Segunda-Feira, 14 de Maio de 2018 - 14:09 (Turismo)

L
LIVRE

SEBRAE INCENTIVA TURISMO E ABRAÇA PROJETO ‘PORTO VELHO SPORT FISHING’

Vinte pescadores concluíram curso de condutores de pesca esportiva e vão atuar profissionalmente na região.


Imprimir página

Dizer que em Porto Velho, a capital de Rondônia os rios estão pra peixe não é um exagero, são mais de 800 espécies catalogadas, a maior ictiofauna biogeográfica do planeta. Daí surgiu à ideia de um projeto para valorizar esse potencial e o primeiro passo, ou melhor, o primeiro arranque já foi dado, cerca de 20 pescadores realizaram o curso de condutor de pesca esportiva que teve duração de 30 horas.A cerimônia de entrega dos certificados do curso que faz parte do Projeto Porto Velho Sport Fishing aconteceu na tarde dessa sexta feira (11) no pátio do Porto Organizado, as margens do rio madeira.

Compareceram ao evento representantes do Sebrae em Rondônia, Governo do Estado através da Superintendência Estadual de Turismo, Fecomércio (Federação do Comercio de Rondônia), Conetur (Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade do Estado de Rondônia), Assembleia Legislativa (ALE) Prefeitura de Porto Velho por meio da Semdestur (Secretaria Municipal de Turismo),Sindber (Sindicado das Distribuidoras de Bebidas) e Senac (Serviço Nacional do Comércio). Juntos deram inicio ao projeto que tem por objetivo tornar Porto Velho a capital nacional da pesca esportiva.

“É um celeiro que a gente precisa potencializar e fazer desenvolver, para isso nada melhor do que termos uma integração institucional, foi um alinhamento perfeito para o plano de desenvolvimento do turismo de Porto Velho. E aqui é uma capital rica em peixes também em potencial, trazendo pescadores para nossa região não só do Brasil, mas de outras regiões do mundo e é com essa finalidade que nos do Sebrae estamos promovendo e incentivando que Porto Velho é a capital nacional da pesca esportiva”, afirmaSamuel Almeida – Diretor Técnico do Sebrae em Rondônia.

Para o Prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves a capital está pronta para receber os turistas. “Foi realizado uma pesquisa juntamente com o Sebrae onde foi apontado essa modalidade, a pesca esportiva como sendo um grande potencial para que o turismo da região cresce, pois temos muitas belezas naturais, muitos rios e eu acredito que a capital  esta preparada para atrair turistas do interior do estado de Rondônia, do Brasil e até de outros países”, disse.

“A ideia surgiu de alguns empresários do ramo da pesca, liderado pelo Cláudio do Bingool Club, procuraram a Fecomércio vendo a potencialidade de Porto Velho se tornar a capital da pesca devido a variedade de espécies que temos de peixes, então prontamente a federação buscou parcerias, primeiramente o Sebrae que é a entidade especializada na formação de empreendedores e com isso nos fomos agregando Governo do Estado, Assembleia Legislativa, prefeitura de Porto Velho entre outros e hoje estamos aqui dando os primeiros certificados a esses pescadores que agora estão preparados para atender esse turista da pesca esportiva”, conclui Raniery Araújo Coelho, presidente da Fecomércio de Rondônia.

Cláudio Hikague é empresário do ramo náutico na capital e é um dos idealizados do projeto. “Nos temos o rio madeira a nosso favor, nos temos uma cidade com infraestrutura, aeroportuária, hotéis, restaurantes e por que não trazer o turista para explorar, então idealizamos a pesca esportiva. Trouxe um profissional da área, Nelson Nakamura que hoje esta aqui nos prestigiando, para dar uma opinião franca sobre a viabilidade do projeto e ele aprovou, então começamos a procurar autoridades no setor e estou vendo esse sonho se concretizando , isso me enche de orgulho”, afirma.

Nelson Nakamura é um dos pescadores mais influentes do Brasil. O especialista conhece bem o potencial da nossa região. “Além do potencial, Porto Velho tem uma grande vantagem, as muitas espécies que podemos encontrar nos rios da região. Para quem quer pescar peixes de couro é só jogar a anzol bem na frente da cidade, para quem gosta de um tucunaré ou jatuarana vai sentido lago de Samuel, cutia que ficam bem próximo, ou seja, a pessoa vai pela manhã, volta a tarde e faz uma excelente pescaria”, falou entusiamado.

Paulo é um dos 20 pescadores que agora é condutor de pesca esportiva credenciado. “Nasci e me criei na beira desse rio e esse sempre foi meu sonho, poder levar meus conhecimentos de forma profissional a quem também é amante da pesca assim como eu. Eu abracei essa ideia porque o turismo hoje desenvolve renda e nos temos um ecossistema muito favorável para esse esporte. Hoje o rio madeira sendo um dos principais afluentes do Brasil com maior biodiversidade de peixes do mundo, então foi uma forma boa que tiveram de se explorar o temos em abundância que são peixes e belezas naturais”, concluiu Paulo Robson, condutor de pesca esportiva.

Para mais informações sobre a atuação do Sebrae, acesse o site www.sebrae.ro, ou ligue gratuitamente para 0800 570 0800. Você também pode acessar o Sebrae pelo número de WhatsApp (69) 98130 5656, ou pelas plataformas Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e YouTube no perfil Sebrae RO.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias