Terça-Feira, 17 de Julho de 2018 - 15:17 (Geral)

L
LIVRE

PRIMEIRA MULHER A EXERCER ADVOCACIA NO BRASIL DEFENDIA O ABORTO

Pioneira na luta pelos direitos femininos, a advogada publicou artigo intitulado 'O direito ao aborto'.


Imprimir página

Em 1915, Myrthes Campos, primeira mulher a exercer a advocacia no Brasil, defendia "O direito ao aborto" em artigo publicado no Jornal O Paiz. Em uma época em que a mulher quase não contava com direitos consolidados em sociedade, Myrthes foi pioneira na luta pelos direitos femininos, como o exercício da advocacia pela mulher, o voto feminino e a defesa da emancipação jurídica feminina.

"Não se pode, enfim, consentir que o exagero na defesa dos direitos de uma existência em formação apenas, chegue ao ponto de preterir todos os direitos da mulher, impondo-lhe as consequências de uma maternidade ignominiosa, oriunda do delito de que foi ela vítima, não sendo nem possível a punição do autor do atentado como acontece na situação anormal que atravessam os povos em guerra."

(clique aqui)

Fonte: jusbrasil

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias