SÁBADO, 22/06/2024

L

Mundo

Pesquisadores criticam invisibilidade de palestinos no noticiário

Estudos apontam tendência de abordagem pró-Israel.

Por Rafael Cardoso/ Agência Brasil - 35

Publicado em 

Pesquisadores criticam invisibilidade de palestinos no noticiário
© Reuters

Desde o último sábado (7), noticiários de todo o mundo colocam em destaque os conflitos entre Israel e Hamas. O ponto de partida para a retomada dessa cobertura mais extensa foi o ataque do grupo islâmico Hamas contra comunidades israelenses próximas à Faixa de Gaza. São acontecimentos mais recentes de uma história complexa que remete a décadas ou a séculos, a depender da escolha interpretativa. Para alguns especialistas, no entanto, o assunto tem sido abordado de forma simplista e desequilibrada pela mídia tradicional.Pesquisadores criticam invisibilidade de palestinos no noticiário - News RondôniaPesquisadores criticam invisibilidade de palestinos no noticiário - News Rondônia

Ausência de contextualização histórica, escolhas restritas de fontes e temas, atribuição de adjetivos maniqueístas para caracterizar os dois lados: diferentes elementos estariam favorecendo uma visão pró-Israel e tornando quase invisível os problemas enfrentados pelos palestinos. É dessa forma que o geógrafo e pesquisador de discursos midiáticos, Francisco Fernandes Ladeira, analisa a atual cobertura jornalística do conflito.

“É uma cobertura que não tem o contraditório, se volta apenas para um lado. São usados atalhos cognitivos que, primeiro, tentam simplificar para o cidadão comum um conflito que é muito complexo. Exemplo é criar uma batalha entre o bem, que seria Israel, e o mal, que seria a Palestina. Também se procura tirar a historicidade do conflito, que remete a séculos, e focar em acontecimentos imediatos. Assim, é noticiado apenas o ataque do Hamas a Israel”, defende Ladeira.

“Há jogos de palavras e armadilhas semânticas que mexem com as emoções. Quando você vai falar das perdas em Gaza, são perdas materiais, ataques às instalações militares. Em Israel, são enfatizadas as perdas humanas e os dramas familiares, os ataques contra a população civil”, complementa o pesquisador.

O professor de Relações Internacionais da PUC-SP, Bruno Huberman, argumenta que existe uma indignação seletiva no debate público, que negligencia o lado palestino. Em publicação na rede social X (ex-twitter), ele diz que o “apartheid israelense” provoca a morte de palestinos todos os dias, sem que repercussão e comoção sejam as mesmas.

“É injustificável a morte de centenas de israelenses, assim como é a dos palestinos. Mas o grau de normalização da barbárie em Gaza pode ser visto nessa rave organizada na fronteira com Gaza. Como um festival que prega paz e amor é realizado na fronteira com duas milhões de pessoas sofrendo dia a dia? Essa é a alienação que israelenses, brasileiros e ocidentais têm em relação ao que se passa com os palestinos. A barbárie contra os palestinos não sensibiliza, são mortos sem nome, sem rosto, diferente dos israelenses”, disse Huberman.

Discordância

A pesquisadora Karina Stange Caladrin, vinculada ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (USP) e ao Instituto Brasil-Israel, discorda que haja uma abordagem pró-Israel nos noticiários. Para ela, especialistas de diferentes visões têm sido chamados para comentar os conflitos, o que torna a cobertura mais completa e diversa. O ataque do Hamas no último sábado ter sido tratado de forma mais “emocional” e negativa em diferentes veículos, seria o esperado, por envolver civis mortos. Justificar os ataques é que seria condenável.

“Qualquer pessoa que defenda a morte de civis, palestino ou israelense, não está representando nada. A ideia de dar voz aos dois lados acaba colocando pessoas para falar que defendem mortes de civis, palestinos ou israelenses. E isso eu considero inadmissível. Isso não deveria ter espaço na mídia”, defende Caladrin.

Situação em Gaza

Informações sobre a situação precária da população palestina na Faixa de Gaza têm chegado com mais detalhes por meio de organizações que atuam no local. É o caso da Médico Sem Fronteiras (MSF), que denuncia uma piora das condições de vida no território depois dos bombardeios recentes. No relato de um dos coordenadores da MSF na Palestina, Léo Cans, instalações e equipamentos médicos foram destruídos pelas ações israelenses, milhares de pessoas perderam moradias e estão sem acesso aos serviços primários.

“A intensidade da violência e dos bombardeios é chocante, assim como o número de mortos. A declaração de guerra não deve, em hipótese alguma, levar à punição coletiva da população de Gaza. Cortar o fornecimento de água, eletricidade e combustível é inaceitável, pois pune toda a população e a priva de suas necessidades básicas”, disse, em nota, Léo Cans.

As condições socioeconômicas na Faixa de Gaza, segundo o cientista político e professor de Relações Internacionais Maurício Santoro, transformam a região em “um grande celeiro para organizações extremistas e movimentos violentos”.

“Essa é a quinta grande intervenção militar de Israel em Gaza desde 2008. É um número bem alto. A região é cercada por muros e grades, tem fronteiras muito controladas. O espaço marítimo também é cerceado em termos de patrulhamento de Israel. Por isso, que se usa a expressão que Gaza é uma ‘prisão a céu aberto’. É uma área muito pobre, com um nível de vulnerabilidade socioeconômica gigantesca. E nas circunstâncias atuais é inviável do ponto de vista econômico e social. Não tem realmente como ter ali o estabelecimento de um comércio internacional e de investimentos”, disse Santoro.

A Faixa de Gaza tem aproximadamente 2,3 milhões de pessoas. Pelo tamanho pequeno do território, 41 quilômetros de comprimento e 10 quilômetros de largura, tem uma alta densidade populacional. Segundo a ONU, pelo menos 80% dos que vivem ali dependem de ajuda internacional, como fornecimento de alimentos. Além das restrições sobre o espaço aéreo e marítimo, Israel também controla as mercadorias que entram no território, o abastecimento de água, energia, combustível e comida.

“O fornecimento desses serviços acaba se tornando um instrumento de pressão política. É o que está acontecendo agora, de se cortar o fornecimento de água e energia elétrica, algo proibido no direito internacional. Tanto as convenções de Genebra quanto o estatuto de Roma proíbem utilizar esse tipo de ferramenta como uma maneira de punir a população civil. Isso é uma violação do direito humanitário e das leis da guerra. É muito significativo também dessa dependência extrema que os palestinos têm do Estado de Israel”, explicou Maurício Santoro

Publicidade
Publicidade
ELEIÇÕES
Publicidade
Publicidade
ELEIÇÕES

NEWS QUE VOCÊ VAI QUERER LER

Armênia anuncia reconhecimento do Estado da Palestina

Armênia anuncia reconhecimento do Estado da Palestina

Em nota, governo diz que deseja paz duradoura e trégua imediata
L
Forças israelenses intensificam bombardeio em Gaza

Forças israelenses intensificam bombardeio em Gaza

Segundo moradores, objetivo é tentar concluir captura de Rafah
L
Tribunal da Namíbia anula lei que criminalizava relações homossexuais

Tribunal da Namíbia anula lei que criminalizava relações homossexuais

Legislação era de 1927, quando o país estava sob mandato sul-africano
L
Número de mortos na grande peregrinação a Meca ultrapassa mil

Número de mortos na grande peregrinação a Meca ultrapassa mil

Rituais ocorreram sob temperaturas muito elevadas
L
Equador sofre apagão nacional por falhas de transmissão

Equador sofre apagão nacional por falhas de transmissão

Cerca de 18 milhões de habitantes ficaram sem energia
L
Publicidade

DESTAQUES NEWS

Atrações juninas e show nacional marcam primeira noite de apresentações do Arraial Flor do Maracujá, em Porto Velho

Atrações juninas e show nacional marcam primeira noite de apresentações do Arraial Flor do Maracujá, em Porto Velho

A primeira-dama de Rondônia, Luana Rocha, representando o governador Marcos Rocha, falou do compromisso do estado na promoção da cultura.
L
Com doses próximas do vencimento, Saúde amplia vacinação contra dengue

Com doses próximas do vencimento, Saúde amplia vacinação contra dengue

Crianças e adolescentes de 6 a 16 anos poderão ser imunizadas
L

O desbravador da matemática que domou o “bicho-papão” na Amazônia

A fama do professor voluntário ganhou as ruas da cidade até chegar aos corredores da Escola Paulo Freire, cuja diretora foi até a casa dele para lhe fazer um convite para lecionar no estabelecimento de ensino, diante da carência na região de professores dessa área.
L
Mega-Sena pode pagar hoje R$ 86 milhões

Mega-Sena pode pagar hoje R$ 86 milhões

Apostas devem ser feitas até as 19 horas
L
Publicidade

EMPREGOS E CONCURSOS

Minalinda: Oportunidade de Emprego: Auxiliar de Serviços Gerais / Produção

Estamos contratando profissionais dinâmicos e comprometidos para auxiliar nas atividades gerais e na linha de produção. Venha fazer parte da nossa equipe!
L

Minalinda: Oportunidade de Emprego na vaga de Motorista / Entregador

Estamos contratando um profissional responsável e ágil para conduzir veículos, realizar entregas e auxiliar na descarga de produtos. Faça parte da nossa equipe!
L
VAGAS DE EMPREGO: confira as vagas ofertadas pelo Sine Municipal Porto Velho

VAGAS DE EMPREGO: confira as vagas ofertadas pelo Sine Municipal Porto Velho

Os atendimentos presenciais serão realizados das 07h30 às 13h30 para os que não possuem acesso à internet.
L
Locais de prova do CNU serão divulgados no dia 7 de agosto

Locais de prova do CNU serão divulgados no dia 7 de agosto

Provas serão aplicadas daqui dois meses, no dia 18 de agosto
L

Inscrições no concurso UNIR 2024 encerram nesta quinta-feira, dia 20

São ofertadas 74 vagas para servidores técnico-administrativos nos níveis médio e superior.
L
Publicidade

POLÍTICA

Dr. Fernando Máximo apoia a candidatura do Dr. Hiran Gallo e do Dr. Cleiton Bach no CFM

Dr. Fernando Máximo apoia a candidatura do Dr. Hiran Gallo e do Dr. Cleiton Bach no CFM

O deputado federal Dr. Fernando Máximo (UB) manifestou publicamente seu apoio aos dois candidatos, considerando que Rondônia possui duas cadeiras, atualmente ocupadas por esses médicos.
L
Deputado Ribeiro do Sinpol destina emenda parlamentar para a 40ª edição do Arraial Flor do Maracujá

Deputado Ribeiro do Sinpol destina emenda parlamentar para a 40ª edição do Arraial Flor do Maracujá

Com o intuito de fomentar a cultura no estado, o deputado Ribeiro do Sinpol destinou emenda para contratação de artistas de renome nacional.
L

Deputado LEBRÃO pode perder o mandato

Seis dos onze ministros votaram para mudar o alcance da decisão da Corte que derrubou as atuais regras para distribuição das chamadas sobras eleitorais para cálculo das vagas na Câmara dos Deputados
L

Com apoio do deputado Cássio Gois, 3º Torneio de Pesca Esportiva da Asdec promete emoção e grandes prêmios

Tenho orgulho de apoiar este evento que valoriza nossa cultura e fortalece o turismo local
L

Dra. Taíssa busca informações sobre transporte fluvial da escola Monte Horeb

Segundo a Seduc há um Processo de Aquisição para obtenção de Conjunto Náutico.
L
Publicidade

POLÍCIA

URGENTE: PM continua fazendo busca por corpo de homem desaparecido, no Morar Melhor

URGENTE: PM continua fazendo busca por corpo de homem desaparecido, no Morar Melhor

Os policiais se concentram na área de mata nos fundos do residencial Morar Melhor, bairro Aeroclube em Porto Velho.
10
Jovem é baleado por dupla de bike no Três Marias

ATENTADO: Jovem é baleado por dupla de bike no Três Marias em Porto Velho

A PM fez o registro e encaminhou para a Polícia Civil que deve investigar.
12

PF realiza ação contra crimes ambientais e de grilagem em Rondônia

Ação contou com o apoio da Força Nacional e da Fundação Nacional dos Povos Indígenas
10
Durante perseguição e troca de tiros com a PM, dois bandidos são baleados e três presos 

Durante perseguição e troca de tiros com a PM, dois bandidos são baleados e três presos 

O bando estava em um carro modelo HB20 de cor prata, com placa clonada.
12
Apenado e comparsa são presos com arma e drogas no Nacional

Apenado e comparsa são presos com arma e drogas no Nacional

O morador da residência teria tentado impedir a entrada dos policiais que faziam buscas pelo objeto e acabou sendo detido.
12
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Governo de RO impulsiona debate sobre políticas educacionais durante encontro, em Porto Velho

Governo de RO impulsiona debate sobre políticas educacionais durante encontro, em Porto Velho

Evento marcou atividades de assistência técnica e monitoramento.
L
Tabelamento de preços garante produtos acessíveis e equilíbrio comercial durante o Arraial Flor do Maracujá

Tabelamento de preços garante produtos acessíveis e equilíbrio comercial durante o Arraial Flor do Maracujá

Diversidade de produtos e preços acessíveis são o objetivo da medida de tabelamento de preços.
L
Governo de RO inova com lançamento da primeira assistente virtual no Portal da Transparência

Governo de RO inova com lançamento da primeira assistente virtual no Portal da Transparência

A nova assistente virtual utiliza Inteligência Artificial (IA) avançada para interagir com os cidadãos.
L
Cardápios variados de comidas típicas são atrativos no Arraial Flor do Maracujá, em Porto Velho

Cardápios variados de comidas típicas são atrativos no Arraial Flor do Maracujá, em Porto Velho

População pode saborear comidas típicas em diversos estandes distribuídos pela praça de alimentação.
L
Auxílio Reconstrução: 182 prefeituras ainda não cadastraram famílias

Auxílio Reconstrução: 182 prefeituras ainda não cadastraram famílias

Moradores de 444 municípios gaúchos podem receber o benefício
L
Milhares de estudantes gaúchos continuam sem aula: “pior que pandemia”

Milhares de estudantes gaúchos continuam sem aula: “pior que pandemia”

Escolas devem retomar atividades até a meados de julho, diz secretaria
L
Alterações no equilíbrio são 85% das causas de quedas em idosos

Alterações no equilíbrio são 85% das causas de quedas em idosos

Em alusão ao Dia Mundial de Prevenção de Quedas, Associação Brasileira de Otorrinolaringologia reforça a importância de tratar a tontura e indica medidas de prevenção.
L
Pesquisa aponta problemas no ensino da educação física em escolas

Pesquisa aponta problemas no ensino da educação física em escolas

Cerca de 80% dos professores já precisaram comprar material para aulas
L
Programa de rádio da França exibe série especial de músicas rondonienses

Programa de rádio da França exibe série especial de músicas rondonienses

Rádio Galere, da cidade de Marselha, irá apresentar 30 músicas autorais de Rondônia no programa Aquarelle du Brésil
L