Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018 - 08:42 (Cultura)

L
LIVRE

PARQUE DOS TANQUES SERA O CENTRO DE CONVENÇÕES

O órgão gestor do convênio será a Sejucel e a execução caberá ao DER/Governo do Estado, que custeará a contrapartida de R$ 207 mil.


Imprimir página

Já estão empenhados os R$ 14,5 milhões vindos do Ministério do Turismo para construção do Centro de Convenções no Parque dos Tanques, em Porto Velho.

O recurso, já empenhado, teve chancela da Superintendência Estadual de Turismo - SETUR que avalizou a obra perante o MTUR como de interesse turístico. O órgão gestor do convênio será a Sejucel e a execução caberá ao DER/Governo do Estado, que custeará a contrapartida de R$ 207 mil.

O centro de convenções servirá para atender a eventos culturais e folclóricos – caso do Arraial Flor do Maracujá e Carnaval--, feiras temáticas, eventos corporativos, religiosos e governamentais, entre outros. O projeto inicial é do arquiteto Lorenzo Villar, coordenador no DER e foi cadastrado no Siconv (Sistema de Convênios e Contrato do Governo Federal) pelo arquiteto Lucas Varanda.

"É uma aspiração antiga de Porto Velho e o Governo do Estado tem apostado e investido em infraestrutura e aparelhamento turístico, a exemplo do Memorial Rondon, Espaço Alternativo e Teatro Palácio das Artes", destaca o titular da SETUR, Júlio Olivar.

O novo espaço irá garantir uma grande economia para o Governo que, anualmente, gasta mais de R$ 600 mil com locações de estrutura para grandes eventos na capital.

História

No encerramento do Arraial Flor do Maracujá de 2015, a direção da Federação de Grupos Folclóricos de Rondônia – FEDERON por sugestão do diretor de comunicação Sílvio M. Santos solicitou durante a solenidade, que o vice-governador Daniel Pereira (presente ao ato), levasse ao governador Confúcio Moura a sugestão, de transferir o projeto do Centro de Convenções previsto para ser construído na área do Aeroclube de Porto Velho na Estrada do Japonês, para o Parque dos Tanques, local onde estava sendo realizado o Flor do Maracujá naquele ano. De imediato o superintendente da Sejucel Rodnei Paes e o vice-governado gostaram da sugestão e se comprometeram a convencer o governador a acatá-la, o que aconteceu. Rodnei então convocou o arquite Lucas Varanda que por muitos anos, fazia parte do quadro de funcionários da Sejucel, para elaborar o Projeto Arquitetônico. No final daquele ano (2015), em reunião que aconteceu na sede da Federon no Parque dos Tanques, Rodnei e Lucas apresentaram aos folcloristas e carnavalescos de Porto Velho, a maquete do Centro de Convenções que os folcloristas passaram a denominar como “Cidade da Cultura”.

A notícia postada na noite da última terça feira 23, pelo superintendente da Setur Júlio Olivar nas redes sociais, dando conta que o MTUR empenhou R$ 4.5 Milhões para a construção da obra, foi festejada, por todos os que trabalham com eventos culturais, em especial, os folcloristas e carnavalescos.

Fonte: 012 - Silvio Santos/NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias