Quarta-Feira, 16 de Maio de 2018 - 10:43 (Política)

L
LIVRE

PRESO TEM QUE TRABALHAR - DEPUTADO JESUÍNO PARABENIZA ATITUDE DE POLICIAL FEMININA QUE ATIROU EM BANDIDO DURANTE ASSALTO

Parlamentar também questionou a aprovação do projeto de elevação da cota da Usina de Santo Antônio.


Imprimir página

O deputado Jesuíno Boabaid (PMN) comentou sobre a reação em um assalto por parte de uma policial feminina a paisana, mas que tem porte de arma conseguiu efetuar o disparo, conter o meliante que não resistiu e veio a óbito.

O parlamentar parabenizou a policial e a atitude nobre do governo de São Paulo que a homenageou.

Ressaltou que o Brasil precisa passar por uma reforma geral de suas leis e cumprimento de crimes. A pena máxima deveria subir para 60 anos e afirmou que os presos deveriam custear sua alimentação e as suas despesas.

“A cara mata, sequestra, faz um tanto de atrocidades e o Estado ainda tem de manter o cidadão na prisão. Isso é um absurdo”.

Disse que ainda quer assistir um presidente com coragem, com vontade de mudar estas situações.

Jesuíno destacou a situação dos policiais que retornaram a folha da União, numa interferência dos deputados estaduais e da bancada federal que se uniram e conseguiram reverter a situação destes servidores, garantindo economia para o Estado.

O deputado Jesuíno alertou aos parlamentares que votaram favorável ao aumento da cota de barramento da usina de Santo Antônio. Veicula em todos os jornais do Estado que a empresa está falida e que deve mais de R$ 800 milhões e questiona como pagarão as dívidas que se comprometeram em pagar.

Aparte

Marcelino Tenório (PRP) salientou que a policial agiu dentro da legalidade e das normas, sendo uma policial. No entanto, salientou que o Brasil precisa investir em educação. Não adianta construir presídios se não for feito este investimento.

Dr. Neidson (PMN) e Adelino Follador (DEM), que votaram contrários ao projeto, também salientaram os problemas recorrentes e que tinham razão em manter o projeto sobrestado e pediram que a Justiça atue com ações pertinentes. “O ônus é muito maior que o bônus”, salientou Follador.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias