Quinta-Feira, 13 de Setembro de 2018 - 13:44 (Eleições 2018)

L
LIVRE

SÉRIE 'PLANO DE GOVERNO'; CONHEÇA AS PROPOSTAS DO CORONEL CHARLON

Vale lembrar que os planos de governo estão disponíveis no Sistema de Candidaturas e Contas Eleitorais (DivulgaCand2018) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e todos os documentos pautam a nossa série.


Imprimir página

News Rondônia continua divulgando as propostas dos candidatos ao Governo de Rondônia. Mediante sorteio realizado por nossa editoria, as nove chapas terão seus espaços garantidos. A ordem do sorteio ficou assim definida: Vinícius Miguel (Rede), Comendador Valciclei Queroz (PMB), Maurão de Carvalho (MDB), Pedro Nazareno (PSTU), Acir Gurgacz (PDT), Coronel Marcos Rocha (PSL), Pimenta de Rondônia (PSOL), Coronel Charlon (PRTB) e Expedito Júnior (PSDB).

Vale lembrar que os planos de governo estão disponíveis no Sistema de Candidaturas e Contas Eleitorais (DivulgaCand2018) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e todos os documentos pautam a nossa série.

Conheça, hoje (13), o plano de governo do Coronel Charlon (PRTB). O documento possui 28 páginas. Nele, o candidato faz apenas abordagens sobre tópicos sem dizer quais são as suas propostas e como vai às executar. Entre os nove planos, apenas de Charlon possui essa característica. Ele comenta sobre “Cidadão e Contribuinte, Combate à Corrupção, Combate à Criminalidade, Saúde Para Todos, Educação Profissional, Governança Pública e Desenvolvimento Econômico”.

“Conquistado o Governo pelo voto democrático, vamos formar uma equipe técnica altamente comprometida com nossos valores primários como a liberdade, o direito, a democracia, mas também a governança, a seriedade, a austeridade, o profissionalismo na condução da coisa pública. Vamos definir projetos, programas e metas”, justifica o documento.

Reconectar Estado e Governo, reinserir as pessoas, as famílias, cidadãos e contribuintes nas prioridades do Governo. As decisões serão tomadas neste diapasão, de forma a tornar as prioridades, projetos, programas e processos, um amálgama consistente e com resultados mensuráveis de geração de bem-estar. E bem-estar proporcionado pelo Governo significa a oferta de segurança, conforto, paz social, movidos por uma economia dinâmica, atrativa, sem travas e cujo foco essencial é promover o desenvolvimento.

Travar uma guerra sem trégua contra o crime em todas as suas vertentes, desde furtos e latrocínios, homicídios, estupros, tráfico de drogas, roubo de cargas e veículos, formação de quadrilha e organização criminosa. O aparato de Segurança e Justiça do Estado vai atuar de modo integrado com as forças do Governo Federal em todos os níveis. A prioridade será a investigação, a inteligência, mas as ações preventivas e ostensivas serão aceleradas para a contenção da criminalidade.

A proteção à pessoa e ao patrimônio será um imperativo do nosso Governo em todas as suas dimensões. Desde a vigilância nas escolas, às rondas ostensivas da rua ao quarteirão, do bairro à cidade, das casas aos sítios e fazendas, das vias às rodovias. O combate ao crime e à criminalidade será um processo diuturno. Isto exige não apenas inteligência, mas notável esforço do Governo para completar quadros nas Polícias Civil e Militar, treinar, equipar e colocar em marcha projetos e programas para a Segurança Pública.

Priorizar aquilo que já deveria estar pronto e funcionando, como os dois hospitais de urgência e emergência paralisados por corrupção, os HEURO de Porto Velho e de Ariquemes. As UPAs, de competência dos municípios, terão forte apoio técnico e operacional do Governo para melhorar substancialmente o atendimento e, a

partir de metas de desempenho ajustadas com as prefeituras, receberão verbas suplementares por convênio ou como determinar a legalidade. A assistência de alta complexidade será tratada como prioridade para evitar a ampliação de danos permanentes e proporcionar a recuperação física e produtiva do cidadão, cujos custos de imobilidade e incapacidade são muito maiores que sua recuperação.

Criar uma rede integrada ao ensino médio com jornada integral, destinada a quem já tenha concluído o ensino fundamental, de modo a conduzir o aluno à habilitação profissional técnica de nível médio. Também serão oferecidos cursos profissionalizantes e tecnológicos àqueles que já tenham concluído o ensino médio; Implantar novas unidades de Colégio Militar, mas de modo rigorosamente seletivo e de acordo com as diretrizes que vamos definir no Governo, pois há questões de ordem legal, de gestão e administração e certamente vamos mobilizar nossa Polícia Militar para nos auxiliar nesta missão.

Implantação da Governança Pública no Governo será um imperativo da gestão.Toda a hierarquia de topo será imediatamente treinada e submetida aos rigores da Governança Pública, para que o exemplo venha de cima e possa dotar de instrumentos, ferramentas e competências todas as estruturas de Governo.

Desburocratização para o contribuinte, o investimento intensivo na Agricultura Familiar e de Pequeno Porte voltada para a produção de alimentos, e a efetiva estruturação das cadeias produtivas entre produtores integrados e integradores, hoje inexistente; Privilegiar os pequenos empreendedores, estimulando de forma intensiva a agroindústria e projetos de agregação de valor; Gerar milhares de novos postos de trabalho e estimular a criação de novos empreendimentos no campo e na cidade.

Fonte: NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias