Quinta-Feira, 28 de Dezembro de 2017 - 17:04 (Nacional)

L
LIVRE

PABLLO VITTAR NÃO RECEBERÁ LEI ROUANET E BOLSONARO EXPLICA 'MICO'

Cantora foi vítima de notícia falsa viralizada na internet, inclusive pelo perfil do Facebook do deputado


Imprimir página

Por meio de uma sequência de vídeos divulgados nos Stories do Instagram, a cantora Pabllo Vittar negou a informação viralizada na internet segundo a qual receberia R$ 5 milhões da Lei Rouanet.

"Manas, eu queria saber que dinheiro é esse, cinco milhões de reais. Não sobrou louça do Natal de vocês? Vão lavar uma louça. Feliz Natal. As pessoas veem notícia e, em vez de irem trás das fontes, ficam especulando, especulando, especulando. Jesusss. Minha dica é: vão lavar uma louça", disse a drag.

A notícia falsa, produzida como se tivesse sido publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, ganhou repercussão principalmente depois de ter sido compartilhada pelo perfil no Facebook do presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que nesta quarta-feira (27) explicou o mico.

"Neste último feriado a nossa página compartilhou uma matéria que infelizmente não era real (estava circulando na Rede antes mesmo de compartilhamos). Fizemos um texto de abertura explicando que era inviável um artista receber milhões, o que já aconteceu antes, enquanto há um colapso na saúde por menos (citamos o caso do hospital do Câncer)", afirmaram os responsáveis pelo gerenciamento da página do deputado.

"Por nossa página ser a mais importante dentro da atmosfera direitista e a maior percussora do nome do Mito, a imprensa esquerdista está tentando nos responsabilizar pela informação e prejudicar a campanha do Bolsonaro. Por isso venho a todos os integrantes esclarecer, como sempre o fizemos. A ideia de compartilhar o post era combater a Lei Rouanet e a falta de prioridades por parte dos governos (primeiro saúde e por último festas), assim com todos ficamos indignados com a notícia de uma nova liberação arbitrária de dinheiro público pela lei", finalizou.

A Lei Rouanet, vale lembrar, não libera recursos, e sim libera a captação por meio de isenção fiscal.

Fonte: 010 - noticiasaominuto

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias