Quarta-Feira, 04 de Setembro de 2013 - 10:01 (Colaboradores)

SEM O FANTASMA DE OSWALDO PIANA, OUTRA VEZ, PODE CHOVER DÓLARES EM RONDÔNIA

Garrotear governos, secretarias estratégicas [Saúde, Educação, Segurança, Administração, Sedam, Sedes, Casa Civil e outras] é uma prática recorrente.


Imprimir página

GUAYARAMERÍN, Beni, Bolívia – Tentando amaciar a crise entre o Governo e os deputados opositores, o mandatário Confúcio Aires Moura [PMDB], nesta terça-feira tentou se dá bem com aliados e a opinião pública ao fundir secretarias, reduzir salários, demitir comissionados e, outra vez, anunciar otimização de recursos.

A crise entre os poderes [Palácio Presidente Vargas e Assembléia Legislativa] não é de hoje. Envolve desde as décadas de 80 e início do novo século, ‘pecadões e pecadilhos’ atribuídos a deputados, empresários e aliados de ultima hora dos mandatários rondonienses.

Disposto a dar respostas plausíveis à sociedade, Confúcio Moura, depois de sucessivos ‘blecautes políticos’, na opinião de velhos caciques da mesma linhagem do falecido Isaac Benesby, ‘não basta demissões, cortes salariais e o controle dos CDS dos níveis 15 a 21, só faltava essa’.

GANHOU ELEIÇÃO, MAS ALIANÇAS SÃO FRÁGEIS - Parte desses aliados, alijados do Governo da Cooperação, ‘dr. Confúcio precisa cortar na própria carne e se não o fizer, pode não está em condições de vencer no 1º turno’. Ele derrotou Cassol, deu loas a Expedito Júnior e deixou escapar aliados petistas do arco de aliança.

- Tudo que anunciou, pode ser que pretendeu anunciar, na verdade, uma pregação à própria vitória já no primeiro turno porque parte de adversários potenciais estariam fora do páreo com problemas com a Polícia do Estado e com a Justiça’, acreditam as fontes.

CABIDE PARTIDÁRIO - De Vilhena a Guajará-Mirim, passando pela Capital Porto Velho, sabe-se, no entanto, que ‘apenas aliados do primeiro escalão são privilegiados’, denunciam. Nessas cidades, a arrecadação encurtou investimentos e a industrialização anunciada gorou, a exemplo do não fortalecimento da Zona de Processamento de Exportação [ZPE] de Guajará-Mirim.

Com isso, o Estado ainda está sem o cash que precisa para alavancar projetos de desenvolvimento estratégico e de base dos produtos do agronegócio bovino, madeireiro e agora, da cadeia mineral desafetada ao longo do Rio Madeira e região.

A corda se rompeu, outra vez, apenas no lombo do baixo clero do funcionalismo barnabé, atestam as mesmas fontes.

OURO NÃO É PRIORIDADE DE CONFÚCIO - Carne, madeira, cereais e resíduos de subprodutos do agronegócio bovino e pecuário, como nos governos de José de Abreu Bianco [Ex-PFL], sempre liderou o ranking das prioridades em detrimento do potencial mineral. Esse segmento, segundo economistas binacionais, ‘pode ajudar a tirar o Governo do vermelho, como já ocorreu antes e durante a criação do Estado’.

Sobre, a chegada de Gilvan Ramos à secretaria de Finanças [SEFIN], pode ajudar a fortalecer o órgão fiscalizador do Estado, afirmam analistas consultados nos dois lados da fronteira Brasil e Bolívia.

A cifra pode ser checada através de planilhas a ser revisadas nos Relatórios Anuais de Lavra [RAL] do DNPM [Departamento Nacional de Mineração], presidido em Rondônia pelo geólogo Deolindo de Carvalho Neto. Neles, as cooperativas COOGARIMA, MINACOOP e COOGAM, podem não ter revelado o valor real da produção de ouro.

REAVER O QUINTO DO OURO - Do imposto supostamente sonegado – e se cobrado - o Estado pode superar a economia anunciada pelo mandatário do vizinho Estado brasileiro. Os 25 ou 50 milhões anuais previstos pela Secretaria de Planejamento e Orçamento, o ouro extraído dois rios Mamoré-Guaporé, Mutum-Paraná e além de Belmont, ao longo do Rio Madeira, pode ajudar a alavancar a economia rondoniense.

Xico Nery é Produtor Executivo de Rádio, Jornal, TV, Repórter Fotográfico e CONTATO de Agências de Notícias nas Amazônias, Países Andinos e Bolivarianos.

Fonte: Xico Nery

Noticias relacionadas

  • 06.06.2017 21:36
    CASSAÇÃO DA CHAPA DILMA-TEMER: EU NÃO ACREDITO
  • 05.06.2017 13:43
    EU NÃO ME CANSO DE FALAR!!! - POR ZECCA PAIM
  • 03.06.2017 13:31
    COLUNA SOCIAL MARISA LINHARES: FACIMED
  • 02.06.2017 16:50
    CHEGOU O QUE VOCÊ ESPERAVA N-CONTROL AMANSA O VÍRUS DA MANCHA BRANCA
  • 02.06.2017 11:38
    ZEQUINHA É RECEBIDO POR TITULAR DA SEMES E DISCUTEM AÇÕES AFIRMATIVAS ÀS PERIFERIAS DA CAPITAL
  • Comentários

    Veja também

    Outras notícias + mais notícias

    Http://www.Auto-doc.pt