Quarta-Feira, 23 de Outubro de 2019 - 15:32 (Esportes)

L
LIVRE

BARÇA X REAL É ADIADO PARA 18 DE DEZEMBRO POR CAUSA DE MANIFESTAÇÕES NA CATALUNHA

O confronto, inicialmente agendado para ocorrer neste próximo sábado (26), foi adiado por causa do temor das autoridades


Imprimir página

A Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) anunciou que o seu Comitê de Competição decidiu nesta quarta-feira (23) que o dia 18 de dezembro foi definido como nova data para o clássico entre Barcelona e Real Madrid, no Camp Nou, pela décima rodada do Campeonato Espanhol. O confronto, inicialmente agendado para ocorrer neste próximo sábado (26), havia sido adiado por causa do temor das autoridades de que as recentes manifestações na Catalunha prossigam até a data do jogo e sejam propagadas nas imediações e até dentro do estádio, atrapalhando o desenrolar do duelo da competição.

Por meio de um comunicado divulgado em seu site oficial, a RFEF destacou que o clássico foi adiado por “causas excepcionais” e que a nova data confirmada para o embate foi definida “após analisar nos últimos dias as propostas de ambos os clubes”, que na última sexta-feira (18) já haviam entrado em acordo para que o clássico fosse remarcado para o dia 18 do último mês deste ano.

“Em sua reunião de hoje, o Comitê (de Competição) analisou também as últimas alegações de ambos os clubes, que mantêm a proposta inicial de jogar a partida no próximo 18 de dezembro”, informou a RFEF.

Pouco depois de a decisão ser anunciada, porém, a La Liga, entidade que organiza o Campeonato Espanhol, divulgou outro comunicado nesta quarta-feira para reforçar a sua posição contrária à data acordada por Barça e Real, que acabou sendo aprovada pela RFEF. E, mais do que isso, revelou que está estudando a documentação que recebeu com as justificativas para a nova data marcada para o jogo e informou que está até estudando entrar com “possíveis ações legais a serem tomadas, contra as instituições correspondentes e perante os órgãos públicos ou órgãos jurisdicionais que julgar apropriados”.

A La Liga desejava que o clássico fosse adiado para o dia 7 de dezembro, um sábado, que é uma data considerava mais vantajosa comercialmente para os detentores de transmissão de TV do Campeonato Espanhol. Os dois tradicionais duelos entre Barça e Real em cada edição da competição nacional estão entre os eventos esportivos mais assistidos no mundo e a entidade que organiza o torneio nacional normalmente aproveita a enorme popularidade destes confrontos para promover uma destas partidas no mercado asiático e a outra no norte-americano, capitalizando nestes continentes.

O Barça x Real que estava inicialmente marcado para o próximo sábado ocorreria às 13h (18h de Brasília), um horário considerado favorável para alcançar boas audiências na Ásia de acordo com o fuso horário daquele continente. E ao ser agendado para um meio de semana (o dia 18 de dezembro será uma quarta-feira), o clássico provavelmente ocorrerá no início da noite no horário de Barcelona, possivelmente criando problemas para a La Liga cumprir as exigências comerciais dos seus contratos comerciais com os detentores de transmissão do Campeonato Espanhol.

Antes de confirmar nesta quarta-feira que estuda ir à Justiça contra a decisão que definiu a nova data do clássico, a La Liga inicialmente manifestou o desejo de que o duelo do primeiro turno fosse transferido de Barcelona para Madri, em decisão que automaticamente faria com que o reencontro entre os dois rivais na segunda metade da competição mudasse da capital espanhola para a Catalunha.

Porém, o Comitê de Competição da RFEF rejeitou a ideia, alegando que isso era contra suas regras, que proíbem a inversão de mando das partidas. E a entidade propôs aos clubes uma nova data para o clássico após reconhecer que as condições de segurança dos torcedores ficariam em risco nos arredores do Camp Nou se o duelo ocorresse neste próximo sábado, como estava programado, assim como poderiam ocorrer problemas de logística na esteira dos problemas causados por manifestantes no dia do jogo.

Estas manifestações na Catalunha tiveram início no último dia 14, em Barcelona. Milhares de pessoas ocuparam o Aeroporto de El Prat, em protesto contra a condenação de 12 líderes separatistas catalães. As principais ruas da cidade foram bloqueadas e os serviços de trens urbanos e do metrô foram interrompidos. A polícia reprimiu com violência as manifestações. Dezenas de pessoas ficaram feridas e cerca de 200 foram detidas pela polícia na semana passada.

O caos começou assim que o Tribunal Supremo da Espanha condenou nove destes 12 líderes separatistas às penas de prisão que variam de 9 a 13 anos por sedição em razão do referendo de outubro de 2017, realizado apesar de uma proibição do governo em Madri. Outros três réus foram considerados culpados de desobediência e não receberam sentenças que os levaram à cadeia.

Fonte: Metrópoles

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias