Segunda-Feira, 16 de Março de 2015 - 13:30 (Geral)

PRESIDENTE DA CÂMARA DE CANDEIAS PRESTA CONTAS E NÃO É CONTESTADO POR COLEGAS

O parlamentar – que é aliado do deputado Maurão de Carvalho – revelou, de forma inédita, que, ‘em dezembro de 2014 repassou à Prefeitura R$ 32.000 que devem ser usados na compra de remédios e medicamentos pela secretaria de Saúde’.


Imprimir página

CANDEIAS DO JAMARI/Rondônia – Enquanto continua ameaçado a perder o mandato nas próximas horas, o presidente da Câmara Municipal, Neilton Bento dos Santos [PROS], surpreende opositores na Casa e grupos aliados ao deputado Lindomar Garçon [ex-PV e agora, PMDB].

Em uma das sessões, ele deu publicidade à prestação de contas da gestão à frente da Mesa Diretora e do próprio mandato, surpreendendo o público ao revelar, pela vez primeira, ‘o montante do dinheiro em caixa, nomes das empresas contratadas e os valores pagos pelos serviços’.

A Câmara movimentou R$ 170.289,88 [Janeiro deste ano], segundo o presidente. No período, as despesas giraram em torno de R$ 112.052,74 [Cento e Doze Mil, Cinqüenta e Dois Reais, e Setenta e Quatro Centavos]. O saldo foi de R$ 58.237,74 [Cinqüenta e Oito Mil, Trezentos e Trinta e Sete Reais, e Catorze Centavos].

De acordo com o relatório divulgado, em plenário e nas comunidades, as despesas e a receita, respectivamente, com o demonstrativo dos exercícios referentes aos meses pagos aos vereadores, servidores e fornecedores, ‘podem ser encontrados no nosso mural, à mostra na entrada da Câmara’.

São contidos em repasses e pagamentos aos meses trabalhados, contribuições à Previdência Social [INSS patronal], auxílio alimentação, transporte, contribuição sindical, convênios, processos trabalhistas e contribuição à associação dos servidores.

Na movimentação de fevereiro [R$ 228.527,02], constam a aquisição de oito computadores [R$ 7.936,00]; rescisão de [R$ 3.000,00]; água, energia elétrica, telefone, internet, licenciamento de veículos [frota de três novos adquiridos na atual gestão], serviços de remanufatura de TONER e locação de impressoras, combustíveis, serviços contábeis, material de expediente, serviço de gravação, copa e cozinha [alimentos], água mineral e gás. Além do pagamento dos vereadores, servidores e rescisões de contratados.

Conforme Neilton dos Santos, ‘com o pé no acelerador, a economia para o erário do Poder Legislativo foi de R$ 58. 237, 14, em janeiro e de R$ 91.913,02, em fevereiro deste ano, respectivamente’.

Para ele, ‘trata-se de uma grande marca na condução do dinheiro público’.

LUTA PELO PODER – Irredutível e de pouca conversa ‘miolo de pote’, o parlamentar se diz compromissado com os cidadãos de Candeias e do resto do Brasil, que ajudam os municípios na divisão do bolo tributário nacional. Segundo ele, ‘só gestores despojados de corrupção são capazes de enfrentar os tribunais populares e as cortes de Justiça enquanto ordenadores de despesas’, completou.

Ele não se disse surpreso por, desde que assumiu a Presidência, ‘vir sendo vitimizado por colegas que almejariam o meu lugar e dos demais membros da Mesa’.

O presidente se refere às várias tentativas de o tirarem do cargo, fato que, segundo ele, ‘cheira a usurpação’ só pensada por aqueles que não ousam enfrentar as forças ocultas que sempre tentam mandar nos destinos do povo sem passar por eleições, limpas e democráticas’.

Fonte: Xico Nery/NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias