Quinta-Feira, 31 de Outubro de 2019 - 10:27 (Internacional)

16
Não recomendado para menores de 16 anos

MULHER ESCAPA DE ESTUPRADOR APÓS MORDER E ESFAQUEAR O PÊNIS DELE

Vítima contou às autoridades que conseguiu fugir da casa do suspeito e correu pelas ruas, encharcada de sangue, pedindo socorro


Imprimir página

Um criminoso sexual, identificado como Dennis Slaton, teve o pênis quase decepado durante um suposto assalto a uma mulher. De acordo com as autoridades policiais da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, a vítima acusa o homem de 61 anos por estupro, tentativa de roubo e ameaça de morte. Para escapar das agressões, ela mordeu e feriu o pênis dele com facadas.

De acordo com um relatório de incidente do Gabinete do Xerife do Condado de Greenville, obtido pela imprensa local, a vítima relatou que esperava para ser buscada por uma pessoa que havia conhecido em um aplicativo de paquera.

Quando viu a van branca de Slaton passando pelo estacionamento, ela fez sinal para que ele parasse e entrou no veículo. O relato não deixa claro se ela acreditou que o carro era de transporte ou se ela havia pedido uma carona a Dennis. A mulher disse que “sentiu que algo não estava certo” e pediu ao homem para deixá-la em uma avenida, oferecendo cinco dólares como pagamento da passagem.

Neste momento, o homem puxou uma faca e segurou contra o pescoço dela, gritando que ela devia US$ 300. O suspeito a levou para a casa dele, em Kay Drive, onde a agrediu, estuprou e ameaçou matá-la. A mulher lutou, mordeu Slaton no pênis e conseguiu segurar a faca dele, o atingindo na região e também nas nádegas.

Depois de ser perseguida por ele na casa, ela conseguiu sair e correu pelas ruas, coberta de sangue, batendo de porta em porta e implorando por ajuda, mas sem sucesso. Ela só conseguiu socorro em uma loja de waffles, a cerca de 800m do local do crime, onde chamou a polícia.

Quando os policiais chegaram à casa, encontraram o homem encharcado de sangue e manchas por toda a casa. Ele foi levado para o hospital e submetido a uma cirurgia. Ele foi libertado da prisão após pagar fiança de US$ 75 mil.

O suposto ataque, que ainda é investigado, ocorreu em 8 de agosto, mas ele só foi acusado de conduta sexual criminosa de primeiro grau e sequestro um mês depois, assim que terminou de tratar os ferimentos.

Dennis Slaton, que tem uma história criminal de 40 anos – incluindo condenações por sodomia (ato sexual que é considerado crime em várias regiões dos EUA), voyeurismo, estupro e tentativa de estupro -, negou as acusações. Em 10 de outubro, ele foi preso novamente, por dirigir embriagado, mas também foi solto depois de pagar fiança.

Fonte: Metrópoles

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias