Quarta-Feira, 15 de Agosto de 2018 - 16:36 (Curiosidades)

L
LIVRE

SAIBA QUAIS SÃO OS CINCO MAIORES MARCADORES DO ENVELHECIMENTO DA PELE

Muitos deles fazem parte da sua rotina


Imprimir página

Definitivamente, a exposição solar sem fotoproteção é o mais importante agressor da pele, pois leva a um dano cumulativo relacionado com mudança nas bases do DNA, com consequente fotoenvelhecimento precoce, inflamação, melasma e um aumento do risco de cancerização, segundo a dermatologista Dra. Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

“O filtro deve ter proteção eficiente contra as radiações UVA e UVB, mas também deve proteger da luz visível e da Infrared – o filtro precisa fornecer uma proteção de amplo espectro”, explica a médica. Mas ele não é o único agressor da pele.

Muita coisa também influencia na saúde cutânea e a médica explica, na galeria abaixo:

Fumo - - A nicotina reduz o fluxo sanguíneo para pele, o que significa que a pele não consegue obter oxigênio e nutrientes suficientes. “E as substâncias químicas do tabaco prejudicam as proteínas de colágeno e elastina que dão estrutura à pele. A pele do fumante é fina, sem brilho, mais enrugada e com menos capacidade de cicatrização”, explica. Além disso, o hábito de franzir os lábios para segurar um cigarro ou apertar os olhos para evitar a fumaça podem aprofundar as linhas e levar a mais rugas nessas áreas. Embora os antioxidantes como a vitamina A e C possam aliviar algum dos danos, a única correção segura é parar de fumar.

Privação de sono - - Muito além das olheiras, a falta de sono envelhece a pele ao diminuir a defesa antioxidante natural. “Dormir pouco frequentemente diminui todo o metabolismo do ciclo circadiano e compromete a capacidade de reparo e regeneração celular, que ocorre no período noturno.” Dormir bem é essencial para produção de diversos hormônios que funcionam como uma defesa antioxidante natural contra os radicais livres, que causam envelhecimento cutâneo, segundo a médica. “No nosso corpo, o tempo todo os mecanismos de reparo não cessam, mas durante o sono noturno, eles são mais eficientes, pois a frequência cardíaca, a secreção do cortisol e a adrenalina diminuem. Então o organismo trabalha de forma mais amena e a reparação, o anabolismo muscular e a síntese de colágeno são maiores durante a noite. A falta de sono afeta a produção natural de melatonina, Glutationa, Superoxido Dismutase e Catalase, sendo que todos eles fazem parte da defesa antirradical primária do nosso organismo”, diz a médica.

Outro ponto importante com relação ao sono diz respeito à posição de dormir: “o fato de dormir com o rosto virado 100% para o travesseiro, ou sempre de um dos lados, vai formando rugas de dinâmica importantes, e que muitas vezes nos faz envelhecer mais assimetricamente com demarcações mais profundas dos sulcos, das linhas e das rugas. E o ideal é dormir sempre de barriga para cima ou de lado. Essas são as recomendações de forma geral”, diz. A médica diz que uma importante estratégia, além de dormir o período ideal, entre 7 e 9 horas, é cuidar bem da pele antes de dormir, de preferência utilizando substâncias que vão potencializar a ação de reparo e regeneração celular. “Antioxidantes como Vitamina C, Vitamina E, resveratrol, picnogenol, luteína e ômegas 3 e 6 podem ser usados sempre após limpeza e tonificação da pele.”

Não lavar o rosto antes de dormir - - Depois de um longo dia às vezes temos preguiça de retirar a maquiagem e lavar a face porém o acúmulo da sujeira, óleo e poluição, além da maquiagem, pode levar a inflamações e envelhecimento. “O ideal é usar um cleanser suave com hidratantes leves à base de óleos vegetais para manter a pele tratada e além disso usar cremes antienvelhecimento um pouco mais potentes à noite. Porém se você não consegue nem chegar à pia para lavar o rosto, você pode lançar mão de lenços faciais que vão remover a maquiagem com facilidade, de forma muito mais rápida e prática”, diz.

Tomar banhos longos e muito quentes - - Chuveiros muito quentes podem melhorar as dores musculares e o mau humor, porém eles vão deixar sua pele ressecada e descamando. “Água quente remove a umidade e a gordura natural da pele, deixando-a vermelha e com coceira. Se sua pele já for ressecada pode agravar ainda mais as condições como dermatite atópica ou rosácea e, se piorar a coceira, pode levar a um risco de infecção. Para um banho saudável, tome um banho rápido com água morna que não deixe todo o banheiro embaçado ou com espelho embaçado (nesse caso provavelmente a água está muito quente). Aplique uma loção hidratante durante o banho ou após o banho e use pouco sabonete, de preferência líquido”, finaliza a médica.

 

 

Fonte: 010 - noticiasaominuto

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias