Terça-Feira, 14 de Abril de 2015 - 01:09 (Colaboradores)

PREFEITO EXIGE CELERIDADE NAS AÇÕES DA PREFEITURA E POPULAÇÃO O FIM DO GOVERNO PARALELO EM CANDEIAS DO JAMARI

O destaque principal dos puxões de orelha coube ao Setor de Convênios, o que apresenta um dos maiores índices de inapetência na elaboração de processos e mensagens não encaminhadas em tempo hábil à Câmara, ao Estado e à União Federal.


Imprimir página

Candeias do Jamari/RO – Apesar de vários nomes de opositores estarem em alta na linha de sucessão do prefeito Francisco Sobreira de Soares [O Careca, do PSDB], as ações do Governo local levadas aos bairros, vilas e distritos começam a preocupar, inclusive no grupo de aliados ligados ao ex-prefeito Oswaldo Souza [O Dinho].

O final de semana passada começou muito quente no gabinete. O prefeito ordenou quase aos gritos a Chefia de Convênios e da Comissão de Licitação e Preço [CPL] a dar celeridade nos processos, muitos dos quais, ‘dormiam, ao menos 45 a 90 dias, para que tomasse conhecimento do desembaraço’.

Além desses dois setores, ele exigiu celeridade em todos os departamentos responsáveis pelo azeitamento da máquina administrativa, a fim de que os chefes oriundos da ex-Administração deixem de travar a liberação de recursos, as decisões de Governo, entre os quais, pagamentos de fornecedores e a desconstrução de um novo tempo para o município com a gestão tucana.

Segundo aliados governistas, vários secretários ‘têm feito o prefeito passar sérios vexames em audiências públicas, com o não andamento do rito normal de processos, planilhas, respostas oficiais à Câmara, bem como na liberação de recursos, quitação de débitos e nas tomadas de contas’, pela falta exclusiva de planilhas e até sumiço de processos de pagamentos de diárias, combustíveis, peças e prestação de contas.

Por sua conta e risco, o prefeito anunciou, na sessão da Câmara, que a partir de agora, ‘todos os secretários estão obrigados a dar satisfação aos vereadores e aos cidadãos’ e que irá exigir, pessoalmente, de cada um deles que se dirijam ao Poder Legislativo com respeito em nome da boa relação que cultiva com seus membros.

Outro aspecto muito comentado, na Câmara, depois das ‘broncas’ às Chefias de Convênio e da CPL, é com relação à suposta existência de um governo paralelo e só descoberto após o fechamento das contas de 2014.

Sobre, o prefeito nada declarou até agora, mas, sabe-se, no entanto, que, ‘a manutenção de, pelo menos, sete secretários, umbilicalmente, ligados ao ex-prefeito Lindomar Garçon, ‘a má gestão deles pode levar o prefeito Careca a um profundo fracasso, como teria ocorrido com o tio dele, o ex-prefeito Oswaldo Souza [O Dinho], que obteve apenas 600 votos nas última eleição para deputado.

Com a existência do tal ‘Governo Paralelo’, até opositores históricos já teriam sugerido ao prefeito que ‘se cerque de profissionais de sua confiança, se quiser realizar algum trabalho ainda este ano’. A sugestão é feita em todos os lugares onde há novas frentes de trabalho, como na operação tapa-buraco, limpeza das ruas, coleta seletiva de lixo, recuperação de vicinais e nas reuniões com comunidades e religiosos.

O alerta sobre a suposta inapetência de parte do corpo de secretários também chega à chefia do Controle Interno, Garagem, Chefia de Gabinete e à Sub-Procuradoria Jurídica. A falta de uma comunicação eficaz e eficiência na tomada de procedimentos céleres têm tirado o sono do prefeito na saúde, educação, assistência social e na articulação política e institucional no viés Prefeitura e a sociedade civil.

Por fim, durante o churrasco da Igreja Católica, neste domingo [12], o que mais se ouviu é que o prefeito precisa, urgentemente, ‘descolar sua imagem da do deputado Lindomar Garçon e do tio, Oswaldo Souza’. Segundo os informes, ‘Careca precisa assumir sua própria identidade e de gestor maior de Candeias sem nomes contaminados e/ou considerados ímprobos.

Sarcasticamente, o grupo que tenta ficar há 23 anos à frente dos destinos da população local foi taxado de a ‘Turma da Bandeja’, uma referência ao ex-prefeito Garçon, também acusado por opositores de ter desviado cerca de R$ 500 mil de suas emendas para empreendimentos turísticos em Minas Gerais, em vez de Candeias do Jamari ou para o Estado de Rondônia.  

Fonte: Xico Nery/NewsRondonia

Noticias relacionadas

  • 21.05.2015 22:09
    DIREÇÃO DO DER AINDA NÃO EXPLICOU DIREITINHO O ROUBO DE EQUIPAMENTOS RODOVIÁRIOS DA FROTA DO ÓRGÃO
  • 09.05.2015 11:42
    EMPRESÁRIO DE CANDEIAS FOI VÍTIMA DE CRIME DE ENCOMENDA, AFIRMAM ANALISTAS E POLICIAL APOSENTADO DA PF
  • 14.04.2015 00:58
    DEPUTADOS NÃO RECUAM E MARCAM O DIA D PARA QUE TITULAR DA SEDAM DEIXE O CARGO APÓS NOVA AUDIÊNCIA PÚBLICA
  • 29.03.2015 14:13
    OS NOVES FORA DA SEDAM PODE CHEGAR À POLÍCIA FEDERAL, SE OS DEPUTADOS AGIREM LOGO
  • 28.03.2015 09:49
    EM CANDEIAS, BAIRRO PALHEIRAL E ADJACÊNCIAS RECEBEM ATENDIMENTOS VARIADOS NESTE DOMINGO 29
  • Comentários

    Veja também

    Outras notícias + mais notícias

    Http://www.Auto-doc.pt