Sabado, 21 de Julho de 2018 - 20:09 (Polícia)

L
LIVRE

OSTENTAÇÃO:“DR. BUMBUM” PROMETIA TRATAR ESTRIAS COM APLICAÇÕES DE CÉLULAS-TRONCO

Procedimento é proibido pelo Conselho Federal de Medicina. Especialista afirma que procedimento não passa de “estelionato”


Imprimir página

CARLOS CARONE

VICTOR FUZEIRA

Entre os crimes praticados pelo médico Denis Cesar Barros Furtado, 45 anos, está a prática de procedimentos cirúrgicos proibidos pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e que colocavam em risco a saúde de pacientes. Mais conhecido como “Dr. Bumbum”, Denis prometia, por exemplo, acabar com as estrias das clientes com injeções de células-tronco. O médico e a mãe dele, Maria de Fátima Furtado, foram presos na quarta-feira (18/7), após a morte de uma paciente no Rio de Janeiro.

O Metrópoles teve acesso a uma mensagem encaminhada pela namorada de Denis, Renata Fernandes Cirne, 19, a uma das clientes de Brasília, no fim de 2017. Nela, a recepcionista oferece o tratamento milagroso. “Minha linda, tenho uma notícia maravilhosa. Aqui temos um prodedimento de RPR. Como funciona: O Dr. Denis vai colher a sua célula-tronco e aplicar onde tiver estrias. Você vai ficar com a pele de um bebê”, anunciou. O valor do tratamento era salgado: R$ 6 mil. “Faz uma vez e as estrias vão desaparecer”, informou Renata, que também está presa.

O médico chegou a publicar em uma de suas redes sociais o mesmo tratamento, que também serviria como procedimento estético, para reduzir marcas de expressão. As imagens mostram o rosto de Maria de Fátima todo ensanguentado após a aplicação.

em contato com um dos maiores especialistas em cirurgia plástica do Brasil para falar sobre o procedimento aplicado pelo médico preso pela PM do Rio de Janeiro. Segundo Luiz Haroldo Pereira, o puro e simples uso de células-tronco em procedimentos estéticos é impossível. “Quem diz que isola as células-tronco no consultório e injeta a combinação logo depois está mentindo”, diz o especialista, um dos pioneiros da li­poaspi­ração e da lipoescultura no país.

Em uma das postagens, “Dr. Bumbum” afirma utilizar células embrionárias, o que foi classificado como “burrice extraordinária” pelo cirurgião. “Chamamos de embrião o ser que está sendo formado. Isso ocorre quando a célula masculina e feminina se juntam. Em seguida, elas formam o gameta e começam a evoluir para o ser humano. Como ele (Denis) vai tirar o sangue da própria mãe dele e fazer a aplicação? Ela não é embrião, isso é de uma burrice extraordinária” afirmou, classificando o tratamento como “estelionato”.

Sobre a técnica, o Conselho Federal de Medicina (CFM) lançou um alerta chamando a atenção dos médicos para a falta de estudos que comprovem a eficiência e a segurança do procedimento. A entidade recomenda cautela e afirma ainda que não há possibilidade de uso desse método fora de centros de pesquisa.

Bumbum ostentação

Além de divulgar os procedimentos que fazia em sua clínica, “Dr. Bumbum” também ostentava luxo nas redes sociais. O médico postava fotos de carros importados, muitos com valores superiores a R$ 150 mil, além de passeios constantes com uma lancha que ele costumava chamar de “brinquedo”.

Em uma das postagens, datada de fevereiro de 2015, o médico aparece andando em um Ford Camaro GT, avaliado em R$ 180 mil. Na legenda da foto, “Dr. Bumbum” comenta: “Viva e seja feliz. Deixe o amor fluir. De repente a 426 cvs”, disse, fazendo alusão aos cavalos de potência do carro esportivo.

Segundo ex-funcionários, todos os bens estão em nome de “laranjas”. Entre eles, Renata, a namorada. O homem, ainda de acordo com relatos de quem conviveu com ele, “era metido a garanhão”. A mãe é descrita como uma pessoa “manipuladora”. Ambos estão no presídio de Benfica, no Rio de Janeiro, e vão responder pela morte da bancária Lilian Calixto, 46, durante o último fim de semana.

 

.

Fonte: metropoles

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias