Terça-Feira, 03 de Julho de 2018 - 15:39 (Educação)

L
LIVRE

SEDUC ABRE NOVA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA A GESTORES ESCOLARES COM META DE MELHORAR O IDEB

Formação continuada beneficiou 4800 profissionais da educação em 2017


Imprimir página

Por meio do Ensino a Distância (EAD), a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) abriu novo curso de formação continuada a mais 1135 gestores e coordenadores pedagógicos, na sexta-feira (29), no auditório da Coordenadoria Regional de Educação de Ji-Paraná (CRE-Ji-Paraná). No evento, o governador Daniel Pereira cobrou resultados nas gestões escolares e ordenou que o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) seja melhorado.

A formação continuada é uma metodologia avançada de ensino a distância e será aplicada em nove polos da Seduc. O sistema educacional ocorre por uma parceria firmada com a Fundação Telefônica Vivo sem custos para o governo estadual. O acesso dos gestores é gratuito e os cursos são certificados por universidade reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

“Essa parceria é importante porque a qualificação profissional é uma das metas da Seduc”, declarou a secretária estadual de Educação, Angélica Aires. Em 2017, esse modelo de EAD beneficiou 4800 profissionais da educação rondoniense. A secretária Angélica Aires anunciou a contratação de mais profissionais remanescentes do último concurso da Seduc.

Para o governador Daniel Pereira a qualidade do sistema educacional em Rondônia ainda diverge por regiões. Ele entende que o problema pode estar na gestão escolar.

“Vocês são os gerentes e precisam se atentar para essa problemática. A formação continuada é um caminho válido para busca de melhorias”, disse o governador, emendando “temos escolas com nota 7,9 no IDEB, mas temos escolas com nota 3. É inadmissível isso, quando as escolas recebem investimentos iguais, servidores recebem em dia e o ensino dos alunos não correspondem. Precisamos melhorar esses índices”.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias