Sexta-Feira, 10 de Novembro de 2017 - 09:28 (Geral)

L
LIVRE

PARTICIPANTES DO PROJETO ‘CIDADE FOTOGRAFADA’ REALIZAM EXPOSIÇÃO NO CALAMA

As imagens resultam de atividades em que os participantes foram orientados a fotografar espaços urbanos que caracterizassem uma visão crítico-social, histórica, geográfica e econômica da cidade.


Imprimir página

Fotografias produzidas por alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Porto Velho Calama, durante a realização do projeto “Cidade Fotografada”, estarão expostas no piso superior do Bloco A da unidade até o dia 30 de novembro.

As imagens resultam de atividades em que os participantes foram orientados a fotografar espaços urbanos que caracterizassem uma visão crítico-social, histórica, geográfica e econômica da cidade. Por meio de oficinas temáticas nas áreas de filosofia, arte, linguagens, urbanismo, fotografia e história de Porto Velho e da captura de imagens, os alunos puderam descrever uma leitura significativa do município.

"No decorrer do ano de 2017 o projeto cidade fotografada incentivou um olhar mais crítico por parte dos participantes, um olhar para o cotidiano da cidade. O projeto teve o objetivo de não apenas trabalhar a fotografia como um simples clique, mas como uma leitura pessoal de cada participante, fazendo o aluno um buscador de narrativas visuais. A exposição desses trabalhos mostra os seus sentimentos, suas histórias por meio das imagens", explica o coordenador do projeto, professor Saulo de Sousa.

Para a estudante do 1º ano do Técnico em Edificações, Mariana Bouchabki, o projeto ajudou a ver o município de Porto Velho (RO) de forma diferente. “Vi a beleza que antes eu negligenciava. Foi um projeto que me proporcionou perceber o espaço urbano com um novo olhar e registrar minha visão da cidade de modo a transmitir os meus sentimentos de crítica e admiração. Também aprimorei minha percepção sobre a arte e obtive muitos conhecimentos em outras áreas como história e filosofia, criando um pensamento mais crítico em relação ao que me rodeia e ao que um dia eu poderei ver", diz.

A aluna Eloisa Silva, do 3º ano do curso técnico em Química também aprovou a atividade desenvolvida pelos alunos do campus. "Achei muito bom o incentivo para que os alunos produzissem suas próprias fotografias e a realizassem a exposição. Incentiva o público a ver e se interessar mais pelo projeto", ressalta.

Sobre a exposição

A exposição está sendo feita através de uma instalação composta por monóculos formando uma grande cortina.  Dentro dos monóculos estão as fotografias produzidas pelos alunos. Os monóculos possuem o formato cônico e em uma extremidade há uma imagem (foto) e na outra extremidade uma lente de aumento para visualização. No passado, esse recurso foi muito usado como souvenir, em viagens de turismos, para fotos de família, de filhos e outros. "Uma proposta inovadora, mas que valoriza os métodos antigos da fotografia, como o uso de monóculos para expor as fotos produzidas. Além da valorização dos espaços da nossa cidade", destaca a aluna Natália Tháis Bukoski, do 3º ano do Curso Técnico em Química.

Dentre as fotografias expostas, estão as imagens dos alunos Giovanni Gomes Trindade e Shayanne Araújo, finalistas em concurso de fotografia realizada pela Biblioteca Municipal Francisco Meirelles.

Fonte: 010 - Imprensa IFRO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias