Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019 - 11:20 (Polícia)

16
Não recomendado para menores de 16 anos

HOMEM MANDA MENSAGEM PARA FILHO DE VÍTIMA PARA DESPISTAR CRIME DE HOMICÍDIO

A polícia desconfiou porque as mensagens tinham erros de português e a mulher não enviada mensagens de voz


Imprimir página

Mato Grosso - Claudecy Nunes, morador da zona rural de Torixoréu (580 km de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil acusado de matar a própria esposa. Ele ainda teria enviado mensagens de texto para o filho fingindo ser a mulher e sugerindo uma fuga com um amante.

O caso chegou à Polícia Civil na segunda-feira (18), quando o filho de Soraia Parreira de Monteiro, de 43 anos, procurou a delegacia. Ele registrou um boletim de ocorrência informando que sua mãe tinha desaparecido. Claudecy chegou a acompanhar o filho.

O filho da vítima contou que estava recebendo mensagens de texto de um número que fingia ser sua mãe. Nas mensagens, a mulher dizia que teria fugido para o Rio de Janeiro, porque estava em outro relacionamento.

A polícia, então, passou a acompanhar o caso. O filho pedia que a mãe enviasse mensagens de voz e chegou a ligar para o telefone. Mas a mulher não atendia.

Os investigadores desconfiaram do caso, e perceberam também que as mensagens tinham erros de português.

Para mais informações, as polícias Civil e Militar continuaram as investigações e foram até a casa da família, a Fazenda São Francisco, na tarde de terça-feira (19). O local fica a quase 65 km de Torixoréu.

Uma nova entrevista foi feita com o esposo de Soraia, que, pressionado, assumiu o crime. Ele ainda apontou aos policiais onde o corpo da mulher estava enterrado. O celular que ele usava para se passar pela esposa também foi entregue às equipes.

O motivo do crime, porém, não foi revelado.

O homem foi preso e levado para a delegacia de Barra do Garças, e colocado à disposição da Justiça, para audiência de custódia. Ele deverá ser indiciado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Fonte: 015 - Olivre/Camilla Zeni

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias