SEXTA-FEIRA, 23/02/2024

Museu Nacional manteve maior acervo de Egito antigo da América do Sul

Museu manteve 15% de todo o acervo depois do incêndio de 2018

Publicado em 

Museu Nacional manteve maior acervo de Egito antigo da América do Sul - News Rondônia

Apesar das perdas no incêndio ocorrido em setembro de 2018, o Museu Nacional ainda terá o maior acervo de Egito antigo da América do Sul. A estimativa é do diretor da instituição, o paleontólogo Alexander Kellner.

"Não é querendo mitigar os impactos, porque nós perdemos muito. Mas também conseguimos recuperar muito", disse ele, durante um bate papo online realizado hoje (21) pelo Museu de Ciências Naturais Joias da Natureza, instituição sediada em Guarujá (SP).

Museu Nacional manteve maior acervo de Egito antigo da América do Sul - News Rondônia

A importância do acervo de Egito antigo, segundo Kellner, é incalculável. "Um dos momentos mais tocante pra mim foi quando recebi a visita do cônsul-geral do Egito. Ele falava das múmias e lacrimejava. Me impressionou. Aquilo era muito importante pra ele. A primeira palavra que disse a ele foi "desculpa". Foi um pedido de desculpas pelo país".

Vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o Museu Nacional localiza-se na Quinta da Boa Vista e é a mais antiga instituição científica do Brasil. Foi fundado por D.João VI em 1818. O incêndio de grandes proporções arrasou exemplares raros, como esqueletos de animais pré-históricos, artefatos etnográficos e múmias.

Considerando todas as coleções, o Museu Nacional tinha cerca de 20 milhões de exemplares e estima-se que 15% foi preservado. "Ainda são 3 milhões. E vamos conseguir resgatar mais", diz Kellner.

Ele também apresenta um quadro mais otimista considerando a representantividade das coleções. "Recuperamos material representativo de quase metade do que tínhamos. Vou dar um exemplo. Digamos que a gente tinha cem fósseis de Rhacolepis [peixes pré-históricos]. Se eu tiver perdido 99, mas tiver preservado um, eu tenho essa coleção representada. Os principais meteoritos nós recuperamos, bem como material antropológico".

O trabalho de salvamento do acervo ainda não terminou. Havia uma expectativa que as buscas nos escombros avançassem de forma mais rápida, mas houve interrupções devido à pandemia de covid-19. Pouco mais de um mês depois do incêndio, o crânio de Luzia foi encontrado em fragmentos em meio a escombros. Trata-se do fóssil mais antigo já encontrado no continente americano, considerado uma das principais relíquias que a instituição guardava. A expectativa é de que o crânio seja quase totalmente reconstituído. Outros importantes resgates também têm sido apresentados gradativamente.

O diretor reitera que o Museu Nacional continua funcionando, com pesquisas e de eventos, incluindo exposições online e presenciais. A primeira exposição presencial ocorreu apenas quatro meses após a tragédia e foi viabilizada por um convite do Museu da Casa da Moeda do Brasil, que cedeu duas salas de seu edifício, no centro do Rio de Janeiro. A mostra incluiu 160 peças do projeto Paleoantar, dedicado a coletar e estudar rochas e fósseis da Antártica. Entre elas, havia oito peças que foram resgatadas dos escombros do prédio, além de ossos e réplicas de animais pré-históricos.

Recursos

Kellner também apresentou a situação do projeto de reconstrução. Ainda este ano será iniciada a reforma pesada da fachada e do telhado. Além disso, a expectativa é de que, já no ano que vem, o jardim externo esteja finalizado. A conclusão de toda a reforma é estimada para 2026 ou 2027.

A UFRJ coordena a gestão financeira das obras. O projeto completo demanda R$ 380 milhões, dos quais cerca de 65% foram arrecadados. Em 2018, após o incêndio, o Ministério da Educação (MEC) se comprometeu a assegurar um total de R$16 milhões para os projetos executivos de reconstrução. Também em 2018, foi aprovada uma emenda de R$ 55 milhões articulada por deputados federais do Rio de Janeiro. Os recursos foram liberados em 2019. O diretor do Museu Nacional diz esperar contar com a bancada de parlamentares para um novo aporte de peso.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) também assegurou R$ 50 milhões para revitalizar prédio e acervos. Há também colaborações do setor privado, como a Vale e o Bradesco, e ajudas internacionais. O Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, por exemplo, se comprometeu com o repasse de 1 milhão de euros.

Além de reconstruir a sede principal do Museu, o projeto prevê a estruturação do campus de pesquisa e ensino em um terreno próximo. A instituição já contava com um prédio anexo onde ocorriam algumas pesquisas. Parte da coleção de botânica e de vertebrados, por exemplo, foi preservada porque já não era armazenada no edifício principal.

A ideia de ter um campus para pesquisa e ensino e deixar o edifício principal reservado exclusivamente para exposições já era discutida na década de 1990. Se isso tivesse ocorrido, a maior parte do acervo da reserva técnica teria sido salva no incêndio. Para Kellner, faltou vontade política e recursos financeiros para avançar na estruturação do campus.

A ideia deve agora sair do papel. Antes do incêndio, o Museu Nacional tinha cerca de 3 mil metros quadrados de exposição, que reuniam aproximadamente 5,5 mil exemplares. Com toda a atividade de pesquisa e ensino sendo deslocada para o campus, a ideia é que, ao final da reconstrução, ele ofereça uma área 5,5 mil metros para exposição. Para preencher todo o espaço, serão necessários cerca de 10 mil exemplares.

Por isso, toda ajuda é considerada bem-vinda e nem todo apoio chega na forma de recursos financeiros. Colaborações importantes foram feitas para recompor o acervo. Um exemplo é o Universal Museum Joanneum, museu sediado na cidade austríaca de Graz. A instituição doou 2 mil exemplares de material etnográfico. Há também contribuições de pessoas físicas como a doação do diplomata aposentado Fernando Cacciatore di Garcia, que cedeu 27 exemplares de uma coleção greco romana.

O Museu Nacional mantém uma campanha para arrecadação de recursos e de acervo. Segundo Kellner, um dos principais desafios é ampliar o acervo exposto. Para que isso aconteça, ele considera que é preciso trabalhar a credibilidade do país e da instituição. "Precisamos merecer as doações. Precisamos mostrar ao mundo que nós aprendemos. Mostrar que vamos cuidar bem das coleções. Porque é assim que eles vão ajudar", diz.

Descaso

Além das obras, existe a preocupação com os gastos correntes. Kellner mostrou dados do orçamento do Museu Americano de História Natural, sediado em Nova Iorque, que conta com cerca de US$ 33 milhões anuais apenas para manutenção de suas coleções, não entrando nesse montante o investimento em pesquisa científica. Para essa mesma finalidade, o Museu Nacional recebe atualmente o equivalente a US$ 1,8 milhão, apenas 5,4% da instituição dos Estados Unidos. A estimativa, segundo o diretor, é de que sejam necessários pelo menos US$ 3,7 milhões para garantir a manutenção básica.

"Por que não podemos ter museus de história natural como nos países desenvolvidos? Por que no Brasil tem que ser mais difícil?", questiona o diretor. Ele lamentou também a falta de investimentos de diferentes governos. Segundo um levantamento histórico realizado por pesquisadores do museu, o último presidente da República que visitou a instituição foi Juscelino Kubitschek.  Kellner disse estar escrevendo um romance sobre os bastidores em torno do incêndio. Os personagens serão fictícios. "Mas vai faltar carapuça pra tantas faces", disse.

Ele citou como símbolo do descaso a situação dos hidrantes do entorno do edifício. Na ocasião do incêndio, os bombeiros tiveram dificuldade pra debelar as chamas porque eles estavam sem água. A Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), estatal vinculada ao governo fluminense, chegou a ser responsabilizada e multada em R$ 5,6 milhões. Segundo Kellner, mesmo três anos após o episódio, os hidrantes continuam sem água. Dessa forma, os bombeiros teriam a mesma dificuldade se houver um novo incêndio na estrutura remanescente. A Agência Brasil procurou a Cedae, mas não obteve retorno.

