Domingo, 15 de Julho de 2018 - 17:42 (Polícia)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

SUSPEITO DE ESQUARTEJAR PROFESSOR DA FIMCA É ENCONTRADO CAÍDO AO LADO DE RIACHO E DIZ NÃO SABER O QUE ACONTECEU

O professor foi brutalmente assassinado e teve o corpo esquartejado em sua própria residência, em um condomínio no Bairro Planalto.


Imprimir página

Porto Velho, RO - Cesar L. S., 30 anos, suspeito de ter participação, seja ela direta ou indireta, na morte e esquartejamento do professor Elessandro Milan, foi encontrado neste domingo (15), ao lado de um riacho localizado na Avenida Mamoré com Rua Gregório Alegre, Bairro Aponiã. O professor foi brutalmente assassinado e teve o corpo esquartejado em sua própria residência, em um condomínio no Bairro Planalto.

Conforme apurado, uma testemunha passava pelo local e ouviu pedidos de socorros vindos do riacho. Ao ir ver do que se tratava, a pessoa localizou o Cesar caído ao lado do riacho, com a cabeça quase dentro da água. Rapidamente a Polícia Militar e uma equipe de socorristas do Corpo de Bombeiros foram ao local atender a ocorrência. 

A vítima reclamava de fortes dores pelo corpo e, disse que ontem estava na companhia de quatro mulheres, ingerindo bebidas alcoólicas e, ao acordar, já estava a beira do riacho. Ele afirmou aos policiais não se lembrar do que havia ocorrido. Ele foi socorrido e encaminhado para o Hospital.

No dia 16 de maio deste ano, Cesar foi preso em cumprimento de mandado de prisão temporária, suspeito da morte do professor.  Conforme o delegado Sandro Moura, Cesar entrou em contato com uma familiar do professor e recomendou que a família deixasse o caso pra lá, senão ficaria ruim para a família. Não se sabe se ele teve participação direta ou indireta no crime, pois Cesar nega ter cometido o crime.

Fonte: NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias