TOSSE - Por Max Diniz Cruzeiro - News Rondônia A tosse é uma irritação crônica, - breve, moderada, ou severa - desencadeada sobre a laringe e faringe que impele a propulsão de ondas de ar na forma de desencontros vocálicos, percebidos como ruídos gerando sensação de sufocamento, engasgo e aflição das cordas vocálicas.

Porto Velho,

Sexta-Feira , 19 de Agosto de 2016 - 08:53 - Colaboradores


 


TOSSE - Por Max Diniz Cruzeiro

A tosse é uma irritação crônica, - breve, moderada, ou severa - desencadeada sobre a laringe e faringe que impele a propulsão de ondas de ar na forma de desencontros vocálicos, percebidos como ruídos gerando sensação de sufocamento, engasgo e aflição das cordas vocálicas.

ImprimirImprimir página

A tosse é uma irritação crônica, - breve, moderada, ou severa - desencadeada sobre a laringe e faringe que impele a propulsão de ondas de ar na forma de desencontros vocálicos, percebidos como ruídos gerando sensação de sufocamento, engasgo e aflição das cordas vocálicas.

A irritação pode ser provocada por elemento corrosivo, patológico, problemas nas cordas vocálicas, inflamação gástrica, água ou líquido, comida, secreções, remédios, material não alimentar ingerido, lembrança de momento aflitivo, ou, penetração de objeto erógeno ou sexual na boca.

Uma tosse pode também surgir de fundo emocional, quando associada com determinada situação de elevada significância para um indivíduo, e isto provocar um movimento histérico que faça a pessoa sentir involuntariamente vontade de expelir algo imaginário gerador de aflição e engasgamento.

A tosse geralmente é precedida por variação de temperatura no interior da garganta, causando um certo colapso, estranheza e necessidade de provocar movimentos guturais de alívio à tensão local.

A irritação que se forma é suficiente para promover refluxos de movimentos excitatórios que projetam e excretam os elementos que estejam sobre a laringe ou faringe para o exterior da boca.

Quanto mais irritada uma garganta maior a probabilidade de um dos sintomas a emergir ser a tosse.

Geralmente as pessoas que enfrentam um momento de desencadeamento de tosse, buscam refresco através de menta, descongestionantes, e bebidas quentes como chás ou medicamentos como xaropes específicos que geram alívio e frescor.

A tosse é considerada crônica porque seu aparecimento é cíclico, e raramente ocorre apenas em uma única emissão, sendo uma sequência encadeada de excitações onde o problema irrompe até que o agente causador da fissura seja controlado.

Quando a tosse é muito prolongada sua reincidência pode afetar as cordas vocálicas, dando a sensação de voz grave para a pessoa adoentada. A persistência do problema pode gerar calos nas cordas vocálicas, sendo a maior parte do aconselhamento médico o repouso seguido de pouca interferência sobre o ato de falar, permanecendo o doente sem emissão de voz para que o calo vocálico não se fortaleça e provoque alterações significativas na voz ou interrupção total do fluxo da fala.

Encontrar a fonte de irritação é o objeto de investigação médica, para devolver a saúde ao paciente. Conforme o caso tratamentos diversos devem ser oferecidos ao paciente para que ele volte ao seu estado de equilíbrio orgânico.

Cuidados preventivos como uso de cachecóis, ingestão moderada de conteúdos adversos a temperatura ambiente e corpórea, o controle da ingestão de forma a evitar refluxos, a ingestão de medicamentos no caso de resfriados, gripes, alergias e viroses; o controle da intensidade da fala para evitar fissuras que venham a atrapalhar o desempenho vocálico e prevenir calos nas cordas vocálicas, a diminuição do risco de sufocamento pela ingestão de objetos que podem provocar engasgamento e consequente perigo de morte, são algumas soluções que podem ser observadas no dia a dia a fim de que a gestão diária do viver iniba os riscos inerentes à queda da vitalidade ou saúde.

Geralmente momentos antes e depois do sintoma de tosse, a região do pescoço sofre um leve aquecimento, que destoa da temperatura padrão do organismo humano, principalmente se a causa for viral.

No primeiro sintoma de aquecimento além da temperatura normal, é aconselhável que o indivíduo procure um mecanismo de correção que tenha hábito, como chás, vitamina C, e outros elementos vitamínicos, procurar ficar longe de brisas, ar condicionados, este último quando não possível é recomendado o uso de agasalhos que protejam bem o corpo, evitar ingestão alternada de elementos frios e quentes em espaços bem curto de tempo, evitando o choque térmico.

A tosse também é muito frequente quando a pessoa inala a poeira que levanta das primeiras gotas de chuva principalmente quando se muda a estação do ano. Neste caso é conveniente adotar as precauções de agasalho e ingestão de vitamínicos descritos anteriormente.

A pessoa deve ter em mente que ela não deve se isolar perante o ambiente, principalmente quando este muda, mas estar convicta que ela pode sentir variações controladas deste ambiente, para ir se adaptando à variação de temperatura e umidade, e não estar sujeita as intempéries de bruscas variações de intensidade ao longo de um dia, para este último caso é sempre conveniente que se esteja mais ou menos preparada, a fim de dar tempo para que o sistema imunológico venha a se adaptar dentro de sua velocidade para a preservação da homeostase orgânica. Não existe uma regra absoluta, como por exemplo “jamais colocar os pês no chão descalço”, mas é sempre recomendável buscar um contato com o ambiente no qual está inserido, isto fortalece as defesas do indivíduo para que ele não fique fraco e desprevenido para as primeiras variações de mudança das estações.

O certo, portanto, é evoluir junto com o ambiente à medida que ele se transforma. A tosse é um bom indicador inicial de que alguma coisa não está bem. Então, diante de posse das informações sobre a ocupação diária de uma pessoa, ela é a melhor indicada para saber a priori qual o fator está desencadeando tal sensação desagradável, e em caso de persistência dos sintomas e surgimento de outros, ser sensata o bastante para procurar auxílio profissional, de preferência um médico, que dê encaminhamento para se sanar o problema a ser identificado. O sensato é parar certos momentos para se perceber, e se conhecendo identificar os fatores de influência e risco para a gestão de uma vida saudável

NOTICIAS RELACIONADAS

Fonte: Max Diniz Cruzeiro

Comentários do Facebook

Veja Também

Publicidade

  • Http://www.Auto-doc.pt