Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2015 - 12:01 (Pecuaria)

RONDÔNIA PRODUZIRÁ MAIS DE 500 MIL TONELADAS DE CARNE BOVINA EM 2015

O Estado hoje é o oitavo maior produtor de carne bovina do País, tendo superado estados com tradição no setor, como o Rio Grande do Sul, segundo dados do Instituto Brasileiro e Geografia de Estatística (IBGE), e este ano (2015) deverá produzir nada menos de 561 mil toneladas de carne para abastecer o mercado interno e externo


Imprimir página

Com estimativa até o final de 2015 de 13,2 milhões de cabeças bovinas no pasto, Rondônia vai abater este ano cerca de 2,1 milhões de seu rebanho, segundo previsão da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), e com projeção contínua de crescimento estimulada com a abertura das exportações da carne “in natura” para os Estados Unidos.

O Estado hoje é o oitavo maior produtor de carne bovina do País, tendo superado estados com tradição no setor, como o Rio Grande do Sul, segundo dados do Instituto Brasileiro e Geografia de Estatística (IBGE), e este ano (2015) deverá produzir nada menos de 561 mil toneladas de carne para abastecer o mercado interno e externo, eis que ampliada as relações do mercado exportador que tem na pauta países como Venezuela, Rússia, Hong Kong, Irã, Palestina, Israel e agora Estados Unidos.

A explicação para este fenômeno, além dos incentivos proporcionados pelo Governo, que vão do apoio para instalação de frigoríficos até a distribuição de calcário, está, segundo o titular da Seagri, Evandro Padovani, no caráter empreendedor e corajoso do pecuarista rondoniense, que desafia as intempéries e investe em melhoria e tecnologia de ponta, especialmente no melhoramento genético do rebanho e em técnicas de manejo.

O secretário confirmou a tendência de crescimento, observando que esses números não são maiores porque o Estado ainda se recupera da experiência que sofreu em meados da década passada, marcado pelo abate em larga escala de suas matrizes e de grande plantel de novilhas em fase de reprodução.

Mesmo apontando a tendência de crescimento, Padovani não fez projeções concretas para o futuro, mas apresentou dados de sua pasta que apontam para essa trajetória. Ele citou os números de 2014, demonstrando que no período Rondônia tinha um plantel de 12.750.619 cabeças de gado, um crescimento, segundo ele, de aproximadamente meio milhão de cabeças sobre o ano de 2013, conforme dados finalizados pela Agência de Defesa Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron).

A pauta de exportações de Rondônia se ampara na carne e soja, seus principais produtos, que representam 90% de tudo que é exportado. Esclareça-se que a carne, com seus subprodutos ou derivados – miúdos, couro, tripa, bucho, etc – domina 47% do mercador exportador, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, o que lhe garante o primeiro lugar na geração de divisa para a balança comercial do Estado de Rondônia, com o registro de mais de US$ 220 milhões até junho de 2015.

Fonte: Secom

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias