Sexta-Feira, 25 de Outubro de 2019 - 16:06 (MINHA HISTÓRIA)

L
LIVRE

MOMENTO INCRÍVEL! BEBÊ ACORDA DO COMA E SORRI PARA O PAI

Com um tumor raríssimo no coração, o pequeno Michael agora luta para conseguir uma cirurgia. Pais pedem ajuda na internet


Imprimir página

Inglaterra - Os pais de Michael Labuschagne compartilharam os momentos de pânico e felicidade que tiveram ao mesmo tempo, quando o bebê, de apenas 3 meses de vida, acordou após sofrer uma parada cardíaca. A primeira coisa que fez foi sorrir para o pai. Com um tumor raríssimo no coração, os médicos acreditavam que ele nunca iria sair do coma, por ter ficado sem oxigênio cerca de 9 minutos.

A mãe dele, Emma, relata que o bebê acordou ofegante e o pai, Stuart, começou a fazer a reanimação cardiopulmonar (RCP), enquanto ela ligava para os serviços de emergência. Michael foi levado rapidamente para o Hospital Infantil de Bristol, na Inglaterra.

Na unidade médica, eles foram informados que a criança tem um tumor cardíaco raro e, com a parada cardíaca, eram grandes as chances de ele sofrer dano cerebral. Michael foi colocado em coma induzido e os pais informados de que certamente ele não despertaria. “Quando os médicos nos disseram o pior, eu me senti entorpecida. Não há palavras para descrever o sentimento”, lamentou Emma, de ​​27 anos.

Dias depois, os médicos reduziram a sedação do garotinho e ele começou a piscar e se contorcer. Michael abriu seus olhinhos castanhos e sorriu para o pai Stuart. Segundo os médicos, apenas 7% dos bebês sobrevivem a uma parada cardíaca fora do hospital. O relato do casal foi feito por meio de um vídeo no Facebook (veja abaixo).

Luta longe do fim

Apesar da grande esperança que os pais têm na recuperação de Michael, o bebê ainda deve passar por uma grande jornada para sobreviver. O tumor está anexado dentro da câmara esquerda do coração, sendo urgente uma cirurgia para a correção. Outra alternativa seria o transplante do órgão e o bebê já está na lista de espera.

No sistema público de Bristol não há condições para realizar o procedimento, mas, segundo os pais de Michael, o Hospital Infantil de Boston, nos Estados Unidos, pode remover o tumor. Eles decidiram então lançar uma campanha na internet para arrecadar cerca de US$ 147 mil dólares para conseguir levar Michael até lá.

Fonte: 010 - metropoles

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias