Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019 - 15:55 (Cidades)

L
LIVRE

AGRICULTORES DE ALTA FLORESTA PARTICIPAM DE CAPACITAÇÃO OFERECIDA PELA SEMAGRI DE ROLIM SOBRE CACAU

Após a palestra os produtores se deslocaram até a propriedade do senhor Celso klippel na 184 Sul km 15, que está em fase formação da lavoura da cultura cacaueira.


Imprimir página

Agricultores de Alta Floresta do Oeste (RO) visitaram a Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri) de Rolim de Moura (RO) para participarem de uma palestra com o engenheiroagrônomo Josia Ludtke que ministrou uma palestra técnica sobre cacau, na manhã desta quarta-feira, (13/11). Estiveram presentes os secretários de agricultura de Rolim de Moura e Alta Floresta, Dionísio Pereira Braga e Giovan Damo, respectivamente. Além do vereador Uender Nogueira e o vice-prefeito de Rolim de Moura, Fabrício Melo que deu as boas-vindas aos produtores de Alta Floresta e destacou a importância da diversificação na agricultura e a importância do cultivo do cacau.  O Agente de atividade agropecuária, Hercílio de Araújo Ferreira Filho, destacou que o cacau é uma planta originária da Amazônia, portanto não precisa de adaptação. Explicou que o primeiro passo para o cultivo do cacau, é convidar um técnico do setor para a escolha da área a ser plantado o cacau e animou os agricultores ao informar que o mundo precisa de cacau como matéria prima e hoje está em falta.

O titular da Agricultura de Alta Floresta, Giovan Damo, afirmou que considera importante o intercambio entre os dois municípios. “Quero agradecer ao município de Rolim de Moura, que nos abriu as portas para conhecimento nessa área, viemos aqui para aprender e vamos onde é referência. Em 2012 fomos no Espirito Santo buscar informações sobre café, e hoje aqui na cidade vizinha sobre cacau hibrido e cacau clonal” destacou o secretário.

Durante a palestra Ludtke, apresentou dados do cenário rondoniense e informações importantes sobre gestão Produção (produção x tecnologia) financeira (receita x despesas x custo),Mecanização; irrigação, Planejamento. Explicou sobre as principais causas da baixa produtividade, como: baixa densidade dos plantios, excesso de sombra, plantas malformadas e velhas, falta de adubação, incidência de pragas (insetos e fungos) insuficiência nos serviços de assistência. Informou sobre as Tecnologias para o sistema deprodução do cultivo do cacaueiro, as principais variedades, preparo das mudas, clones, enxertia e mudas seminais. Frisou as formas preparo inicial calagem e adubação de base. Dentre outros temas destacou importância socioambiental da lavoura, contribuição ao processo de permanência do homem à terra com qualidade de vida, atributos de sustentabilidade da floresta heterogênea quanto à proteção dos solos tropicais, reciclagem de nutrientes, elevada riqueza arbórea e potencial estoque de madeira, possibilidade de aproveitamento de áreas antropizadas, mercado potencial de carbono e de serviços ambientais.

Após a palestra os produtores se deslocaram até a propriedade do senhor Celso klippel na 184 Sul km 15, que está em fase formação da lavoura da cultura cacaueira.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias