Quinta-Feira, 22 de Maio de 2014 - 16:59 (Artigos)

PARA DIREITOS HUMANOS XUXA É O EXEMPLO DE UMA VERDADEIRA ‘MÃE’ DE FAMÍLIA

Não tem que apanhar um ônibus lotado passando por todo tipo de humilhação para chegar ao trabalho. Xuxa, não precisa ficar na fila de um posto de saúde para conseguir uma senha e talvez receber o atendimento desumano pelo malfadado Sistema Único de Saúde (SUS).


Imprimir página

Por Emerson Barbosa

Na quarta-feira (21) na sessão de Constituição e Justiça, na Câmara dos Deputados, em Brasília no qual parlamentares discutiam os tramites finais da chamada ‘Lei da Palmada’ que entre outras partes altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) proibindo o uso do castigo em crianças. Quando tudo parecia está resolvido entra em cena acompanhada da ministra dos diretos Humanos Idelli Salvatti a apresentadora da Rede Globo Xuxa Meneghel que teve a presença digamos nada convidativa. Hostilizada pelo deputado Pastor Eurico da bancada evangélica opositora ferrenha da matéria que aguarda votação já há dois anos para ser aprovada disparou contra a famosa ‘La reina dele chicos’:

Neste caso pastor Eurico foi infeliz ao lembrar um passado digamos hoje copiado pela ex-Hanna Montana Miley Cyrus. Talvez o pastor Eurico quisesse realmente ter dito que “Xuxa não é um exemplo que os direitos Humanos deveria ter usado para representar as verdadeiras ‘mães brasileiras”.

Não tem que apanhar um ônibus lotado passando por todo tipo de humilhação para chegar ao trabalho. Xuxa, não precisa ficar na fila de um posto de saúde para conseguir uma senha e talvez receber o atendimento desumano pelo malfadado Sistema Único de Saúde (SUS).

‘Mães brasileiras’ que não fizeram uso ou fazem uso de uma babá para simplesmente olhar seus filhos enquanto vão ao salão de beleza pintar as unhas ou passar pintura nos cabelos. São mães que além de trabalhar para sustentar os filhos, acreditam no seu poder de mãe que fazendo da sorte na esperança que o mesmo não caia em desgraça pelas companhias, mas serem homens de valores.

São mães que quando necessitam usam da ‘palmada’ para corrigi-los. São mães que não tem o dinheiro de Xuxa para colocar os filhos em boas escolas para aprender a falar inglês quando adultos. Mães que acreditam que a instituição governamental os ensine adquirindo um conhecimento pelo menos descente, e nada mais que isso.

É por essas e outras que o Brasil não funciona. Um Ministério (Direitos Humanos) que cuida dos digamos direitos da sociedade e que toma pra si uma mulher como Xuxa até dotada com seus valores, mas não com a credibilidade de mães lutadoras do país para servir e ditar regras de ‘educação familiar’, de como corrigir filhos é algo inaceitável. Xuxa até tem moral, mas não pode ser vista como um exemplo para as mães brasileiras.

Fonte: NewsRondônia

Noticias relacionadas

Banner Ale

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias