Sexta-Feira, 25 de Agosto de 2017 - 15:23 (Pecuaria)

L
LIVRE

SEMINÁRIO EM PORTO VELHO VAI DISCUTIR ESTRATÉGIAS DE CONTROLE PARA A CIGARRINHA-DAS-PASTAGENS

Como principal medida à infestação da cigarrinha, os técnicos recomendam a utilização de capins resistentes ao inseto, dentro de um manejo integrado de pragas, que contempla ainda os controles cultural, químico e biológico.


Imprimir página

Produtores rurais, técnicos e pesquisadores de empresas de pesquisa, fomento e extensão, como a Embrapa; a Secretaria de Estado da Agricultura e a Empresa Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO), em parceria com a Agência Idaron, Faperon, e apoio da  Arysta LifeScience, APPRO e Agromotores, realizam no próximo dia 31 de agosto o Seminário Estadual de Controle da Cigarrinha-das-Pastagens, uma praga que ameaça as pastagens em toda a América Tropical e que pode reduzir, consideravelmente, a produção de matéria seca de pasto, trazendo prejuízos para a agropecuária.

Como principal medida à infestação da cigarrinha, os técnicos recomendam a utilização de capins resistentes ao inseto, dentro de um manejo integrado de pragas, que contempla ainda os controles cultural, químico e biológico.

O seminário, que vai ocorrer no auditório da Embrapa Rondônia, em Porto Velho, terá abertura às 9h do dia 31 de agosto, com a palestra sobre a visão e experiência dos produtores, que será proferida pelo presidente da Associação dos Produtores Rurais de Rondônia (APPRO), Homero Cambraia. O secretário de Estado da Agricultura, Evandro Padovani, acha que a iniciativa vai trazer um resultado importante para o controle dessa praga que interfere na qualidade das pastagens.

Em seguida, o engenheiro agrônomo César Augusto Domingues Teixeira, doutor em Entomologia e pesquisador da Embrapa-RO, fará a palestra sobre a descrição do inseto; o ciclo biológico das pastagens; danos; manejo integrado; e integração de medidas para eficiência dos controles biológico e químico.

As novas tecnologias e seus avanços no manejo de pastagem e da pecuária serão abordadas pelo engenheiro agrônomo especialista em Nutrição de Plantas, Jorge Luiz Tame Júnior, representante da Arysta LifeScience.

O engenheiro agrônomo Augusto Fernandes Neto, Fiscal Estadual Agropecuário da Idaron, abordará sobre a qualidade sanitária de sementes forrageiras e a produção de sementes e Fiscalização, de acordo com a Legislação do Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem), será tratada pelo engenheiro agrônomo Luís Augusto Cuglieri Ferreira, do Ministério da Agricultura.

Fonte: 010 - SECOM/GOV-RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias