Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019 - 15:30 (Geral)

L
LIVRE

GOVERNO PROMOVE CAPACITAÇÃO NA PRÓXIMA TERÇA-FEIRA PARA UNIFICAR E MELHORAR ATENDIMENTO AOS MIGRANTES EM RONDÔNIA

A proposta é que o atendimento seja unificado e efetuado dentro do Sistema Estadual de Cadastro de Benefícios (Siscab).


Imprimir página

Visando à construção de mecanismos que melhorem o atendimento aos migrantes em Rondônia, o Governo de Rondônia vem discutindo essa pauta, por meio da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social, com a participação de outros órgãos das esferas estadual, federal e municipal. Para alinhar as ações, a Seas realizará na próxima terça-feira (12), das 9h às 11h, no auditório da Secretaria de Estado da saúde (Sesau), em Porto Velho, capacitação com a presença de representantes de todos os órgãos envolvidos. A proposta é que o atendimento seja unificado e efetuado dentro do Sistema Estadual de Cadastro de Benefícios (Siscab).

Secretária Luana tem se reunido com representantes de todos os órgãos envolvidos na acolhida aos migrantes

Estão envolvidos órgãos, como Ministérios Públicos, Polícia Federal, Defensorias Públicas, Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família de Porto Velho, que é a responsável direta pelos abrigos e casas de passagem, além da Cáritas e outras instituições.

“O objetivo dessa capacitação é integrar um protocolo único para facilitar o atendimento, de forma que todos saibam quantos são os migrantes no Estado, onde estão, entre outros pontos com vistas a proporcionar melhor assistência do Estado a esse público, em parceria com os demais órgãos federais e municipais”, disse Fabiane Passarini, coordenadora da Assistência Social da Seas, que ministrará a palestra.

A secretária e primeira-dama Luana Rocha tem ressaltando, que o Estado compreende que é uma situação que pegou a todos de surpresa, sem planejamento no orçamento do ano, por isso vem propondo esse trabalho em conjunto, por entender a importância e a complexidade que essa situação exige.

Por orientação do governador Coronel Marcos Rocha e da secretária Luana, esses órgãos e instituições têm se reunido para discutir a criação de um Comitê, elaboração e fortalecimento do fluxograma de atendimento (com a criação de cartilha e mapa com orientações sobre serviços da rede voltada para o migrante) e a criação do Decreto para nomeação e formalização de assuntos técnicos sobre a Política de Migração no Estado.

Ainda por meio da Seas, o Estado também está vendo a possibilidade de auxiliar o município de Porto Velho, onde há maior número de migrantes, com aquisição de alimentos para a unidade de acolhimento Albergue Cosme e Damião, onde há pelo menos 39 abrigados, enquanto outras famílias, sobretudo venezuelanas, para sobreviverem pedem contribuições da população nos semáforos. A ajuda é para alimentos e pagamento do aluguel de imóveis.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias