Segunda-Feira, 04 de Novembro de 2019 - 17:17 (Educação)

L
LIVRE

GOVERNO MOBILIZA ASSISTÊNCIA E ACOLHIMENTO AOS ESTUDANTES NO PRIMEIRO DIA ENEM EM RONDÔNIA

O foco no Enem fez desses estudantes jovens diferenciados, que deixaram o lazer e as dificuldades de lado e se dedicaram ao estudo.


Imprimir página

Vários estudantes em todo o Brasil, no domingo (3), trouxeram no semblante a responsabilidade com o futuro ao participar do Exame Nacional de Avaliação do Ensino Médio (Enem). Em Rondônia, eles passaram por uma maratona de aulões, oferecida pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) a toda rede estadual pública de ensino desde o mês de abril. O foco no Enem fez desses estudantes jovens diferenciados, que deixaram o lazer e as dificuldades de lado e se dedicaram ao estudo.

ÍNDIOS

Entre um número de aproximadamente 16.300 estudantes da rede de ensino estadual, que estão na corrida em busca de uma vaga no ensino superior, estão os estudantes índios. Alguns são recém formados pelo projeto Acaí, realizado pela Seduc, outros da rede regular de ensino ou por meio da mediação tecnológica, e ainda alguns alunos que concluem o ensino médio no próximo dia 19 de dezembro deste ano.

Vencer batalhas é com eles. Este ano o governo do Estado formou 80 alunos em nível médio das etnias Karitianas, Sakirabiar, Macurap, Aruak, Jaboti, Mamaindê, Aikanã, Oro Mon, Oro Waram Xijein, Oro Waram, Uru Eu Wau Wau, Latundê, Aikanã, Tupari, Oro Eo, Oro não, Guaratira, Cinta Larga, Suri, Kampé, Gavião, Karitiana, Kaxarari, Amondawa, Arara, Oro at, Oro Win, Oro Waram, Oro Mon, Wajuru, Xijein, Oro Waje, e Oro Jowin.

Governo disponibilizou transporte escolar para difícil acesso

No município de Espigão do Oeste, onde há predominância da etnia Cinta Larga, em seis polos de mediação tecnológica, sendo três indígenas, todos os alunos estão participando do Enem. Para as comunidades mais isoladas, o governo providenciou o transporte no sábado e a comunidade escolar providenciou alojamento em casa de amigos, professores, diretores de escola e até em uma escola municipal. Um regime de colaboração para que todos pudessem participar dos dois dias de provas.

No município de Cacoal, os gestores afirmam que o foco na democratização do Ensino resultou em ações pedagógicas que agregaram um suporte para as cinco escolas indígenas da jurisdição, onde tem o ensino médio regular desde 2014. “Levamos nossos professores de diversas áreas do conhecimento, especialmente linguagens e ciências da natureza e matemática, para ministrarem aulas diferenciadas com enfoque no Enem. Conseguimos pela primeira vez, enquanto Coordenadoria, dar suporte com o transporte da aldeia até os locais da prova. Elevando assim a auto estima de nossos alunos índios, e alcançamos uma participação significativa com aproximadamente 38 alunos”, explicou o coordenador regional da Seduc, Bertino Severino Neto.

ACOLHIMENTO

No primeiro dia de prova (3) as equipes de profissionais da Seduc foram para frente das escolas com água, canetas e muito motivacional. Eles deram assistência até o último prazo, estavam tão ansiosos quanto os alunos em busca de melhores resultados. Gestores, professores, psicólogos, orientadores, merendeiras, assistentes administrativos, todos foram envolvidos na preparação dos estudantes para o Exame Nacional do Ensino Médio.

A Secretaria de Estado da Educação de Rondônia (Seduc) atende cerca de 400 escolas da rede pública, e desde o início do ano se dedicou a oferecer aos estudantes do ensino médio regular, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e alunos egressos, toda a assistência física e cognitiva para que chegassem bem ao dia do exame.

O secretário de Estado da Educação, Suamy Vivecananda, ressaltou que o governo dedicou muitas forças para que os estudantes da escola pública alcancem melhores resultados e realizem o sonho de cursar o nível superior, tendo como porta de entrada a educação pública gratuita e de boa qualidade. “Ano que vem vamos intensificar e ampliar ainda mais o atendimento ao estudante do ensino médio, e focar na  Teoria de Resposta ao Item, muito usada nas avaliações externas”.

A equipe de profissionais da secretaria que atende em todo o Estado realizou atividades cognitivas com metodologia especifica para resoluções de questões, disponibilizou para os estudantes e professores kits de apostilas com conteúdo e atividades das diferentes áreas de conhecimentos, palestras motivacionais, transporte escolar e na reta final teve sessões de relaxamento e orientações quanto o controle de ansiedade.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias