Segunda-Feira, 28 de Outubro de 2019 - 15:16 (Cultura)

L
LIVRE

LITORINA DA ESTRADA DE FERRO MADEIRA-MAMORÉ (EFMM),

No decorrer de quatro meses a litorina transportou turistas por um percurso de 2,3 quilômetros dentro da floresta amazônica, porém no mês de outubro teve o seu uso suspenso devido uma peça danificada.


Imprimir página

Essa semana foi realizado o conserto da litorina da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM), que estava com os passeios suspensos por 15 dias.

No decorrer de quatro meses a litorina transportou turistas por um percurso de 2,3 quilômetros dentro da floresta amazônica, porém no mês de outubro teve o seu uso suspenso devido uma peça danificada.

Após duas semanas o equipamento foi reconstituído e inserido no vagão novamente, reativando a litorina e tranquilizando a população que temia que ela não voltasse a funcionar.

Localizada na Estação final da Estrada do Santo Antônio, ao lado do Memorial Rondon e da Capela do Santo Antônio a litorina tem capacidade de transportar até 15 passageiros por um passeio de até 20 minutos.

O horário de funcionamento é terça a sexta-feira, a partir das 14h até as 18h e aos finais de semana e feriados, das 9h até as 18h. Com o valor do passeio de R$ 5,00 por pessoa.

A litorina é um pequeno vagão movido a diesel usado na ferrovia para transportar, médicos, engenheiros, feitores e salário dos funcionários da época.

A Associação dos Ferroviários da EFMM agradece ao governo do Estado que realizou a limpeza das laterais da linha férrea. A Associação destaca que está trabalhando para aumentar o percurso da litorina para quatro quilômetros.

Fonte: 015 - George Telles

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias