Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018 - 19:14 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: MEIO DE CAMPO EMBOLADO

Não há plano B para o PT. Sem Lula, Haddad, Manuela, Boulos, Aldo e “vento$” para empinar a pipa, sobra o Ciro. Mas aí seria como encarar uma segunda prisão do Lula.


Imprimir página

FRASE DO DIA:

“Excesso de funcionários comissionados estimula corrupção” – Odilon Cavallari do TCU.

1-Artigo togado

O ministro Alexandre de Moraes do STF no artigo Presunção de inocência e efetividade judicial veiculado na Folha fala de presunção de inocência: “As condenações proferidas pelos tribunais de 2º grau devem ser respeitadas e executadas, sendo inadmissível o congelamento de sua efetividade. As competências recursais do STJ e STF não têm efeito suspensivo e são restritas, não permitindo a realização de novas análises probatórias, uma vez que essa possibilidade foi constitucionalmente atribuída às instâncias ordinárias do Judiciário”. Aqui o mesmo artigo publicado no “O Antagonista”.

2-Meio de campo embolado

Sem direita e esquerda definidas, quem é de centro sofre. Alckmin começou encarando a briga dentro do seu partido depois foi indicado na marra e quando achou que estava em paz viu a investigação da Lava Jato descer à primeira instância, “pero no mucho”, mas sabe que vai se haver com o TSE mais à frente ou, no pior dos mundos, com Moro.

Não há plano B para o PT. Sem Lula, Haddad, Manuela, Boulos, Aldo e “vento$” para empinar a pipa, sobra o Ciro. Mas aí seria como encarar uma segunda prisão do Lula.

3-Jogo marcado

São mais de 60 deputados federais e pelo menos 23 senadores implicados na Lavajato. Pré-candidatos alguns, mas todos eles donos de currais eleitorais com força para eleger fogão, sofá, poste e geladeira. São também e não nos esqueçamos, donos de dinastias políticas e fortunas amealhadas em tetas leitosas, que podem levar a procrastinações e recursos nos tribunais, transferindo a renda juntada de forma ilícita entre ricos à custa do povão. Quem crê em novidades após a eleição esqueça. O brasileiro sempre perde.

4-Coisas do Brasil I

Líderes de 34 países na 8ª Cúpula das Américas divulgaram hoje uma carta afirmando que prevenir e combater a corrupção fortalece a democracia e o Estado de Direito, que a “corrupção debilita a governabilidade e a confiança dos cidadãos nas instituições” com impacto negativo "no efetivo gozo de direitos humanos e desenvolvimento sustentável das populações do nosso Hemisfério”.

Blá-blá-blá. Esquecendo outros de igual calibre, é estranho que Temer tenha assinado pelo Brasil. Genducéu!!! Mas logo Temer?

5- Coisas do Brasil II

A Ação do PEN sobre prisão após julgamento em segunda instância volta a transitar no STF a partir de hoje, depois de o ministro Marco Aurélio Mello ter concedido prazo para os advogados – os novos – se inteirarem do assunto. Para entender: o PEN-Partido Ecológico Nacional por uma Ação Direta de Constitucionalidade questionava a tal prisão e tinha como patrono um dos mais celebres advogados de Brasília, o Kakay.

A demora levou ao ponto atual em que a vitória pode ajudar Lula, o que não deseja o PEN. O PEN pediu desistência da ação mas, em sendo impossível, Marco Aurélio concedeu o prazo e agora os advogados vão tentar perder a causa ou seja, se der errado eles acertaram

O Michel Temer abrigou o ministro Moreira Franco num absolutamente necessário foro privilegiado, dando-lhe como presente o Ministério das Minas e Energia para livrá-lo da Lavajato e das garras do juiz Sérgio Moro. Na planilha da Odebrecht Moreira Franco é o “Gato Angorá”. Com uma canetada o presidente Temer oficializou o “gato na energia”.

Facebook Leo Ladeia II
leoladeia@hotm
ail.com

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias