Quinta-Feira, 24 de Outubro de 2019 - 16:51 (Turismo)

L
LIVRE

TURISMO SUSTENTÁVEL EM COMUNIDADES INDÍGENAS DE RONDÔNIA É DISCUTIDO DURANTE ENCONTRO EM CACOAL

O turismo sustentável surge como alternativa econômica viável com possibilidades de gerar benefícios diretos e indiretos para as comunidades envolvidas e também como instrumento de valorização cultural


Imprimir página

O turismo em terras indígenas foi um dos assuntos discutidos durante o II Encontro Estadual de Turismo, promovido pelo Governo do Estado, através da Superintendência Estadual de Turismo (Setur), que acontece de 23 a 25 deste mês no Cacoal Selva Park, no município de Cacoal.

O encontro reúne prefeitos, secretários e empresários do trade turístico dos 52 municípios do Estado e na ocasião são apresentadas as novas tratativas das demandas do turismo rondoniense, entre elas o turismo sustentável em áreas de conservação e em terras indígenas do Estado. Uma prática que já acontece em alguns estados, como Paraná e Santa Catarina.

O turismo sustentável surge como alternativa econômica viável com possibilidades de gerar benefícios diretos e indiretos para as comunidades envolvidas e também como instrumento de valorização cultural, pela diversidade cultural desses povos. “O Governo do Estado tem trazido o desenvolvimento econômico, oportunizando o crescimento de novas empresas, gerando emprego e renda para que a população tenha vida digna. O governador Marcos Rocha me outorgou a missão para desenvolver o potencial turístico de cada município de Rondônia, que é um dos pilares do governo do Estado. Rondônia tem unidades de conservação e áreas indígenas que podem ser exploradas para o turismo, e é possível fazer turismo nesses locais com responsabilidade”, revelou Gilvan Pereira, superintendente de Estado de Turismo (Setur).

“Nosso Estado tem potencial muito grande para desenvolver essa atividade, claro que, nós, povos indígenas estamos inseridos nesse desenvolvimento, porque temos nossa cultura, nosso conhecimento e precisamos ser valorizados e respeitados”, destacou Gasodá Suruí, formado em turismo, mestre em geografia e doutorando, também em geografia pela Universidade Federal de Rondônia. Gasodá vem desenvolvendo o etnoturismo com o projeto “Força da Floresta” na aldeia Suruí.

MAPA DO TURISMO

Governador Marcos Rocha e Gasodá Suruí

Durante os três dias de evento, gestores municipais vão participar de oficinas e palestras sobre o remapeamento 2019 e as ações da Setur serão explanadas. De acordo com a coordenadoria de turismo estadual, o Mapa do Turismo é fundamental para o desenvolvimento das políticas públicas para o setor.

Atualmente 25 municípios rondonienses compõem o Mapa do Turismo Brasileiro, outros municípios podem pleitear a inclusão no Mapa do Turismo Brasileiro 2022-2024, mas é preciso que esses municípios estejam aptos para entrar no programa de Regionalização do Ministério do Turismo. “É importante esclarecer os critérios para que os municípios que já estão no Mapa continuem e os que não estão, entrem, até mesmo para captação de recursos para o desenvolvimento do turismo no próprio município”, enfatizou Gilvan.

O Governo do Estado conta com a parceria de prefeituras, da Assembleia Legislativa, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), da Federação do Comércio de Rondônia (Fecomércio) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) para o fomento do turismo em Rondônia.

Apresentação da dança pomerana

“Os recursos estão sendo investidos para a qualificação de mão de obra na área do turismo, com cursos aplicados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) nos municípios com potencial turístico. Desenvolver o turismo no nosso estado é um dos pilares do Plano Estratégico de do Governo de Rondônia”, destacou o governador Marcos Rocha.

Ainda na solenidade de abertura houve a apresentação da dança pomerana, típica da Alemanha por um grupo de jovens do município de Espigão do Oeste.

Prestigiaram o evento, o representante do Ministério do Turismo, João Pita, o secretário da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania, José Hélio Cysneiros Pachá, a diretora executiva da Casa Civil, Rosângela Silva, o secretário regional em Cacoal Celso Abrame, o representante da etnia Suruí, Almir Suruí, Elias Gomes de Oliveira, representando a prefeitura de Cacoal, empresários do setor de turismo e demais autoridades civis e militares.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias