Quinta-Feira, 09 de Novembro de 2017 - 14:46 (Colaboradores)

L
LIVRE

PONTE DOS SUSPIROS - POR CARLOS SPERANÇA

A ponte do rio Madeira, na altura do Abunã, em território rondoniense se tornou a obra mais importante da década para os acrianos, devido à questão de abastecimento – de pisos a hortigranjeiros – sob ameaça de interrupção a cada inverno amazônico.


Imprimir página

Como fechar as contas no final do ano, que tem décimo terceiro dos servidores para pagar, fornecedores atrasados para quitar e tantas demandas sociais na saúde, educação, moradia, merenda escolar? Os prefeitos rondonienses estão urrando e agora não é só cidade pequena, Ariquemes que é um dos três maiores municípios do Estado, com a rodoviária mais movimentada, polo regional da região que mais cresce no Estado, acusou a situação de penúria.

A municipalidade de Ariquemes se viu obrigada a cortar cinco secretarias, demitir dezenas de servidores para ajustar as contas diante da rigorosa Lei de Responsabilidade Fiscal. A última coisa que um prefeito e governador gostam de fazer é demitir e ficar com esta marca na testa, mas outros prefeitos rondonienses também estão fazendo a mesma coisa diante do quadro econômico que se arrasta há mais de três anos resultando na queda de arrecadação.

A própria capital se viu obrigada a promover demissões, e neste cenário desolador nos polos regionais, apenas Ji-Paraná, de Jesualdo Pires, tem segurado as pontas.

Ponte dos suspiros

A ponte do rio Madeira, na altura do Abunã, em território rondoniense se tornou a obra mais importante da década para os acrianos, devido à questão de abastecimento – de pisos a hortigranjeiros – sob ameaça de interrupção a cada inverno amazônico.

Toda semana autoridades e empresários do vizinho Estado visitam as obras que já atingem 50% do projeto, e que deve chegar em dezembro a 70%.

Convenção tucana

Os tucanos vão rachados e dispostos a trocar bicadas pelo comando nacional do partido nas convenções marcadas para 9 de dezembro.

O grupo liderado pelo senador Aécio Neves quer se manter no poder e alinhado com o governo Michel Temer (PMDB), enquanto que os caciques Fernando Henrique Cardoso e Tasso Jeiressati defendem o desembarque do partido do Palácio do Planalto.

Em Rondônia

Também em Rondônia os tucanos estão trocando bicadas. A deputada federal Mariana Carvalho, a abelha rainha da política na capital, pretende tomar as rédeas da agremiação, enquanto que o cacique Expedito Júnior apoia o deputado estadual Laerte Gomes e com seu laranja continuar mandando na legenda. Ainda não se sabe quem vai levar a melhor, mas se Laerte perder a disputa, a saída de Expedito do PSDB é tida como certa.

Os vices cogitados

Com as eleições se aproximando são cogitados os vices dos possíveis candidatos ao governo do Estado para 2018. Alguns nomes estão em alta para se tornarem vices, se quiserem. Trata-se de Léo Moraes (PPS), Mariana Carvalho (PSDB), Jesuíno Boabaid (PMN), Yeda Chaves (PSDB), Neodi Carlos (PSDC), Nilton Capixaba (PTB), Mauro Nazif (PSB), Ezequiel Neiva (PMDB), Aluízio Vidal (Rede) e Pimenta de Rondônia (PMDB).

A recuperação

Com Lulalá (arre!) liderando a corrida presidencial e o ex-prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho se recuperando depois de seguidas absolvições na justiça, o partido vai ficando de asas crescidas.

Os petistas voltam a cogitar o lançamento de candidatos próprios ao governo e ao Senado, mesmo que seja só para ajudar seus postulantes à Assembleia Legislativa e à Câmara dos Deputados. Sobrinho ao governo e o deputado Lazinho ao Senado são os nomes já ventilados.

Via Direta

*** O PDT pretende dar uma demonstração de força na convenção estadual do final de semana para marcar a largada para as eleições do ano que vem *** Como um abalo 20 na escala Richter, vem aí a traição política mais doída dos últimos tempos em Rondônia *** Os entendimentos seguem nos bastidores e os punhais da traição estão mais afiados do que nunca nesta pré-temporada. *** É coisa de louco, torcida brasileira.

Fonte: Carlos Sperança - News Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias