Quarta-Feira, 16 de Maio de 2018 - 18:12 (Artigos)

L
LIVRE

SEUS PAIS NÃO PODEM ESCOLHER POR VOCÊ – POR FLAVIO MELO RIBEIRO

Só a própria pessoa pode escolher o que fazer e isso gera um mal estar, uma angústia. Além disso, há uma pressão muito forte.


Imprimir página

Toda escolha implica certa solidão. Só a própria pessoa pode escolher o que fazer e isso gera um mal estar, uma angústia. Além disso, há uma pressão muito forte. Por isso a importância de se envolver com pessoas que possam lhe orientar. Geralmente, na fase em que se escolhe a profissão, a família está mais próxima e pode-se conversar com os pais para ouvir a voz da experiência. Por outro lado, o filho nem sempre está aberto a conversar com os pais de forma madura, vendo com objetividade seu futuro e as possibilidades que tem para se desenvolver profissionalmente. Isso dificulta a conversa. Outro problema, são os pais que não possuem maturidade para escutar os desejos dos filhos e apoiar seus projetos; no pior dos casos já idealizaram a sua vida e querem escolher por ele.

O que fazer? Se o filho considera importante o apoio dos pais para cursar uma faculdade é importante conversar com eles e expor suas dúvidas, desejos e sonhos, além de escutar as suas respectivas opiniões. Sempre é bom lembrar que os pais já foram adolescentes, já tiveram dúvidas e de alguma forma as ultrapassaram, acumulando uma bagagem recheada de vivências. A conversa é importante tanto para que os pais esclareçam as dúvidas do filho, como para que o filho exponha o que gostaria de fazer profissionalmente.

Muitas vezes a verdadeira preocupação dos pais é com o retorno financeiro que determinada carreira possa dar ao filho, visto que eles desejam que seu amado tenha independência financeira e uma vida satisfatória. Mas o importante é escolher uma profissão que realmente consiga se realizar e que goste de atuar diariamente. O retorno financeiro pode vir de qualquerofício, pois esse aspecto está ligado a maneira como a pessoa se posiciona no mercado de trabalho.

É fundamental que o interessado escolha sua própria profissão e não seus pais, mas que fique claro que junto com essa escolha está a responsabilidade de construir-se enquanto profissional, desde o momento em que ingressa num curso. Estar em uma faculdade vai além de estudar para provas e trabalho, implica saber como é ser o profissional que deseja e perceber o que lhe falta para alcançar. Lembrando, só você pode escolher que profissional quer ser.

Fonte: 015 - Flavio Melo Ribeiro / NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias