Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019 - 14:44 (Política)

L
LIVRE

CHRISÓSTOMO DIZ QUE FOI VÍTIMA DE FAKE NEWS E ESCLARECE QUE É CONTRA OS DESMANDOS DA ENERGISA

Ele informou aos seus seguidores que setores da imprensa usaram o seu nome como apoiador dos desmandos da empresa Energisa em Rondônia.


Imprimir página

O deputado federal, Coronel Chrisóstomo (PSL), disse hoje (08) que foi vítima de Fake News (Notícia falsa) e usou as redes sociais para repudiar tal prática. Ele informou aos seus seguidores que setores da imprensa usaram o seu nome como apoiador dos desmandos da empresa Energisa em Rondônia.

“Na condição de titular da comissão de minas e energia, repudio qualquer FAKE NEWS de mídias sem qualquer ética e profissionalismo. Este é meu verdadeiro posicionamento a respeito da tarifa de energia elétrica cobrada pela empresa Energisa em Rondônia. Em evento aberto na ANEEL, me posicionei claramente e mais uma vez afirmo que baterei forte neste tema até resolver esse problema. Somos um estado produtor de energia e não podemos permitir os desmandos de uma empresa que prejudica a nossa população”, esclareceu e solicitou: “Peço a todos meus seguidores que nos ajudem a combater estas FAKE NEWS!!”.

O deputado foi um dos presentes na audiência da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) que impediu novo aumento solicitado pela Energisa nos estados do Acre e Rondônia. Em seu perfil na internet, ele publicou um vídeo com o trecho do discurso. Nele, Chrisóstomo chegou a comentar que existe um forte clamor de repúdio contra o aumento da taxa da energia elétrica paga pelos rondonienses.

“Não há mais tempo da gente postergar esse assunto. Temos que dar uma resposta positiva para Rondônia. Vou levar esse assunto ao Congresso Nacional, e vou bater forte, a partir de hoje. Não vou deixar os senhores se acalmarem enquanto não resolverem. Se vai ser a ANEEL, se temos ministério, não me importa. Vou pra comissão de Minas e Energia da qual sou titular, não vai ser fácil a vida dos que são responsáveis. Vamos pra cima e possamos dar uma resposta positiva e legalista. Não é justo, Rondônia que mais produz energia pagar uma conta de luz tão cara, não é justo!”, discursou.

Fonte: News Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias