Quarta-Feira, 28 de Março de 2018 - 18:33 (Cultura)

L
LIVRE

PROJETO DE EXTENSÃO DO IFRO CAMPUS ZONA NORTE ESTIMULA A FORMAÇÃO DE JOVENS LEITORES

Sob a coordenação da professora de Língua Portuguesa, Andréia dos Santos Oliveira, o projeto acontece quinzenalmente aos sábados na instituição Lar do Bebê.


Imprimir página

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Porto Velho Zona Norte, estimula a realização de projetos de extensão por parte de seus servidores, técnicos administrativos e docentes. Uma das ações em curso visa contribuir para a formação de novos leitores, com o desenvolvimento do projeto “Contando histórias, formando leitores”.

Sob a coordenação da professora de Língua Portuguesa, Andréia dos Santos Oliveira, o projeto acontece quinzenalmente aos sábados na instituição Lar do Bebê. A ação surgiu da necessidade de apresentar a literatura infantil às crianças pequenas por meio da contação de histórias. “Ações desse tipo são importantes, pois possibilitam o contato das crianças com a literatura e acredito que essa mediação literária é imprescindível para a formação de novos leitores”, destaca Andréia.

O público-alvo são crianças com idade entre dois e sete anos, que se encontram no abrigo por motivos de abandono, vulnerabilidade social e violência doméstica. “Por conta dessas situações, sempre fomos muito bem recebidos. As crianças são muito carinhosas e se apegam com facilidade. Elas têm acesso a uma equipe que dá total suporte, como cuidadoras, assistentes sociais, psicólogos e também frequentam regularmente a escola. Mas são bastante carentes de afeto”, relatou a co-coordenadora do projeto,Ana Cláudia Dias Ribeiro.

Como as crianças são ainda muito pequenas, o trabalho de contação de histórias é desenvolvido da forma mais lúdica possível, com auxílio de alguns recursos como desenhos no papel, mímicas, máscaras, expressão corporal, tudo para facilitar a interação e assimilação por parte dos pequenos.

Para Maria Geralda Rodrigues, aluna do curso de Gestão Pública e colaboradora do projeto, a oportunidade de participar está sendo muito gratificante. “Também sou mãe e avó, então poder levar um pouco de carinho e atenção a essas crianças que desde pequenas já enfrentaram tantas adversidades é recompensador. Maravilhoso poder fazer algo para ajudar o próximo. Sem dúvidas é uma experiência que levarei pelo resto da vida”, disse Maria.Todos os envolvidos trabalham de forma voluntária, uma vez que o projeto não conta com recursos financeiros.

O projeto ainda conta com a colaboração de outros docentes e dos alunos do primeiro período de Gestão Pública, especificamente os que cursam a disciplina “Comunicação e Linguagem”, que ficaram responsáveis por arrecadar livros de literatura infantil para serem doados à instituição, onde se formará um Cantinho da Leitura para as crianças.

Em paralelo, está sendo promovida também uma campanha de arrecadação de materiais de higiene no campus para que sejam entregues à instituição Lar do Bebê. Fraldas descartáveis, lenços umedecidos, escova e pasta de dente, sabonetes, shampoo e condicionador são alguns exemplos dos produtos que podem ser doados.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias