ALAGAÇÃO EM RONDÔNIA É PROVOCADA PELA CONSTRUÇÃO DAS USINAS - News Rondônia Porém, Dilma Rousseff afirmou em viagem a Rondônia desviando das usinas a responsabilidade, que o problema é consequência do degelo da Cordilheira dos Andes, no altiplano

Porto Velho,

Domingo , 23 de Março de 2014 - 08:10 - Geral


 


ALAGAÇÃO EM RONDÔNIA É PROVOCADA PELA CONSTRUÇÃO DAS USINAS

Porém, Dilma Rousseff afirmou em viagem a Rondônia desviando das usinas a responsabilidade, que o problema é consequência do degelo da Cordilheira dos Andes, no altiplano

ImprimirImprimir página

Se logo a presidente Dilma Rousseff pode afirmar que a enchente do Rio Madeira tem como causa o “degelo dos Andes”, logo os rondonienses e os acreanos poderão dizer que catástrofe da cheia do Rio Madeira é sim provocada pelas hidrelétricas de Santo Antônio e de Jirau.

A soberana da nação está sendo acusada de participar de uma das maiores "usurpações" do dinheiro público, com a compra de uma refinaria americana, falida, caindo aos pedaços pela bagatela de R$ 2 bilhões, na época que comandava a chefia da Casa Civil. Para se safar do feito, Rousseff afirmou em nota direto do Palácio Planalto que durante a compra foi induzida ao erro, carta que foi divulgada pelo Jornal Nacional, deixa claro. “Deu um tiro no pé”, assim afirmou o companheiro de arma, Luiz Inácio Lula da Silva, o pai de todas as armações petista.

E a “astucia” petista aos poucos vem a público. Outra situação que deve gerar resultado negativo nas eleições deste ano para a rainha da nação é o caso, “Hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, no Rio Madeira”. A construção dessas usinas tem causado um transtorno sem precedente para a capital de Rondônia, Porto Velho, e o Estado do Acre, com o bloqueio da rodovia BR-364, por essa ter sido inundada, sem a mínima condição de trafegabilidade, deixando o Acre isolado e possivelmente faminto com sua população. Em Porto Velho a água a cada dia invade a cidade, Nos distritos, todos já não existem moradores, foram evacuados pela Defesa Civil.

A produção agrícola está perdita, o gado vem morrendo afogado, assim como em Porto Velho onde o prejuízo com os animais silvestres que sem ter como receber socorro morrem a míngua. Ao meio ambiente, a floresta Amazônica está sendo invadia pelas alagações. Um prejuízo que poderá chegar a casa dos R$ 3 bilhões para colocar novamente as coisas no lugar, isso no caso de tirar distritos e pessoas para outros locais, já prevendo a catástrofe no ano que vem.

Porém, Dilma Rousseff afirmou em viagem a Rondônia desviando das usinas a responsabilidade, que o problema é consequência do degelo da Cordilheira dos Andes, no altiplano. Sendo assim, rondonienses e acreanos podem afirmar sem mais delongas que estão morrendo e passando fome pelo efeito das construções de Santo Antônio e Jirau que fechou o curso natural das águas, que descem no Rio Madeira.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Fonte: REDAÇÃO NEWSRONDÔNIA

Comentários do Facebook

Comentários

  • wilson Pereira da rocha Filho - 31/03/2014 : 21:18 - Cacoal

    É uma pena que em pleno século XXI, a politica neste país continue a mesma "PÃO E CIRCO", é assim que o PT vem administrando esta nação, falsas promessas, programas sociais de cunho duvidoso, verdadeira usurpação dos cofres públicos e o mais preocupante total irresponsabilidade com a vida, prova disto são as duas grandes obras eleitoreiras, "A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO", obra que já custou milhões aos cofres públicos e encontra-se paralisada, com os investimentos feitos sendo deteriorados pelas intemperes do tempo e as "CONSTRUÇÕES DAS USINAS DE SANTO ANTONIO E JIRAU" que ambientalistas de renome nacional já haviam previsto as consequencias catastróficas de tais obras, mas isso não importa, o que realmente importa para o PT é a manutenção do "PODER", vamos pessoal, vamos votar novamente em Dilma, cada povo tem o governo que merece. "NÓS NÃO MERECEMOS COISA MELHOR?"

  • Junior - 24/03/2014 : 17:20 - Porto Velho

    Infelizmente eu tenho que concordar com a Dilma, imagine se hidrelétrica gerasse água, poderíamos colocar então hidrelétricas no sertão, pois lá falta água.... Vamos pensar um pouco vai...

Enviar comentário

Veja Também

Publicidade