Sabado, 26 de Outubro de 2019 - 10:01 (Nacional)

L
LIVRE

QUAL SERÁ O DESCONTO DO INSS NO SEU SALÁRIO APÓS A REFORMA? VEJA

As alterações nas contribuições devem entrar em vigor em fevereiro do próximo ano, sendo pagas somente em março


Imprimir página

Após a aprovação da reforma da Previdência, na última terça-feira (22), os valores pagos pelos trabalhadores ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) mudaram. As alterações devem entrar em vigor 120 depois de promulgada a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) – que modifica as regras de aposentadoria. A informação é do jornal Agora São Paulo.

Atualmente, o recolhimento é feito sobre três faixas de contribuição: de 8%, 9% e 11%. A nova tabela prevê descontos que serão aplicados em cada fatia da remuneração dos trabalhadores. Quase todas as contribuições serão alteradas. Enquanto umas terão diferença em centavos, outras podem ultrapassar os R$ 40.

O trabalhador que recebe um salário mínimo hoje – R$ 998 –, por exemplo, contribui com R$ 79,84 mensais. Com a nova regra, passa a ter o desconto de R$ 74,85%.

Já quem ganha mais que o teto do INSS, que atualmente é de R$ 5,8 mil, recolhe 11% sobre esse valor. Ou seja, terá um desconto maior: de R$ 642,34 para R$ 682,55.

Imposto de Renda

O desconto do Imposto de Renda (IR) é obrigatório e feito mensalmente como a contribuição ao INSS. No caso do IR, o cálculo é feito somente após o desconto do valor destinado à aposentadoria. Quantias de até R$ 1,9 mil são isentas do imposto.

Além do INSS e do IR, o salários dos trabalhadores com carteira assinada sofrem outros descontos, como coparticipação em planos de saúde e o valor do vale-transporte.

Fonte: Metrópoles

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias