Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2018 - 09:31 (Artigos)

L
LIVRE

TRF4 MANTÉM CONDENAÇÃO DE LULA E AMPLIA PENA - Por Julio Cardoso

Julgamento sem prova, uma ova. As provas estão nos autos, tanto que por unanimidade o TRF4 manteve condenação de Lula e ampliou a pena para doze anos e um mês.


Imprimir página

Por oportuno, o ministro Humberto Martins, vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou nesta terça-feira (30) o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para não ser preso após a análise dos recursos no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). A decisão foi tomada horas depois de o habeas corpus preventivo ter sido protocolado na Corte.

Assim, crime  sem cadáver é um delírio da claque petista. Peitar o Judiciário de forma imoral, conclamando MST e outros desordeiros, é  extrapolar o exercício democrático.

Os demais cidadãos, democraticamente, respeitam as decisões do Judiciário. Por que o julgamento do Lula se transformou em todo esse espetáculo circense? Lula não está acima da lei e nem é melhor do que ninguém.

Um elemento que enriqueceu só vivendo da política, já é o bastante para não ter credibilidade. Veja, a Justiça bloqueou cerca de 9 milhões de reais de Lula, aplicados em BrasilPrev, por suspeita de origens ilícitas. Qual o trabalhador honesto que consegue poupar na vida tal quantia?

Sobre o tríplex. No país há milhares de imóveis não registrados em nome de seus proprietários (Registro de Imóvel), por razões as mais diversas, inclusive para esconder o nome do verdadeiro titular. Acordos de gaveta e outros especiosidades, no ramo imobiliário, não é novidade. Lula é muito esperto na tentativa de enganar incautos.

Léo Pinheiro/OAS  declarou ao juiz Sérgio Moro que  Lula era o proprietário oculto do tríplex no Guarujá e que reformou o imóvel a pedido dele e de sua falecida esposa. Mas Lula, na maior cara de pau, disse ao juiz Sérgio Moro que não sabia da reforma no tríplex.

Portanto,  a confirmação da condenação de Lula por unanimidade é um aviso de que ninguém está acima da lei.

Júlio César Cardoso

Bacharel em Direito e Servidor federal aposentado

Balneário Camboriú/SC

Fonte: 010 - Julio Cardoso/NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias