Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019 - 17:02 (Geral)

L
LIVRE

SINAL VERMELHO: RONDÔNIA DESPENCA NO RANKING DE COMPETITIVIDADE ENTRE OS ESTADOS

O Ranking é uma ferramenta de avaliação da gestão pública no Brasil e tem como missão prover diagnósticos de áreas essenciais da administração pública.


Imprimir página

Por Wanglézio Braga
Da Redação do News Rondônia

Você sabe como anda o desempenho da Competitividade de Rondônia? Se não conhece, é bom procurar saber. Nesta semana, o Centro de Lideranças Pública (CLP) publicou o ranking de Competitividade dos Estados do Brasil e apontou que Rondônia juntamente com Tocantins (TO) caíram quatro posições em relação aos últimos anos. E a queda acende um sinal vermelho no governo que deve manter preocupação na tentativa de reverter tal quadro, afinal, investidores usam esses dados de competitividade na hora de fechar um investimento no estado.

“Um dos grandes destaques de Rondônia foi o desenvolvimento no quesito Solidez Fiscal, no qual o Estado saltou 14 posições, saindo da 17ª posição em 2018 para a 3ª em 2019. O pilar de Inovação também registrou melhora significativa, um crescimento de onze posições finalizando o ano em 16º lugar. A nota deste indicador é composta pela análise dos dados referentes aos Investimentos Públicos em P&D, Patentes, Bolsa de Mestrado e Doutorado e Empreendimentos Inovadores”, diz o Boletim que completa: “Em contrapartida, nas áreas de Segurança Pública e Infraestrutura, Rondônia teve queda significativa. No pilar Infraestrutura o estado caiu sete posições, ficando em 13º lugar. Já em Segurança Pública caiu ainda mais, da 5ª para a 13ª posição”.

Em 2019, o grande destaque da região norte é a piora do quesito Sustentabilidade Ambiental, com queda significativa na comparação com os resultados de 2018. Tocantins foi o único estado a registrar melhora no pilar subindo três posições e ficando em 19º lugar. Roraima, Amapá, Amazonas, Acre, Pará e Rondônia ficaram em 9º, 16º, 18º, 23º, 25º e 27º lugar, respectivamente. Os indicadores analisados para compor o pilar de Sustentabilidade Ambiental são: Emissões de CO², Serviços Urbanos, Destinação do Lixo, Tratamento de Esgoto e Perda de Água.

O Ranking é uma ferramenta de avaliação da gestão pública no Brasil e tem como missão prover diagnósticos de áreas essenciais da administração pública. Para isso, analisa 69 indicadores distribuídos por dez áreas-chave: Sustentabilidade Ambiental, Capital Humano, Educação, Eficiência da Máquina Pública, Infraestrutura, Inovação, Potencial de Mercado, Solidez Fiscal, Segurança Pública e Sustentabilidade Social.

Fonte: News Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias