Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017 - 17:13 (Nacional)

L
LIVRE

REFORMA MINISTERIAL ATINGIRÁ 17 PASTAS, DIZ JUCÁ

Segundo o líder do governo no Senado, demissão do ministro das Cidades adianta discussão sobre mudanças na Esplanada


Imprimir página

O líder do governo no Senado, Romero Jucá, afirmou nesta terça-feira (14) que a próxima reforma ministerial do governo de Michel Temer deve alterar os comandantes de 17 das 28 pastas da Esplanada. Na avaliação de Jucá, o pedido de demissão Bruno Araújo (Cidades) "precipita" as alterações.

“A saída do ministro da Cidades precipita a discussão da reforma ministerial, tendo em vista que há ministério vago. Temer está avaliando e discutindo como vai fazer. Será uma reforma ampla, 17 ministérios vagos no prazo que o presidente determinar. Ele quem vai definir o ritmo”, escreveu Jucá em sua conta no Twitter.

De acordo com a revista Veja, Temer anunciou na segunda, por meio de comunicado, que a reforma “estará concluída até meados de dezembro”. O peemedebista é pressionado por membros do chamado Centrão, que querem ganhar espaço ocupado por ministros tucanos.

A saída do ministro da Cidades precipita a discussão da reforma ministerial, tendo em vista que há ministério vago. Temer está avaliando e discutindo como vai fazer. Será uma reforma ampla, 17 ministérios vagos no prazo que o presidente determinar. Ele quem vai definir o ritmo.

Além de Araújo, os outros membros do PSDB na gestão Temer são Aloysio Nunes Ferreira (Relações Exteriores), Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e Luislinda Valois (Direitos Humanos).

Fonte: 010 - noticiasaominuto

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias