Sexta-Feira, 04 de Maio de 2018 - 10:12 (Saude)

L
LIVRE

UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE POTENCIALIZAM ACOLHIMENTO DA DEMANDA ESPONTÂNEA

Nova forma de trabalho foi implantada há poucos dias, mas já registra aumento de 30% nos atendimentos diários.


Imprimir página

As equipes do Programa Saúde da Família da Prefeitura de Porto Velho atuam agora com o sistema de acolhimento com classificação de riscos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Esse sistema é desenvolvido das 7h às 9h30 e das 13h às 15h30h.

Nesses dois períodos, todos os usuários que procuram as unidades são acolhidos - os casos mais graves são atendidos na hora e os demais ficam agendados.

A nova rotina de trabalho foi implantada há 45 dias, mas já registra um aumento de 30% nos atendimentos diários. O Departamento de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) informa que a média agora é de 50 pacientes por dia para cada equipe, 30 deles só de pacientes que procuram as UBS.

Mudança

A mudança consiste no estabelecimento dos primeiros horários da manhã e da tarde aos usuários que precisam de atendimento (QUE TIPO DE ATENDIMENTO?). Enfermeiros, médicos e odontólogos recebem os pacientes, e através de uma classificação de risco, caso necessário, o usuário recebe atendimento imediato na rede primária.

Com esse horário específico de acolhimento e classificação de risco as UBSs agora têm uma agenda aberta para receber aquele usuário que apresenta dores de cabeça, no corpo, nas costas, pressão alta e diabetes alterada, dentre outros sintomas.

Consulta

“Mudou o fluxo de agendamento na Unidade Básica. Agora o agente de saúde não marca mais a consulta. Esse papel é dos profissionais de nível superior, o enfermeiro, o médico e o odontólogo.” Explicou Marcuce Antônio, diretor do Departamento de Atenção Básica.

Orientação

O secretário da Saúde, Orlando Ramires, informou que nas UPAs essa orientação já está sendo feita, mas será intensificada essa informação com pessoas uniformizadas com a inscrição Posso ajudar?. “Assim que o paciente entrar e passar pela avaliação, se não for urgência ou emergência, ele receberá a orientação para procurar a Unidade Básica mais próxima de sua casa e a confirmação de que receberá o atendimento nesse local. A nossa rede básica tem que dar garantias de atendimento à população da melhor forma”, enfatizou o secretário Orlando Ramires (Semusa).

 

Fonte: 015 - Comdecom

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias