Segunda-Feira, 06 de Novembro de 2017 - 09:18 (Internacional)

12
Não recomendado para menores de 12 anos

TUDO O QUE SABEMOS SOBRE O TIROTEIO NA IGREJA DO TEXAS

Nesta segunda-feira, Donald Trump relacionou o ataque a "problemas mentais" e não à lei que permite porte de armas dos Estados Unidos.


Imprimir página

Cinquenta pessoas assistiam à missa no momento em que Devin Patrick Kelly, de 26 anos, entrou na igreja batista de Sutherland Springs, armado com um rifle semiautomático. Era 11h30, no horário do Texas (15h30 em Brasília). Em princípio, testemunhas pensaram que o barulho fosse provocado por alguém praticando tiro ao alvo, o que seria comum na comunidade.

Em entrevista coletiva, Freeman Martin, diretor regional do Departamento de Segurança da Polícia do Texas, informou que Kelly usava, então, roupas pretas e um colete a prova de balas. Ao entrar na igreja, matou pelo menos 26 pessoas e deixou outras 24 feridas - uma delas está em estado grave.

Um dos mortos é a filha do pastor Frank Pomeroy, uma adolescente de 14 anos. As vítimas tinham entre 5 e 72 anos. "Ao sair, o atirador foi confrontado por um morador local, abandonou a arma e correu para o veículo que deixou estacionado em frente ao posto de gasolina", contou Freeman.

Ao ser perseguido pela polícia, Kelley perdeu o controle do veículo e faleceu na colisão, a 19 km da igreja. O acidente ocorreu no Condado de Guadalupe, a 19 km da igreja.

Devin Patrick Kelley nasceu em San Antonio, a 60 quilômetros de Sutherland Springs, onde residem algunas de seus familiares e onde ensinava estudos bíblicos como voluntário. Conforme a CNN, Kelley foi processo pela Corte Marcial em 2012 por agredir à própria mulher e filho. Kelly foi preso por um ano e depois dispensado da Força Aérea por conduta inadequada, em 2014.

Nesta segunda-feira (6), de Tóquio, no Japão, onde cumpre agenda oficial, Donald Trump disse que o ataque foi causado por "problemas mentais" e não está relacionado com a lei armamentista dos Estados Unidos. De acordo com o site “Gun Violence Archive”, é o 35º ataque a tiros cometido nos Estados Unidos desde outubro. Só em 2017, foram mais de 52 mil usos violentos de armas.

Fonte: 010 - noticias ao minuto

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias