Quinta-Feira, 22 de Março de 2018 - 11:10 (Comercio e Industrias)

L
LIVRE

VENDA DA PÁSCOA DEVE SER A MELHOR DOS ÚLTIMOS CINCO ANOS

Expectativa é de um crescimento de 7% das vendas em relação à 2017.


Imprimir página

Projeções da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), e a Federação do Comércio de Rondônia, indicam que as vendas do varejo nesta Páscoa serão as melhores dos últimos cinco anos.

Segundo a CNC, haverá um crescimento de 3,5% em relação à Semana Santa de 2017, já descontada a inflação do período. Maior só o crescimento em 2013, cujo aumento foi de 4,8%. Ainda de acordo com a entidade, minimercados, supermercados e hipermercados, além das lojas especializadas em chocolates, deverão faturar R$ 2,2 bilhões nesta época.

Entre as razões apontadas para o bom desempenho do varejo nesta Semana Santa, segundo a CNC, estão as quedas de preços dos chocolates (-8%) e do azeite (-3,8%) nos últimos 12 meses encerrados em fevereiro, com base no Indice de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15).

Além disso, os preços dos pescados se mantiveram praticamente estáveis (+0,2%). Segundo a CNC, a melhor Páscoa para o setor ocorreu em 2010 — quando as vendas cresceram 9,5%, em decorrência do bom momento econômico do país. Naquela época, a economia cresceu 7,5%, e o volume de vendas do varejo subiu 10,9%.

Contratação temporária também será maior

No quesito geração de oportunidades de emprego, a CNC estima que o aumento das vendas vai proporcionar a geração de 10.600 oportunidades de trabalho temporário em todo o país. Em 2017, foram criadas 10.500 vagas na mesma época.

A maior parte desses postos (62%) está concentrada em mercados. O salário médio oferecido gira em torno de R$ 1.220,00 (alta de 4,5% em comparação com o do ano passado). Além disto, segundo a CNC, 7,7% do total de oportunidades deverão se tornar efetivas.  Expectativa da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá) para a Páscoa de 2018 é de crescimento de aproximadamente 6% nas vendas na capital mato-grossense.

Para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rondônia-Fecomércio Rondônia as perspectivas estaduais são melhores ainda, apesar do fato das vendas terem sido baixas nos anteriores e a queda nos preços de produtos do período devem aumentar as vendas este ano.  Para o presidente Raniery Coelho, por já ter passado o período mais grave da instabilidade, a economia estadual está tendo uma leve melhora e saiu da recessão no final do ano passado, o que com a queda da inflação, os juros mais baixos, leva a uma retomada de confiança do consumidor que deve se refletir na chegada da páscoa, tanto que a procura por ovos de chocolate aumentou, o que acaba movimentando a economia e deixando os empresários mais otimistas.

E, mesmo a contratação temporária não sendo tão grande, já desperta melhores expectativas para o futuro. A expectativa é de que as vendas da Páscoa, em Rondônia, tenham um crescimento maior do que o nacional de 7% em relação ao ano passado.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias