SEGUNDA-FEIRA, 24/06/2024

Mais de 200 plantas invasoras ameaçam vegetação nativa do país

Espécies causam danos à flora local.

Publicado em 

Mais de 200 plantas invasoras ameaçam vegetação nativa do país - News Rondônia

Por Vitor Abdala

Jaqueiras, amendoeiras-da-praia, casuarinas, jiboias, agaves. São plantas que fazem parte das paisagens brasileiras, mas nem sempre foi assim. Essas espécies não são nativas do Brasil e, trazidas de outros pontos do globo pelo homem, acabaram se espalhando sem controle pelo país.

Mais de 200 plantas invasoras ameaçam vegetação nativa do país - News Rondônia
Imagem Vitor Abdala

O Banco de Dados Nacional de Espécies Exóticas Invasoras, mantido pela organização não governamental Instituto Hórus, elenca pelo menos 210 espécies vegetais não nativas que se espalharam por ecossistemas brasileiros, causando danos à flora local.

As amendoeiras-da-praia ou castanholas (Terminalia catappa), por exemplo, são presença constante nas praias e orlas de lagoas brasileiras. Proveniente da Ásia, provavelmente chegou por aqui de forma não intencional, através da água de lastro de embarcações portuguesas.

Sendo tolerante a ventos fortes, salinidade e uma variedade de tipos de solos, aqui encontrou terreno fértil para sua expansão, já que suas sementes podem ser carregadas por longas distâncias através das correntes marítimas e são dispersadas pela fauna nativa. Ela até foi plantada intencionalmente em praças e orlas devido à sombra proporcionada por sua copa.

Sua sombra, no entanto, é justamente o que mais prejudica as espécies vegetais nativas, já que impede a passagem de luz solar e atrapalha o desenvolvimento das mudas. No ambiente praiano, por exemplo, muitas plantas só se desenvolvem a sol pleno.

Efeitos

Levantamento concluído em 2021 pela bióloga Gyrliane Santos dos Santos, na época graduanda da Universidade Federal do Ceará (UFC), mostrou que a amendoeira-da-praia havia se espalhado por pelo menos 34 unidades de conservação, em nove estados brasileiros, entre elas o Parque Nacional de Fernando de Noronha.

Assim como a amendoeira-da-praia, as casuarinas (Casuarina equisetifolia) também são um problema para as vegetações costeiras. Originária da Austrália chegou, provavelmente, de forma intencional, sendo usada para fins ornamentais, cercas-vivas e estabilização de dunas.

Estudo feito por uma equipe da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), em 2020, na restinga do Cabo de Santa Marta, mostrou que a casuarina causa impacto na abundância de indivíduos nativos, reduzindo a cobertura vegetal nas áreas onde estão presentes.

 “Quando são introduzidas em um ambiente diferente daqueles em que elas ocorrem naturalmente, elas [as espécies exóticas] podem se adaptar. Quando elas se adaptam, elas se reproduzem e modificam totalmente o processo ecológico natural daquele ambiente. E quando elas se reproduzem com certo sucesso, elas se tornam dominantes”, explica o pesquisador do Jardim Botânico do Rio de Janeiro e do projeto Ilhas do Rio Massimo Bovini.

Capim-colonião

O pesquisador coordenou um projeto de erradicação do capim-colonião (Megathyrsus maximus) nas Cagarras, ilhas costeiras que são parte da paisagem da orla carioca e abrigam 190 espécies vegetais. Não se sabe se a espécie africana chegou aqui de forma acidental ou intencional, mas hoje é uma das plantas invasoras mais comuns no Brasil.

“Eu fiz o levantamento de todas as espécies de flora que ocorrem lá na ilha. Mas, ao longo dos dois anos em que fui fazendo o levantamento, uma coisa me incomodava, que era o capim-colonião, uma espécie invasora muito agressiva”, conta o pesquisador.

O incômodo transformou-se em ação e Bovini iniciou, em 2014, o trabalho de erradicação do capim. Foram alguns anos para se descobrir a melhor forma de lidar com a espécie. “É um trabalho muito árduo, muito difícil, porque o capim cresce muito rápido. Em um mês, ele é capaz de crescer dez centímetros. E quando chove e faz sol, ele cresce mais rápido ainda. Ele se alastra muito rápido”, disse.

Depois de algumas tentativas, que incluíram fogo controlado, cobertura do capim com lona preta, extração manual e uso de herbicidas, sua equipe concluiu que o melhor resultado foi obtido com a “nucleação”.

O método inclui o replantio de mudas nativas próximas umas das outras, criando núcleos de vegetação que, ao gerar sombra, evitam naturalmente o crescimento do capim, espécie que necessita de sol pleno para se desenvolver. Mas, mesmo depois de oito anos, o trabalho ainda está no início. E, sem patrocinadores, o projeto realizado no arquipélago, que é uma unidade de conservação federal (Monumento Natural das Ilhas Cagarras), está parado desde julho do ano passado.

Bovini destaca que, em muitos casos, a supressão de flora nativa, seja por incêndio ou desmatamento, favorece a expansão de plantas invasoras. “Abriu uma clareira, tirou o sombreamento, vem aquele sol direto no solo, com certeza as espécies invasoras vão chegar e chegam muito rápido”.

O Parque Nacional da Tijuca, também na cidade do Rio, é outra unidade de conservação federal que tem que lidar com espécies invasoras, como o capim-colonião, a jaqueira (Artocarpus heterophyllus), originária da Índia, e a dracena (Dracaena fragrans).

O capim-colonião é uma preocupação extra para o parque porque é suscetível ao fogo e pode servir como estopins para incêndios que atinjam a mata. Um levantamento feito entre 2014 e 2015 mostrou que a gramínea ocupava 2% da área total do parque, ou 83 mil metros quadrados. No setor Covanca, o capim ocupava quase 13% da área.

Palmito

Assim como acontece com os animais, nem todas as plantas invasoras vêm de outros países. O banco de dados do Instituto Hórus aponta que 14 espécies brasileiras invadiram ecossistemas de onde não eram nativas.

É o caso do açaizeiro (Euterpe oleracea), palmeira de cujos frutos se extrai a famosa polpa que é nativa da Amazônia e foi trazida para cultivo na Mata Atlântica. Um dos projetos envolvendo o açaí visava, na verdade, salvar sua congênere: a palmeira juçara (Euterpe edulis), nativa da Mata Atlântica.

Por produzir um palmito saboroso e de alto valor para a gastronomia, a juçara foi tão explorada que acabou se tornando uma espécie ameaçada. O motivo é que o palmito é justamente a parte da planta em que se formam as novas folhas e, caso seja retirado, a palmeira morre.

Alguns pesquisadores tentaram, então, criar uma alternativa viável para a exploração da palmeira, hibridizando-a propositalmente com seu congênere amazônico que, diferentemente da juçara, entouceira, ou seja, um mesmo indivíduo gera vários caules. Assim, seria possível retirar os palmitos sacrificando apenas alguns desses caules sem matar totalmente a planta.

O problema é que algumas dessas experiências acabaram saindo do controle. Em Sete Barras (SP), por exemplo, o açaizeiro passou a se espalhar pela mata nativa do Parque Estadual Carlos Botelho.

O Plano de Manejo do parque considerou-a uma “espécie-problema” por sua capacidade de dispersão e pela possiblidade de hibridização natural com a juçara, o que pode causar “problemas genéticos” na população da palmeira nativa.

Restrições

Para a fundadora do Instituto Hórus, Silvia Ziller, seria importante ter um controle sobre essas espécies que têm potencial invasor, impondo, por exemplo, restrições ao seu comércio.

“As plantas ornamentais, de uso comum, tinham que ser banidas, na medida em que estejam nas listas de plantas invasoras. Então as floriculturas teriam que ser fiscalizadas no sentido de não produzir e não vender mais essas plantas, que a gente sabe que são plantas-problema”, argumentou.

Segundo ela, além disso, é preciso investir na detecção precoce, ou seja, na medida em que as unidades de conservação forem percebendo o surgimento de espécies exóticas invasoras, elas vão sendo eliminadas. “Na medida em que tem controle, você consegue ir eliminando”.

Plantas têm uma dispersão mais fácil do que a fauna, uma vez que sementes e esporos de são de difícil contenção. No entanto, segundo Ziller, sua eliminação acaba sendo mais fácil porque, diferentemente dos animais, as plantas ficam paradas.

“Com uma abordagem correta de controle, você consegue ao longo do tempo fazer uma diferença gigantesca, na restauração de elementos naturais, tirando essas espécies [exóticas invasoras]”.

Publicidade
Publicidade
ELEIÇÕES
Publicidade
Publicidade
ELEIÇÕES

NEWS QUE VOCÊ VAI QUERER LER

Brasil detém só 18% de patentes sobre flora endêmica da Mata Atlântica

Brasil detém só 18% de patentes sobre flora endêmica da Mata Atlântica

País tem 21 dos 118 registros criados a partir dessas plantas
L
Ações de combate ao desmatamento na Amazônia terão R$ 318 milhões

Ações de combate ao desmatamento na Amazônia terão R$ 318 milhões

Governo prevê a criação de um centro internacional de inteligência
L
Portal diz que só 9,5% dos garimpos de ouro estão dentro da legalidade

Portal diz que só 9,5% dos garimpos de ouro estão dentro da legalidade

ANM justifica que faltam servidores, recursos e tecnologia
L
Servidores do meio ambiente decidem entrar em greve no dia 24

Servidores do meio ambiente decidem entrar em greve no dia 24

DF, Bahia e Santa Catarina param dia 1º; Ceará vota contra movimento
L
Governo vai criar 12 unidades de conservação na Caatinga

Governo vai criar 12 unidades de conservação na Caatinga

Mais de um milhão de hectares serão protegidos no bioma
L
Publicidade

DESTAQUES NEWS

População registra momento que Cometa cruzou os céus de Rondônia; Veja Vídeo

Foi esclarecido que o fenômeno se tratava do 13P/Olbers, um cometa com um período orbital de 69 anos, classificado como do tipo Halley.
L
Professores de universidades e instituições federais encerram greve

Professores de universidades e instituições federais encerram greve

Termo de acordo será assinado dia 26
L
Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 93 milhões

Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 93 milhões

As seis dezenas sorteadas foram: 13,16,17,34,41 e 47
L
Vírus zika pode voltar a se replicar após recuperação, aponta estudo

Vírus zika pode voltar a se replicar após recuperação, aponta estudo

Isso pode levar a novos episódios de sintomas
L
Ortopedistas alertam para risco de queda de idosos; saiba como evitar

Ortopedistas alertam para risco de queda de idosos; saiba como evitar

Dia Mundial de Prevenção de Quedas em Idosos é lembrado nesta segunda
L
Publicidade

EMPREGOS E CONCURSOS

Minalinda: Oportunidade de Emprego: Auxiliar de Serviços Gerais / Produção

Estamos contratando profissionais dinâmicos e comprometidos para auxiliar nas atividades gerais e na linha de produção. Venha fazer parte da nossa equipe!
L

Minalinda: Oportunidade de Emprego na vaga de Motorista / Entregador

Estamos contratando um profissional responsável e ágil para conduzir veículos, realizar entregas e auxiliar na descarga de produtos. Faça parte da nossa equipe!
L
VAGAS DE EMPREGO: confira as vagas ofertadas pelo Sine Municipal Porto Velho

VAGAS DE EMPREGO: confira as vagas ofertadas pelo Sine Municipal Porto Velho

Os atendimentos presenciais serão realizados das 07h30 às 13h30 para os que não possuem acesso à internet.
L
Locais de prova do CNU serão divulgados no dia 7 de agosto

Locais de prova do CNU serão divulgados no dia 7 de agosto

Provas serão aplicadas daqui dois meses, no dia 18 de agosto
L

Inscrições no concurso UNIR 2024 encerram nesta quinta-feira, dia 20

São ofertadas 74 vagas para servidores técnico-administrativos nos níveis médio e superior.
L
Publicidade

POLÍTICA

Presidente da Câmara Márcio Pacele fiscaliza obras em Vista Alegre e Nova Califórnia, na Ponta do Abunã

Presidente da Câmara Márcio Pacele fiscaliza obras em Vista Alegre e Nova Califórnia, na Ponta do Abunã

Durante sua vistoria, Márcio Pacele destacou a importância das obras de infraestrutura para melhorar as condições de trafegabilidade e a qualidade de vida dos moradores de Vista Alegre.
L
Inauguração do Centro de Prevenção e Diagnóstico do Câncer em Vilhena é prestigiada por autoridades

Inauguração do Centro de Prevenção e Diagnóstico do Câncer em Vilhena é prestigiada por autoridades

Deputada Sílvia Cristina agradeceu pela presença de todos e reforçou seu compromisso com a saúde.
L
Vereador Edimilson Dourado fiscaliza serviços de Tapa Buracos e Iluminação Pública no bairro Caladinho

Vereador Edimilson Dourado fiscaliza serviços de Tapa Buracos e Iluminação Pública no bairro Caladinho

Pedidos se deu após reclamação dos moradores da região. 
L

Valdir Vargas prestigia inauguração do Centro de Prevenção do Câncer em Vilhena

Pré-candidato à Prefeitura de Porto Velho e empresário participou da cerimônia de entrega junto a autoridades e destacou a importância da obra para a comunidade.
L
Publicidade

POLÍCIA

Motociclista morre em colisão com caminhonete em Rondônia 

Motociclista morre em colisão com caminhonete em Rondônia 

A caminhonete acabou invadindo a pista contrária onde trafegava Maycon e acabou atingindo o jovem motociclista que veio a óbito no local.
18
Motorista recebe chamado para corrida em OPO e é encontrado morto a tiros

Motorista recebe chamado para corrida em OPO e é encontrado morto a tiros

A vítima, identificada como Reginaldo S. L., era um motorista de aplicativo, natural de Jaru.
18
PRF apreende maconha em Guajará-Mirim

PRF apreende maconha em Guajará-Mirim

A droga foi interceptada na BR 425
10
Polícia prende envolvidos em morte de motorista, recupera arma e veículo

Polícia prende envolvidos em morte de motorista, recupera arma e veículo

Boa parte dos detidos faz parte do grupo conhecido como “Bonde do 7”, reincidentes em crimes na cidade.
12
Mulher morre após veículo perder controle e bater em árvore na RO-464

Mulher morre após veículo perder controle e bater em árvore na RO-464

O veículo Siena, na qual, Rosa viajava com quatro irmãs, saiu da estrada e colidiu lateralmente com uma árvore após a motorista perder o controle em uma curva acentuada.
18
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Porto Velho promove mais um encontro para discussão dos desafios e oportunidades do Plano de Desenvolvimento Econômico 2030-2050

Porto Velho promove mais um encontro para discussão dos desafios e oportunidades do Plano de Desenvolvimento Econômico 2030-2050

Fazendo parte da programação do mês, uma série de encontros acontece entre os dias 24 a 27 de junho, no auditório do Sebrae/RO.
L
UniSENAI.Digital em Ariquemes e Cacoal disponibiliza cursos de graduação EAD

UniSENAI.Digital em Ariquemes e Cacoal disponibiliza cursos de graduação EAD

Os cursos são todos por Ensino à Distância (EAD), e ministrados pelos SENAI de Santa Catarina, e Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia –SENAI/CIMATEC da Bahia, com avaliações presenciais nos polos.
L

Recebimento da Licença Ambiental: ESPAÇO DA CARNE LTDA

Dispensa de Licenciamento Nº 016.00540.007/2024-SUL
L
Capacitação sobre novo tratamento da malária encerra com destaque para avanços na saúde da capital

Capacitação sobre novo tratamento da malária encerra com destaque para avanços na saúde da capital

Medicamento utilizado é considerado um divisor de águas para a eliminação da doença no país.
L
Obra da Instituição de Longa Permanência do Idoso de Porto Velho tem investimento de R$ 7,4 milhões

Obra da Instituição de Longa Permanência do Idoso de Porto Velho tem investimento de R$ 7,4 milhões

Município vai dispor de local adequado para receber até 45 idosos.
L

Recebimento da Licença Ambiental: C C N Supermercado LTDA

Licença Ambiental de Operação Nº 016.00083.004/2024-SUL
L
Boletim de Ocorrência na polícia revela que motoboy de 18 anos morto após acidente em Cerejeiras não tinha CNH

Boletim de Ocorrência revela que motoboy de 18 anos morto após acidente em Cerejeiras não tinha CNH

Imagens de câmeras ajudarão a entender a dinâmica da tragédia.
10
Quem tem idosos em casa precisa ficar atento às alterações no equilíbrio

Quem tem idosos em casa precisa ficar atento às alterações no equilíbrio

Uma em cada três pessoas com mais de 65 anos já sofreu uma queda, de acordo com o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, ligado ao Ministério da Saúde, e 60% desses acidentes ocorrem dentro de casa.
L
Homem que teria ameaçado atirar no enteado em distrito a 90 km de Vilhena é preso

Homem que teria ameaçado atirar no enteado em distrito a 90 km de Vilhena é preso

Garoto correu até lanchonete, onde aguardou chegada dos policiais.
12
Mulher que matou e esquartejou o próprio filho é condenada a 34 anos de prisão

Mulher que matou e esquartejou o próprio filho é condenada a 34 anos de prisão

A mulher afirmou que matou o filho para “seguir com um relacionamento”.
10