Publicidade

NEWS QUE VOCÊ VAI QUERER LER

Chuvas intensas causam alagamentos de ruas e quintais em Rio Branco

Chuvas intensas causam alagamentos de ruas e quintais em Rio Branco

Subida do rio Acre coloca em alerta os municípios do alto Acre e Assis Brasil.
L

Fim dos tempos

Essa sacudida que está acontecendo no Planeta é prelúdio de uma nova Terra que está passando da categoria de provas e expiações para regeneração.
L
Brasil debate no G20 pandemia e produção de medicamentos

Brasil debate no G20 pandemia e produção de medicamentos

Especialistas voltam a se reunir em abril, em Brasília.
L
À frente do combate aos crimes ambientais, Ibama completa 35 anos

À frente do combate aos crimes ambientais, Ibama completa 35 anos

Autarquia enfrenta desafios de reestruturação.
L
Cientista brasileiro pode ter descoberto novo planeta no Sistema Solar

Cientista brasileiro pode ter descoberto novo planeta no Sistema Solar

Possível planeta estaria localizado no chamado Cinturão de Kuiper.
L
Publicidade
Publicidade

DESTAQUES NEWS

Programa Agenda News entrevista: Jeferson Toskin

O “Agenda News” apresentará uma entrevista com Jeferson Toskin, organizador do Toskin Rock Fest 3, conduzida por Renata Camurça.
L

Decisão obtida pelo Governo de Rondônia avança no processo de Transposição de servidores

O prazo estabelecido para que a União conclua todos os pedidos de reenquadramento é de até 90 dias
L
Com 4,1 milhões de matrículas, Brasil avança na meta para creches

Com 4,1 milhões de matrículas, Brasil avança na meta para creches

Dados apontam ainda para universalização da pré-escola no país.
L

Ponta do Abunã: pancadas de chuva na região colocam trecho em alerta

Nesta área é intensa a formação de nuvens do tipo ‘Nimbostratus’
L
Prefeitura realiza 2º seminário de prevenção à gravidez na adolescência em Porto Velho

Prefeitura realiza 2º seminário de prevenção à gravidez na adolescência em Porto Velho

Evento abordou temas relevantes para a construção de estratégias de redução à gestação precoce.
L
Publicidade

EMPREGOS E CONCURSOS

Vaga de Empregos

Hotel Caribe oferece vaga para Recepcionista de Hotel em Porto Velho

A vaga, publicada em 22 de fevereiro de 2024, oferece regime de tempo integral e é uma excelente oportunidade para quem busca ingressar ou se desenvolver na área hoteleira.
L
Vagas de Emprego

Hospital de Amor abre vaga para Auxiliar de Recursos Humanos em Porto Velho

A vaga, publicada em 22 de fevereiro de 2024, oferece regime de tempo integral e busca por profissionais comprometidos e habilidosos para integrarem sua equipe.
L
Indústria de alimentos do Brasil gera 70 mil vagas de emprego em 2023

Indústria de alimentos do Brasil gera 70 mil vagas de emprego em 2023

Investimentos alcançaram a cifra de R$ 35,9 bilhões.
L

Candidatos aprovados no processo seletivo de estágio do Detran-RO, são convocados

Os 60 convocados devem apresentar a documentação exigida entre os dias 22 de fevereiro e 2 de março
L
Caixa anuncia concurso público com mais de 4 mil vagas no país

Caixa anuncia concurso público com mais de 4 mil vagas no país

Carlos Vieira fez anúncio ao lado do presidente Lula.
L
Publicidade

POLÍTICA

Vereador Everaldo Fogaça busca soluções para taxas elevadas de descarte de entulhos em Porto Velho

Vereador Everaldo Fogaça busca soluções para taxas elevadas de descarte de entulhos em Porto Velho

