Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017 - 16:12 (Geral)

L
LIVRE

TUDO AQUI MÓVEL REALIZA ATENDIMENTO ESPECIAL NA ESCOLA LYDIA JOHNSON, REFORÇANDO O PROJETO ASAS DO SABER

A dona de casa Elaine da Silva mora na zona leste de Porto Velho e com a correria do dia a dia, ir até o Tudo Aqui para garantir a emissão dos documentos dos filhos é ainda mais difícil.


Imprimir página

No sábado, 20, ela aproveitou a presença do Tudo Aqui Móvel para resolver essa pendência. Uma comodidade que tanto ela quanto os vizinhos, que ela mesma convidou para ir, gostaram bastante. “Eu cheguei bem cedo achando que precisaria esperar muito para conseguir atendimento, mas foi tudo muito tranquilo. Consegui fazer o CPF e a carteira de identidade dos meus filhos em questão de minutos”, diz.

Os atendimentos aconteceram no espaço da escola de ensino médio integral Lydia Johnson e parceiros como o Tribunal Regional Eleitoral também colaboraram com a manhã de ações. Além de levar mais comodidade à população do bairro Costa e Silva e adjacências, o objetivo da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social  (Seas) e da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) era mostrar um pouco da estrutura da escola, projetada para atender adolescentes do programa Asas do Saber.

“Além de ajudar, nós mostramos aos pais e possíveis alunos do programa um pouco do que o governo do estado fez ao pensar em uma escola de ensino integral. Aqui os alunos chegam cedo, em uma condução específica, e passam todo o dia. Estudam, fazem as refeições, praticam atividades físicas e têm um acompanhamento diferenciado, por uma equipe multidisciplinar. O nosso objetivo é que, em breve, tenhamos também alguns cursos profissionalizantes para que estes adolescentes saiam daqui prontos para o mercado de trabalho”, explica o assessor especial da governadoria, Dabson Bueno.

Atualmente a escola tem 130 alunos matriculados em um ano letivo que termina em julho de 2018, mas a capacidade da escola é bem maior, é o que explica o vice-diretor Gustavo Margonar. “Mesmo com as aulas em andamento vamos abrir novas vagas  e a expectativa é de que possamos atender os 500 alunos que a nossa estrutura comporta”.

Asas do Saber

O projeto adota o modelo da escola integral: o aluno passa o dia todo estudando, com direito a café da manhã, almoço e lanche à tarde. São quase nove horas no ambiente escolar, sendo que pouco mais de sete horas destinadas à atividades e o restante para a alimentação e descanso.

Se estiver em situação de pobreza, irá se beneficiar com R$ 200 mensais do Fundo Estadual de Erradicação e Combate à Pobreza (Fecoep), criado pelo governo estadual no âmbito da Secretaria da Assistência e do Desenvolvimento Social.

Fonte: 010 - SECOM - GOV/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias