Segunda-Feira, 11 de Setembro de 2017 - 18:08 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: QUE SEMANA DO BARALHO - POR LEO LADEIA

O México além da instabilidade social perene enfrenta um terremoto que revela a pobreza da América latina. No Brasil terremotos e furacões na área política cada dia mais presente na crônica policial. Semana de cão...


Imprimir página

1-Que semana do baralho I

Tragédias. Kim, o louco coreano detonou a bomba “H” e revelou que em sua diminuta figura está o inferno. É tempo de furacões e de pensar no aquecimento global que aumenta sua força e fúria. Resistente a ações para reduzir a emissão de gases, os EUA provam do seu veneno.

O México além da instabilidade social perene enfrenta um terremoto que revela a pobreza da América latina. No Brasil terremotos e furacões na área política cada dia mais presente na crônica policial.  Semana de cão...

2-Que semana do baralho II

Quando o “the boss” da Olimpíada, Arthur Nuzman disse: “eu sou o homem mais feliz do mundo, o melhor lugar do mundo é aqui”, entendi tudo errado. Mesmo sabendo que havia algo de podre no reino do “rei Arthur”supus que ele falava do orgulho por ter feito um trabalho bem feito, essas coisas que apenas os idiotas como eu acreditam.

Nuzman tremia enquanto discursava com a carteira recheada de dinheiro desviado e eu estou tremendo de raiva agora. O safardana meteu a mão numa grana preta. Quanto? Ainda não se sabe bem mas tudo virá à tona.

3-Que semana do baralho III

Do Nuzman pouco se sabe sobre valores, visto que há uma triangulação para a roubalheira. Mas na Bahia a grana - viva - tem nome, sobrenome, impressão digital, ligação familiar e um rastro que começa em 1984 quando Geddel aos 25 anos era diretor do Baneb, passa pelo CPI dos “Anões do Orçamento” em 1994 até virar “bica corrida”.

Geddel entra para a história como ladrão azarado: Guardou R$ 51 milhões em espécie dentro de caixas e malas num apartamento e a PF teve só o trabalho de pegar e mandar contar. A foto será um dos registros de uma época do Brasil. “Dureza é roubar e não poder levar”, diz o Zé de Nana. 

4-Que semana do baralho IV

Vamos lá que tem mais. A torcida era para que Palocci fizesse delação premiada, mas o que se viu foi um desabafo que fez o chão tremer. Falta a apresentação de provas que ele diz possuir e falta muito mais como se pode depreender do momento em que Palocci se propõe falar sobre um tema e o juiz Moro descarta e diz que fica para outra oportunidade. “(*)erda subiu de preço” avalia Zé de Nana. Se Palocci voltar a falar com o juiz Moro quem vai subir de preço é ventilador.

5-Que semana do baralho V

Janot, veio à boca do palco e bufando de raiva disse ter nas mãos quatro horas de gravações com conteúdo gravíssimo. Passou recibo de enganado, detonou seu ex-procurador Marcelo, os bebuns Joesley e Saud e aí fedeu carbureto.

O azeite de dendê ainda escorria pela “feira brasilis” quando rápido como nem é seu costume, o STF agiu e antes mesmo que alguma ação fosse proposta já havia o voto público do ministro Fux pelo justiçamento: “Eles devem trocar o exílio de Nova York pelo exílio da Papuda”. Os dois otários que se achavam espertos já estão presos, o ex-procurador Marcelo está todo enrolado e o Janot? Bem sobre isso aí quem deve falar é a Dra Raquel Dodge.

6-Esquerda x Direita

Esquerda e direita tem a ver com parada de 7 de Setembro que aliás foi bem tranquila este ano. Mas e a direita e esquerda na política? Coma renca de partidos aqui é impossível classificar os que têm espectro ideológico. Com tudo junto o centrão, espécie de papel mata-mosca onde se colam parlamentares, vai barganharo salvo conduto para Temer passar a pinguela.

Temer obteve um alívio após esta semana de trapalhadas jurídicas da PGR, mas a próxima trará novos lances e o centrãoprepara o jogo viciado, dando e recolhendocartas marcadas e somando forças com as adesões de direita, esquerda e vice versa. “Ideologia, eu quero uma pra viver.” Viva Cazuza!

7-Segunda é dia de PF nas ruas.

Como seria de se esperar a PF – esses ninjas não dormem e não param nunca – amanheceu nas ruas juntando provas nas casas de Marcelo Miller – o ex-procurador que pensou ter comprado o “bilhete premiado” – e ajeitando o vôo para levar dois bebuns trapalhões ao destino profetizado pelo Ministro Fux por terem “ludibriado o MP”. Ainda bem que praga de corrupto não pega. Se pegasse esse avião da PF cairia sobre a Papuda. Adeus Geddel, Joesley, Suad. Que maravilha...

8-Haja conversa...

Deputados e senadores voltam a analisar nesta semana propostas de reforma política. Na pauta as mudanças no sistema eleitoral, a criação do fundo com recursos públicos para campanhas, fim das coligações partidárias e haja cobra dando rasteira em cobra, discurso “non sense” de ataque, defesa e discurso apenas destrambelhado.

Além disso,irão acontecer debates sobre Janot, Suad, Joesley, Marcelo, J&F, JBS e a possibilidade de uma CPI para esculachar os “mundiça” e assim arrumar discurso eleitoral para engabelar incautos. Vai ser outra semana para não esquecermos.

9-Precificando o país

Manhã de segunda-feira e o mercado dava o recado ao Brasil. O Ibovespa subia 1,57% marcando a maior pontuação desde 29 de maio de 2008: 74.228 pontos e com um giro financeiro de R$ 2,5 bilhões de reais. No mercado internoa prisão dos delatores da J&F, controladora da JBS, trouxe mais fôlego ao mercado haja vista que analistas econômicos convergem para a ideia de que uma nova eventual denúncia contra o presidente Michel Temer – caso ocorra – chega enfraquecida, e dá força para o governo continuar com a agenda de reformas. “Agenda de reformas pode voltar ao radar após a prisão dos delatores da J&F, com expectativa pela retomada da governabilidade de Temer”, escreveram os analistas da corretora Lerosa Investimentos em nota a clientes.

10-Amaciando a carne

Para quem gosta de fortes emoções, Lula será ouvido outra vez pelo juiz Sérgio Moro. A oitiva em será em Curitiba, quarta feira, 13. E assim caminha a humanidade. Cada qual com suas escolhas.

leoladeia@hotmail.com
Facebook Leo LadeiaII

Fonte: Leo Ladeia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias