Quinta-Feira, 19 de Outubro de 2017 - 15:42 (Esportes)

L
LIVRE

VILHENA: PROJETO MUDA VIDA DE JOVENS ATRAVÉS DO BASQUETE

Na quarta-feira, 18, a 'Asbavi' venceu o 'Barão do Solimões' nos Jogos Escolares de Rondônia (Joer) no Sub-17 e foi classificado para ir a Brasília disputar o brasileiro organizado pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil).


Imprimir página

Com a participação de 55 jovens, entre 9 e 17 anos, a Associação de Basquete de Vilhena (Asbavi) vem utilizando o esporte para mudar a vida desses jovens e alavancar o basquete de Vilhena. O projeto social é desenvolvido pelo Auditor Fiscal do Estado, Siverlô Meireles de Souza, que atualmente exerce a presidência da Asbavi.

Siverlô iniciou no basquete aos 12 anos e já com 17 jogava profissionalmente, parando aos 25 anos por recomendação médica. Em 2011 quando assumiu como Auditor em Vilhena foi convidado a treinar um time de basquete feminino. Em 2013, visando estruturar o projeto, criou a Asbav. Em 2015, buscando desenvolver o lado social, iniciou o projeto voltado para os jovens que veem crescendo a cada ano.

O projeto recebe apoio da Coopevi (Cooperativa Educacional de Vilhena), onde os jogadores treinam na quadra cedida pela Instituição. “Além da quadra, do espaço, a Coopevi disponibiliza bolsas para que jovens de escolas, tanto pública, quanto privada, possam participar do projeto”, explicou Siverlô.

A Asbavi foi declarada pela Câmara de Vereadores de Vilhena como de Utilidade Pública, permitindo que a Associação consiga alguns recursos. “Nós temos apoio do Sicoob, da Coopevi, e estamos com alguns projetos para buscar outros recursos e melhorar o apoio oferecido aos jovens”, disse.

Este ano, os jovens da Asbavi participaram de várias competições e se sagraram campeões do municipal e da regional Cone Sul.

Siverlô Meireles

Siverlô, idealizador da ação, deu início à sua carreira profissional na cidade mineira Uberlândia, depois foi contratado pelo Ginástico de Belo Horizonte e atuou ainda pelas equipes Casa Branca e São José do Rio Pardo, ambas do interior de São Paulo. Veio para Rondônia em 2011, para assumir como Auditor Fiscal de Tributos Estadual de Rondônia e deu iniciou ao projeto social através do basquete.

Fonte: 010 - Comunicação Sindafisco

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias