabalho defende continuidade de cortes da Selic

Ministro do Trabalho defende continuidade de cortes da Selic

Resultado positivo na geração de empregos não justifica interrupção
L
Governo anuncia R$ 15 bilhões para empresas do Rio Grande do Sul

Governo anuncia R$ 15 bilhões para empresas do Rio Grande do Sul

Foram anunciadas três linhas de financiamento
L
FAB abre processo seletivo de cabos temporários para trabalhar no RS

FAB abre processo seletivo de cabos temporários para trabalhar no RS

São 224 vagas de nível fundamental
L
Varejo do RS pode ter desconto de 15% em itens da linha branca

Varejo do RS pode ter desconto de 15% em itens da linha branca

Enchentes afetaram 471 dos 497 municípios gaúchos
L
Rondônia Rural Show: Oficinas técnicas atraíram 200 pessoas no estande da Embrapa

Rondônia Rural Show: Oficinas técnicas atraíram 200 pessoas no estande da Embrapa

A chefe-geral da Embrapa Rondônia, Lúcia Wadt, afirma que a Rondônia Rural Show é um espaço importante de trocas entre a equipe da Embrapa e o setor produtivo.
L
3ª Audiência Pública para apresentação das minutas dos Anteprojetos de Lei desenvolvidos no processo de revisão do Plano Diretor

3ª Audiência Pública para apresentação das minutas dos Anteprojetos de Lei desenvolvidos no processo de revisão do Plano Diretor

Nos dispositivos são indicadas as prioridades dos investimentos públicos em habitação, saneamento básico, mobilidade, meio ambiente e melhoria dos espaços públicos.
L

Nota em defesa das prerrogativas da Defensoria Pública

A Defensoria Pública da União reafirma seu compromisso com a defesa intransigente dos direitos e garantias fundamentais.
L

Mais 253 mil contribuintes já entregaram a DIRPF 2024 em Rondônia

Faltando dois dias para o encerramento do prazo para entregar a declaração do Imposto de Renda em 2024, 15 % da expectativa ainda não cumpriram a obrigação com a Receita Federal.
L