Presidente da ASTRON Cristiano Matos, vereador Everaldo Fogaça (REPUBLICANOS e Robson Lima.
L
Vereadora Márcia Socorristas Animais se reúne com moradores do Três Marias e secretário da Semob

Vereadora Márcia Socorristas Animais se reúne com moradores do Três Marias e secretário da Semob

Devido ao intenso tráfego de veículos e constantes chuvas devido ao inverno amazônico em Porto Velho, formaram-se verdadeiras crateras nas ruas do Bairro Três Marias.
L
Governador Marcos Rocha debate na Agência Nacional de Águas impactos causados pela crise hídrica

Governador Marcos Rocha debate na Agência Nacional de Águas impactos causados pela crise hídrica

Além da reunião, Marcos Rocha teve a oportunidade de conhecer a sala de situação da ANA, onde são realizados monitoramentos em tempo real do nível dos rios.
L

Vereador Edimilson Dourado prestigia abertura do ensaio da quadrilha Flor da Primavera

Na oportunidade, também esteve atendendo o pedido de solicitação dos desportistas e amantes da cultura que utiliza a quadra da escola para seus ensaios noturnos.
L
Vereador Edimilson Dourado participa de consulta pública para criação de nomes de ruas

Vereador Edimilson Dourado participa de consulta pública para criação de nomes de vias

Parlamentar se comprometeu em apresentar o PL para instituir o Loteamento Servilha como Bairro do Município de Porto Velho.
L
Publicidade

POLÍCIA

URGENTE: Homem é morto a tiros após ser perseguido no centro de Porto Velho

Populares acionaram o Samu, que fez a constatação do óbito. A PM isolou o local e encontrou várias cápsulas de pistola calibre 9mm.
18
SEQUESTRO: Funcionário dos Correios é mantido refém e tem carro roubado em Porto Velho

Homem cai dentro de poço e morre afogado em distrito de Porto Velho

Populares chamaram uma servidora que atende no postinho de saúde local, onde foi feita a constatação do óbito.
18
SEQUESTRO: Funcionário dos Correios é mantido refém e tem carro roubado em Porto Velho

URGENTE: Neta chega em casa e encontra avô ferido a golpe de facão em Porto Velho

A vítima teria informado que sofreu um acidente doméstico ainda pela manhã e já não sentia mais a perna lesionada.
14
Após tentativa de fuga, PRF prende homem por tráfico de drogas e desobediência

Após tentativa de fuga, PRF prende homem por tráfico de drogas e desobediência

O homem também não possuía Carteira Nacional de Habilitação.
10
Em Ariquemes, PRF realiza apreensão de 77 m³ de madeiras

Em Ariquemes, PRF realiza apreensão de 77 m³ de madeiras

As cargas eras transportadas com divergência na volumetria e espécie.
10
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Chinesa CNOOC arrematou 500 mil barris de petróleo do pré-sal

Chinesa CNOOC arrematou 500 mil barris de petróleo do pré-sal

Pela primeira vez empresa adquire uma carga da União.
L

Recebimento da Licença Ambiental: AGROPECUARIA PAULISTA LTDA

LICENÇA AMBIENTAL DE OPERAÇÃO Nº 358 SOL/DLA
L

Recebimento da Licença Ambiental: INTERMEDICAL COMERCIO DE PRODUTOS MEDICOS LTDA

LICENÇA AMBIENTAL SIMPLIFICADA Nº 437 SOL/DLA
L

Recebimento da Licença Ambiental: LUIZ CARLOS PINTO DE FREITAS

LICENÇA AMBIENTAL DE OPERAÇÃO Nº 18 SOL/DLA
L

Requerimento da Licença Ambiental: L C PAPASSONI

Licença Ambiental
L
Secretário dos EUA: sem paz, é impossível avançar em agendas sociais

Secretário dos EUA: sem paz, é impossível avançar em agendas sociais

Blinken destacou reuniões com Lula sobre conflitos em Gaza.
L

Requerimento da Licença Ambiental: CANA COMERCIO E DISTRIBUIÇÃO DE BEBIDAS LTDA

LICENÇA AMBIENTAL POR DECLARAÇÃO
L